Quando usar a reserva de emergência? Veja algumas situações


Você já deve ter ouvido falar sobre a importância de ter uma reserva de emergência. Afinal de contas, imprevistos acontecem e é preciso estar preparado para lidar com eles.

Mas você sabe como fazer a sua reserva? O quanto você deve juntar? E o principal: quando usar a reserva de emergência?

É importante que você tenha a resposta para todas essas perguntas, assim você pode fazer a sua reserva e usar esse dinheiro de forma correta.

O que é reserva de emergência?

Em 1º lugar, uma reserva de emergência é uma reserva financeira. A diferença entre este tipo de reserva e os demais, é que este dinheiro deve ser gasto apenas em imprevistos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Como imprevistos podem acontecer a qualquer momento, ter essa reserva é essencial. Com ela, os imprevistos são resolvidos de forma mais fácil.

Por exemplo, vamos supor que você não tenha essa reserva e você perca o emprego. Neste caso, você teria que encontrar outro emprego o mais rápido possível.

Com isso, você pode ter que aceitar um emprego que não gosta, por causa da falta de dinheiro. Por outro lado, se você tiver uma reserva, você pode procurar emprego com calma.

Afinal, você terá um dinheiro para se bancar até conseguir um emprego que goste. Portanto, a reserva serve não apenas para ter uma vida financeira mais equilibrada, como também para passar por menos estresse.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quando usar a reserva de emergência? Veja algumas situações

Quanto você deve ter na reserva de emergência?

O mais recomendado é que a reserva seja equivalente a, pelo menos, 6 meses dos seus gastos mensais. Mas você pode montar uma reserva maior, assim você fica protegido por mais tempo.

Inclusive, se você é autônomo e tem uma remuneração variável, você deve montar uma reserva maior.

Por exemplo, durante a pandemia da Covid-19 tivemos o distanciamento social. Com isso, muitas pessoas não puderam exercer a sua profissão e passaram por dificuldades financeiras.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Porém, as pessoas que tinham uma reserva, recorreram à ela. Até mesmo em um cenário sem pandemia, os autônomos passam por riscos maiores.

Isso porque, como a renda é variável, pode ser que em algum mês ela seja muito baixa. Neste caso, a reserva serve para ajudar nas despesas do mês. 

Quando usar a reserva de emergência? Veja algumas situações

Como fazer uma reserva?

Agora que você sabe o que é reserva de emergência, deve estar se perguntando como fazer a sua. Para montar a sua reserva, você deve primeiro definir quais são os seus gastos mensais.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Depois de saber qual é o seu custo de vida, multiplique pela quantidade de meses que você quer estar protegido.

Vamos supor que você precisa de R$ 3 mil por mês para manter o seu padrão de vida e que você decidiu fazer uma reserva equivalente a 12 meses.

Se multiplicarmos 12 vezes 3 mil, você vai precisar de R$ 36 mil. Para muitas pessoas, este é um valor alto. Mas não se preocupe, você não precisa fazer a reserva toda de uma vez.

Ao invés disso, se planeje para juntar um pouco por mês. O importante é que você se comprometa a juntar todos os meses até que o valor estipulado seja alcançado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma dica é que antes de começar a construir sua reserva de emergência, você organize as suas finanças. Para isso, analise quais são as suas despesas fixas, variáveis, fontes de receita e quite suas dívidas.

Nessa etapa você pode cortar gastos para que sobre mais dinheiro para a reserva. Depois disso, analise o quanto você pode destinar por mês para a reserva.

Quando usar a reserva de emergência? Veja algumas situações

Outra dica é que quando o seu salário cair, você já deve separar o dinheiro da reserva. Isso porque, se você deixar para colocar na reserva o dinheiro que sobrar, é provável que você não consiga separar o valor previsto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Vale destacar que a reserva de emergência deve estar em um local de fácil acesso. Ela não é um investimento, é uma reserva para imprevistos.

Portanto, o mais indicado seria deixar em um local de fácil acesso e não em investimentos. Até porque, o resgate de aplicações têm prazos.

Quando usar a reserva de emergência?

Enfim chegamos ao tema deste artigo: quando usar a reserva de emergência. A reserva de emergência serve para imprevistos. Logo, você deve usar esse dinheiro somente quando surgirem imprevistos.

Ou seja, nada de usar a reserva em gastos supérfluos! Você também não deve usar a reserva em viagens, férias e passeios.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Mas talvez você esteja se perguntando: que tipo de imprevistos? Alguns exemplos de situações onde você pode usar a reserva são:

1- Casos de doença

Se você não tiver um plano de saúde, você pode usar a sua reserva de emergência em casos de doença.

É claro que o ideal é que você tenha um plano, mas caso o plano não cubra tudo o que você precisa ou você ainda não tenha feito um plano, a reserva de emergência pode te socorrer.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Um detalhe importante é que em casos de saúde você deve usar a reserva de emergência em situações urgentes.

Ou seja, para consultas de rotina, que podem esperar, você não deve usar a reserva. Ao invés disso, organize suas finanças para juntar o dinheiro para isso.

2- Carro quebrado

Se você tem um carro, é importante que você se planeje para arcar com todos os custos que ele tem. Por exemplo, é preciso arcar com documentação, seguro, manutenção e abastecimento.

Todos esses gastos devem ser planejados e fazerem parte da sua planilha de orçamentos. No entanto, em algumas situações você pode usar a reserva.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Por exemplo, se o carro quebrar e você tiver que fazer uma manutenção urgente, você pode usar a reserva.

3- Falecimento

Muitas pessoas evitam pensar sobre a morte. Com isso, elas acabam não se preparando e não contratam um plano funerário.

Porém, os gastos com enterro podem ser bem altos. Por isso, você pode usar a sua reserva de emergência para arcar com os custos do velório de um parente, caso seja necessário.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

4- Consertos em casa podem ser feitos com a reserva de emergência

Podem acontecer vários tipos de imprevistos em casa, no qual você poderá usar a reserva de emergência.

Por exemplo, pode ocorrer um vazamento, um cano entupido ou uma infiltração. Se você mesmo puder fazer o reparo, ótimo. Mas se for algo que precisa de um profissional, a reserva pode ser usada.

5- Utensílios quebrados

Alguns utensílios são essenciais no dia a dia como, por exemplo, uma geladeira. É claro que para comprar utensílios, você deve se planejar para isso.

Entretanto, se acontecer algum imprevisto envolvendo eles, você pode usar a reserva de emergência. Por exemplo, se um raio cair e queimar a geladeira, use o dinheiro da reserva para consertar ou comprar outra.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

6- Viagem de última hora

Outra situação onde você pode usar a reserva de emergência é em viagens de última hora. É claro que aqui não estamos falando de viagens à passeio. Este tipo de viagem deve ser planejada com antecedência.

A reserva de emergência deve ser usada em viagens de última hora. Por exemplo, se você tem algum parente que mora longe e precisa ir até a casa dele por algum motivo.

Quando usar a reserva de emergência? Veja algumas situações

7- Quitação antecipada de dívida

Se a quitação antecipada de uma dívida for mais vantajosa do que pagar aos poucos, você pode recorrer à reserva de emergência.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Neste caso você pode economizar ao quitar a dívida de forma antecipada. Contudo, se a quitação antecipada não for vantajosa, é melhor ir pagando aos poucos e manter a reserva.

8- Se o Pet ficar doente você pode usar a reserva de emergência

O ideal é que se você tem um pet, você tenha uma reserva apenas para lidar com ele, já que é preciso arcar com vacinas, banhos, tosas e afins. No entanto, se o seu pet ficar doente, você pode usar a sua reserva de emergência.

9- Multa de trânsito

Procure seguir as normas de trânsito e não receber multas. Ao seguir as normas você evitar colocar sua vida e a de outras pessoas em risco e ainda evita jogar dinheiro fora ao pagar multas.

Porém, se você tiver recebido uma multa, você pode usar a reserva de emergência.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

10- Perda de emprego

Por fim, se você perder o seu emprego, use a reserva até conseguir uma nova fonte de renda. Se você for autônomo, você pode usar a reserva quando a sua renda ficar abaixo do esperado.

Usei a reserva, e agora?

Depois de usar a reserva financeira, se organize para poupar e construir novamente a sua reserva. Não se sinta culpado por usar a sua reserva em situações de imprevisto. Afinal, é para isso mesmo que ela serve.

No entanto, você deve se organizar para juntar dinheiro de novo. Sendo assim, se você tiver usado apenas uma parte, junte até atingir o valor que você estabeleceu para a sua reserva.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Se você tiver usado tudo, se organize para ir construindo novamente aos poucos. O importante é não ficar sem uma reserva, já que nunca sabemos quando imprevistos vão acontecer.

Enfim, agora que você sabe quando usar a reserva de emergência, não deixe de conferir se vale a pena deixar a Reserva de emergência em banco online – Qual a melhor opção de fintech

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conte-nos a sua opinião...