Oferta primária de ações – O que é, como funciona e como participar

27 de abril de 2021 - por Jaíne Jehniffer


A oferta primária de ações consiste na abertura de capital de uma empresa e na venda dos seus papéis para os investidores. Normalmente, as empresas decidem abrir o capital para captar recursos para o seu crescimento. 

Na oferta primária, os investidores reservam a quantidade de ações que desejam adquirir e o dinheiro arrecadado vai direto para o caixa da empresa, para que ela possa realizar seus projetos. 

Depois que as ações são vendidas da empresa para os investidores, temos o começo da oferta secundária, onde os investidores negociam entre si. Desse modo, o dinheiro circula entre os investidores e não vai mais para o caixa da empresa. 

O que é oferta primária?

Quando uma empresa decide abrir o capital, ela realiza a IPO – Initial Public Offering ou em português Oferta Pública Inicial. Portanto, a IPO é o processo onde uma empresa passa a ser listada na bolsa de valores e os investidores podem se tornar sócios minoritários da companhia. 

Essa oferta inicial é conhecida como oferta primária de ações. Neste caso, o dinheiro da venda das ações vai direto para o caixa da empresa. Posteriormente, começa a oferta secundária, que consiste na compra e venda de ações entre os acionistas.

Oferta primária de ações - O que é, como funciona e como participar

6 Minutos

Ou seja, na oferta secundária, o dinheiro não vai mais para a empresa, já que são negociadas as ações já existentes no mercado. Sendo que, se a empresa precisar emitir ações novamente, depois da oferta primária, o processo é conhecido como follow on.

Por fim, existe também a oferta pública com esforços restritos, que funciona como uma espécie de condição especial que pode ser aplicada na oferta primária ou na secundária. Nesse tipo de oferta, as ações não são disponibilizadas para os investidores comuns, onde somente os investidores qualificados podem participar. 

Como funciona?

O processo de realização da oferta primária é regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Dessa forma, a CVM estabelece regras e fiscaliza o processo, visando garantir que todos os investidores possam participar da oferta em igualdade. Enfim, as etapas a serem realizadas na oferta primária são:

  • Registro da operação na Comissão de Valores Mobiliários;
  • Formação de consórcio de instituições que irão coordenar e fazer a distribuição da operação;
  • Estabelecimento de garantia (somente se tiver);
  • Conteúdo da oferta, inclusive a forma de precificação e o lote;
  • Distribuição do prospecto preliminar e definitivo;
  • Coleta das intenções de reservas dos investidores;
  • Recebimento das reservas;
  • Divulgação do período de distribuição;
  • Resultado da oferta, inclusive o preço final das ações.
Oferta primária de ações - O que é, como funciona e como participar

Valor investe

De maneira geral, as empresas que decidem fazer a IPO, estão em busca de recursos financeiros para investir em novos projetos de expansão da companhia. Entretanto, em alguns casos, as empresas captam recursos para outros fins, como:

  • Comprar concorrentes e companhias que agreguem valor à empresa;
  • Reduzir o endividamento;
  • Deixar dinheiro em caixa para utilizar quando surgirem oportunidades;
  • Investir em tecnologia e abrir novas unidades.

Para saber qual o objetivo da empresa que está fazendo sua oferta primária, o investidor precisa analisar o prospecto da empresa. Por exemplo, a IPO da Caixa Seguridade será totalmente de oferta secundária e os recursos captados não irão para a empresa. Na verdade, o dinheiro será destinado para a Caixa Econômica Federal.

Como participar de uma oferta primária?

De todas as etapas da oferta primária, o prospecto é a parte mais importante para o investidor. É neste documento que constam as informações detalhadas da oferta, como o histórico da empresa, demonstrativos de resultados, perspectivas futuras, balanços financeiros e riscos envolvidos no processo. 

Globo

Além disso, é por meio do prospecto que o investidor terá acesso a informações como preço da oferta, como será a distribuição do dinheiro captado com a abertura de capital, o objetivo da oferta e os prazos das etapas de abertura. Sendo assim, o primeiro passo para participar da oferta primária é analisar o prospecto da empresa.

Um detalhe importante é que participar de uma oferta primária possui alguns riscos. Isso porque as empresas novas, geralmente, não possuem muitos dados históricos para compartilhar com os investidores e as ações podem ter uma performance abaixo do esperado na bolsa. Portanto, antes de participar de uma IPO, é importante considerar seus objetivos com o investimento e o seu perfil de investidor

Enfim, para participar da oferta primária de ações, o investidor precisa ter uma conta em uma corretora de valores. Para reservar as ações, basta acessar o home broker da corretora e reservar quantas ações desejar. Quando acabar o período de reservas, você será informado de quantas ações poderá de fato adquirir. 

Agora que você sabe como a oferta primária funciona, aproveite para descobrir o que são Créditos de carbono, o que são? Como são emitidos e comercializados

Fontes: Eu quero investir, Investir e Suno

Imagens: Aaa inovação, Valor investe, Globo e 6 Minutos

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato