Declinismo: o que é e como funciona esse viés cognitivo?

28 de outubro de 2022 - por Jaíne Jehniffer


O declinismo é a tendência de romantizar o passado e ver o futuro negativamente. Ou seja, ao mesmo tempo em que a pessoa acredita que o passado era melhor, ela crê que o futuro está em declínio.

Sendo assim, esse viés cognitivo é caracterizado pela dúvida em relação ao futuro e a crença de que no passado tudo era melhor.

Vale destacar que um viés cognitivo é um desvio de racionalidade no julgamento ou na tomada de decisões. Desse modo, ao se basear em vieses, você pode tomar decisões incorretas.

O problema do viés de declinismo é que a pessoa pode ficar tão focada em uma visão pessimista do futuro, que esse futuro pode acabar se concretizando.

Como o declinismo funciona?

O declinismo funciona como um viés cognitivo onde as pessoas tendem a romantizar o passado e a ver o futuro de forma negativa.

Em outras palavras, as pessoas ignoram as coisas ruins do passado e veem apenas as partes boas. Ao mesmo tempo, elas acreditam que o futuro está em declínio.

Desse modo, a pessoa guiada por este viés tende a ter uma idealização dos momentos vividos no passado. Isso se torna ainda mais forte se o presente estiver marcado por coisas ruins.

Por exemplo, durante a pandemia a tendência era olhar para o passado com bons olhos e achar que o futuro estava perdido, por causa do caos causado pela Covid-19.

O que as pessoas guiadas por este viés não percebem, é que assim como o ser humano causa problemas, ele tem a capacidade de resolvê-los.

Por exemplo, no passado muitos disseram que a era do petróleo iria acabar. De fato, o petróleo vai deixar de ser usado, mas não porque acabou.

Na verdade, é porque ele passou a ser visto como um vilão. Com isso, fontes alternativas de combustível tiveram que ser desenvolvidas.

De que forma o declinismo pode afetar nossa vida?

O declinismo pode fazer com que a pessoa tenha uma visão muito pessimista em relação ao futuro. Isso pode causar alguns problemas.

Por exemplo, a pessoa pode não se preparar para o futuro de forma realista. Desse modo, o viés pode afetar a capacidade das pessoas em tomar decisões racionais.

Além disso, a visão pessimista do futuro pode afetar a saúde mental e física, bem como o bem-estar da pessoa. 

Outro grande problema do declinismo é que ele pode se tornar uma profecia autorrealizável. Ou seja, a pessoa foca tanto em um futuro ruim, que pode tomar atitudes que farão com que o futuro seja ruim.

É claro que esse viés não tem apenas aspectos negativos. Em certas situações, pode ser bom esquecer aspectos negativos do passado.

Inclusive, esquecer o quanto foi ruim certa experiência, pode ser uma forma da pessoa deixar o medo de lado e realizar novas tentativas no futuro.

No entanto, se deixar levar demais por este viés pode ser negativo por causa dos impactos que isso pode ter no seu futuro. Por isso, é preciso ficar atento para notar quanto está sendo guiado por este viés.

Dicas para evitar o viés do declinismo

Algumas dicas para evitar este viés são:

1- Analise todos os lados da questão

Antes de romancear um evento passado, tente se lembrar dos pontos positivos e negativos. Com o viés do declinismo, a tendência é que você lembre-se apenas dos pontos positivos do passado.

Sendo assim, ao tentar se lembrar também dos pontos negativos, você pode ter uma visão mais real do que de fato ocorreu.

2- Verifique os fatos

Não confie nas suas impressões sobre eventos do passado. Como você sabe, a tendência é romancear o passado, logo, você não pode confiar apenas nas suas impressões sobre o passado.

Portanto, busque os fatos da época. Além disso, verifique as opiniões que são contrárias às suas. Para isso, você pode buscar por fontes como os jornais que foram publicados na época ou conversar com outras pessoas.

3- Otimismo intencional

Por fim, para evitar o declinismo, pratique o otimismo intencional. Ou seja, ao invés de ver o futuro como algo sombrio, procure enxergar as oportunidades que o futuro oferece.

LEIA MAIS

Viés da informação: aprenda o que é e qual sua origem

Viés do ator-observador: veja o que é e como funciona

Ilusão de superioridade: aprenda o que é e como funciona

Viés atencional: descubra o que é e como funciona!

Efeito de ambiguidade: o que é e como funciona esse viés?

Desconto hiperbólico, o que é e como te afeta?

Efeito de dotação: saiba o que é como lidar com ele

Efeito reflexão, o que é? Relação com os investimentos e como se livrar

Fontes: Ocp, Jurandir sell e Linkedin.

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato