Green Book: o que é, como é criado e para que serve?


O Green Book é um relatório produzido pelo Federal Reserve System (FED). Sendo que neste documento estão as projeções do mercado econômico dos EUA.

Desse modo, o Green Book aborda temas como: expectativas para o PIB, balança comercial e inflação.

Um documento parecido com o Green Book que nós temos no Brasil é o Boletim FOCUS, emitido pelo Banco Central do Brasil (BACEN).

Enfim, o Green Book é um documento muito importante. Isso porque, ele impacta nas decisões tomadas em relação à economia norte-americana.

Dessa forma, como os EUA é uma potência mundial, as suas ações afetam outros países. Portanto, o Green Book é importante não apenas para os EUA, mas para vários países no mundo.

Como funciona o Green Book

Em síntese, o Green Book funciona como um relatório usado nas tomadas de decisão relacionada à economia norte-americana. Sendo que ele é emitido pelo FED.

Os Estados Unidos contam com 12 filiais do FED. Dessa forma, cada uma dessas filiais emite um parecer sobre a situação monetária de suas respectivas regiões.

Federal Open Market Committee (FOMC) se reúne oito vezes ao ano e define a política monetária de curto prazo dos EUA.

Dessa maneira, algumas mudanças podem ocorrer em relação à taxa básica de juros e aos títulos do governo norte-americano.

Uma curiosidade é que, antes, o relatório do Green Book levava em conta todas as operações financeiras.

No entanto, como hoje em dia as transações financeiras são eletrônicas, o relatório está mais exclusivo para operações do governo federal norte-americano.

Para que serve o Green Book?

O Green Book serve como base para as tomadas de decisão dos membros do Federal Open Market Committee (FOMC). Isto é, para o Comitê Federal do Mercado Aberto.

Portanto, o Green Book é um instrumento usado pelo FOMC para basear as suas decisões referentes à política monetária dos EUA.

No Brasil, quem faz um trabalho parecido com o FOMC é o Comitê de Política Monetária (COPOM). Sendo assim, é o COPOM quem analisa relatórios e define a política monetária do Brasil.

Uma coisa que o FOMC e o COPOM têm em comum, é que para definir as suas estratégias, é preciso que os seus membros tenham um panorama geral e correto sobre a economia do país.

Caso contrário, decisões equivocadas podem causar muitos prejuízos ao mercado financeiro.

Como o Green Book é criado?

O FED conta com 12 filiais espalhadas pelos Estados Unidos. Cada uma delas atua de uma forma bem regional.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Dessa forma, elas têm uma maior proximidade com o andamento da economia da região, já que acompanham de perto as relações comerciais, financeiras e econômicas.

É por isso que cada filial precisa apresentar as suas próprias projeções para a economia da região. Sendo que essas projeções são chamadas de Green Sheets.

Reunidos eles formam o Green Book. Ou seja, o Green Book é uma espécie de média da visão das 12 filiais sobre a economia.

Importância

O Green Book é muito importante pois é um dos documentos usados como base para a definição da política monetária de curto prazo dos EUA.

A questão é que as decisões tomadas na economia dos EUA afetam várias partes do mundo. Portanto, este é um relatório de importância mundial.

Diferenças entre os documentos apresentados ao FOMC

O Green Book é um dos relatórios usados como base para o FOMC. Sendo assim, o FOMC usa como base:

1- Green Book

É o relatório que analisa os cenários norte americanos e internacionais visando prever o mercado financeiro.

2- Beige Book

Por outro lado, o Beige Book revisa de forma qualitativa as condições econômicas atuais. Em resumo, ele é publicado oito vezes ao ano, ao longo das reuniões do FOMC.

3- Blue Book

Por fim, temos o Blue Book que descreve as alternativas de políticas monetárias que podem ser adotadas durante o FOMC.

Vale destacar que em 2010, os relatórios do Green Book e Blue Book foram unificados no Teal Book.

LEIA MAIS

Jargões da bolsa de valores – Lista completa de jargões, siglas e termos

Ajuste diário, o que é? Como funciona, impactos, importância e vantagens

Macroeconomia, o que é? Índices e a relação com os investimentos

Índices mundiais – O que são e os principais índices do mundo

Bolsas de valores no mundo – 10 Grandes bolsas e seus índices

Índice Dow Jones: o que é, ações, funcionamento e como acompanhar

Fontes: Mais retorno e The cap.

Conte-nos a sua opinião...