Reserva de valor, o que é? Conceito, importância e principais tipos


A principal característica de uma reserva de valor é a manutenção do poder de compra com o decorrer do tempo. Dessa maneira, as moedas nacionais não são uma boa reserva de valor, já que, com a inflação, o poder de compra pode diminuir. 

Existem algumas opções de reservas de valor, sendo o ouro considerado como o melhor. Isso porque, ele consegue não apenas manter o poder de compra, como também é um bem escasso que não pode ser produzido pelo ser humano.

Em resumo, a reserva de valor é um meio de proteção contra as crises, por isso ela é tão importante. Afinal, você não quer ver todo o seu patrimônio ruir a cada crise. Sendo que, a rentabilidade da reserva não é tão importante, mas sim a proteção que ela traz.

O que é reserva de valor

A reserva de valor serve como uma proteção contra as variações do mercado. Dessa forma, para ser considerada como uma boa reserva de valor, os ativos e bens devem ter quatro características principais:

  1. Preservação do valor ao longo do tempo;
  2. Ser escasso e difícil de ser encontrado;
  3. Possuir liquidez;
  4. Não se deteriorar com o passar do tempo.

Se analisarmos os ativos disponíveis no mercado, poderemos notar que vários deles são considerados como reserva de valor, apesar de não possuírem todas essas quatro características. Entretanto, existe um ativo que se encaixa nos quatro critérios: o ouro.

Pplware

O ouro é uma ótima opção para reserva de valor pois é considerado valioso à séculos e nunca perdeu seu valor. Como trata-se de um metal extraído da natureza, os governos não podem simplesmente imprimir mais, como ocorre com as moedas fiduciárias.

Por ser um metal com bastante valor agregado, sempre existem pessoas interessadas em comprar ouro e por fim, ele mantém sua qualidade ao longo do tempo e não se deteriora. Devido a essas características, o ouro é usado como reserva de valor até mesmo pelos bancos centrais de vários países.

Importância de uma reserva de valor

Primeiramente, saber o que é reserva de valor é importante para que você possa realizar o gerenciamento dos seus recursos financeiros de acordo com o cenário econômico. Isso porque, de acordo com as movimentações econômicas você poderá aplicar em ativos que possam ajudar na manutenção da sua riqueza com o passar do tempo.

Desse modo, criar uma reserva de valor é importante para todos os investidores que querem se proteger contra crises econômicas. Afinal de contas, durante as crises a reserva de valor irá servir para proteger o patrimônio do investidor, já que a reserva é feita de ativos que não perdem o valor com o tempo.

Reserva de valor, qual a sua importância e principais tipos

The cap

Um exemplo da importância da reserva é a pandemia do Covid-19, pois diversos países tiveram suas economias fortemente prejudicadas. Sendo assim, a procura de formas de criar uma reserva de valor está aumentando. Inclusive, o grande investidor Warren Buffett, recentemente, realizou um grande investimento em ouro. Portanto, os principais motivos para se conhecer sobre reserva de valor são:

1- Saber o valor do seu dinheiro: Ao aprender o conceito de reserva de valor, você poderá lidar melhor com seu dinheiro e os altos e baixos da economia.

2- Entender o momento econômico: Ao saber o que é reserva de valor e como o conceito se relaciona com os diferentes cenários econômicos, você consegue acompanhar o mercado e entender o porquê a procura por diferentes ativos varia de acordo com as movimentações econômicas.

3- Proteção do poder de compra: Entender o conceito e criar uma reserva de valor é fundamental para que você possa manter o seu poder de compra. Isso porque, em momentos de inflação alta, quanto as pessoas estão perdendo o poder de compra, você pode aplicar em ativos que servem como reserva de valor.

Principais reservas de valor

Existem diferentes formas de criar uma reserva de valor e se proteger contra as crises. Confira algumas opções de ativos que podem ser usados como reserva de valor:

1- Ouro

Como dito anteriormente, o ouro é a principal alternativa de reserva de valor do mundo, já que possui todas as características importantes em uma reserva de valor. É possível investir em ouro de três maneiras:

Bolsa de valores: Na conta da corretora o investidor pode entrar na home broker e, sozinho, realizar o investimento em ouro na bolsa de valores brasileira. Nessa alternativa, o investidor aplica em contratos futuros de ouro.

Os contratos disponíveis são OZ1D, OZ2D e OZ3D que possuem preços diversos, já que estão atrelados à quantidades de ouro diferentes. Contudo, essa prática não é aconselhada a todos os investidores, mas sim para os mais experientes em renda variável

Reserva de valor, qual a sua importância e principais tipos

Exame

Fundos: A segunda opção é muito mais acessível para os investidores em geral. Basta criar uma conta em uma corretora e adquirir cotas de fundos de investimentos que sejam focados na compra de ouro. Essa forma é muito mais simples, já que a compra do ouro fica por conta do gestor do fundo, o investidor só compra as cotas. 

Ouro físico: A última opção é comprar o ouro físico. Mas essa é uma alternativa arriscada e burocrática. Primeiramente, é preciso encontrar uma instituição financeira que venda ouro.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Além disso, é preciso comprovar renda, preencher formulários e, por fim, encontrar um lugar que seja seguro deixar o ouro. Posteriormente, para vender o ouro também pode ser difícil, já que você precisa encontrar alguém disposto a comprar ouro em barra. 

2- Outros metais

Alguns investidores também consideram alguns outros metais preciosos como reserva de valor, como por exemplo, a prata. Entrementes, esses metais não possuem a mesma liquidez do que o ouro e por isso não podem ser considerados como uma reserva de valor perfeita.

Um detalhe importante sobre o investimento em prata e ouro, é que não é recomendado que a reserva de valor seja feita com esses metais em formato de joias. Pois, quando você compra uma joia, você está pagando não apenas o metal, mas também o trabalho do ourives.

Reserva de valor, qual a sua importância e principais tipos

Veja

3- Moedas

Normalmente, as moedas são as primeiras reservas de valor que a maioria dos investidores opta por possuir. Afinal, elas são bons instrumentos de troca, os produtos são vendidas com preços baseados nas moedas e o pagamento pode ser realizado com moedas, independentemente do tempo.

Entretanto, em crises pode ser que a inflação tenha alta e o poder de compra das moedas não se mantenha. Pois, quando existe um excesso de dinheiro em circulação na economia, a demanda frente a oferta aumenta e ocorre o aumento dos preços.

Com o aumento generalizado dos preços dos bens e produtos, a população perde poder de compra e o dinheiro se desvaloriza. Logo, é preciso de cada vez mais dinheiro para comprar os mesmos produtos de antes. Nesse sentido, as moedas não são boas reservas de valor, já que o dinheiro vai perdendo seu valor com o tempo.

Reserva de valor, qual a sua importância e principais tipos

Agencia Brasil

Como a moeda pode ser impressa pelo governo, ela não possui a característica de ser escassa o que também contribui para que ela não mantenha seu valor com o passar dos anos. No entanto, algumas moedas estrangeiras podem ser opção para os investidores brasileiros.

Essas moedas são as consideradas fortes como o euro e o dólar. Mas mesmo as moedas sendo fortes, elas ainda possuem alguns pontos fracos, como por exemplo, a inflação e o fato de que podem ser impressas pelo governo.

Durante muito tempo o dólar foi considerado como uma reserva de valor, já que ele é usado internacionalmente e é uma moeda bastante antiga. Porém, com a possibilidade de uma nova crise mundial e o fim do dólar, é preciso ficar atento ao aplicar nessa moeda.

4- Criptomoedas

Atualmente, as criptomoedas estão sendo pontuadas como passíveis de serem usadas como reservas de valor. Isso porque, elas possuem algumas características importantes como a descentralização, a escassez e a proteção contra a inflação.

Contudo, vale ressaltar que as criptomoedas possuem alta volatilidade, o que significa que seus preços variam muito. Além disso, em comparação com o tempo de existência de outros tipos de ativos, as criptomoedas ainda são um lançamento recente.

Reserva de valor, qual a sua importância e principais tipos

Cripto fácil

Ou seja, como as moedas digitais ainda não se provaram com o tempo, elas não possuem todas as características necessárias para ser consideradas como uma reserva de valor perfeita. Apesar disso, elas são usadas por alguns investidores já que criptomoedas como o Bitcoin correspondem aos outros critérios de uma boa reserva.

5- Imóveis

Os imóveis também são considerados como reserva de valor por alguns investidores. No entanto, é importante lembrar que os imóveis possuem baixa liquidez e podem se deteriorar com o passar do tempo.

Por exemplo, se você comprar uma casa, é preciso realizar manutenções constantes para que o valor deste imóvel seja mantido. Além disso, não existe nenhum tipo de garantia quanto a manutenção dos valores do imóvel, mesmo que ele esteja bem conservado.

Enfim, agora que você conhece algumas formas de se proteger contra as crises através de um reserva de valor, veja o vídeo de Raul Sena e entenda o por que ele investe em ouro:

E aí, está preparado para investir em uma reserva de valor? Então, aprenda Como investir em ouro? Principais vantagens, riscos e formas de investir

Fontes: Porque, Bitcoin trade, Seu dinheiro, YubbFoca no dinheiro

Imagens: Pplware, Compro ouro RJ, Exame, Veja, Agencia Brasil, The cap e Cripto fácil

Conte-nos a sua opinião...