Yield on cost: o que é, como funciona e diferenças entre DY

28 de julho de 2021 - por Jaíne Jehniffer


O yield on cost é um índice financeiro que serve para verificar qual foi o retorno de dividendos tendo como base o investimento inicial. Em outras palavras, o yield on cost é o dividendo em relação ao preço médio da compra das ações.

Ao analisar as ações de dividendos da sua carteira, muitos investidores consideram apenas o Dividend Yield (DY), que demonstra a relação dos dividendos distribuídos por ação, nos últimos 12 meses, e o preço unitário da ação.

Entretanto, se você pretende verificar qual foi de fato o retorno que você obteve, é preciso considerar o yield on cost. Isso porque, o yield on cost considera o valor que você pagou pelas ações e não o preço atual do ativo.

O que é yield on cost?

O yield on cost (YOC) pode ser traduzido como rendimento no custo. Em síntese, o yield on cost é um índice financeiro que indica o rendimento de dividendos tendo como base o investimento inicial em uma ação. Ou seja, o YOC aponta a receita de dividendos que um investimento original tem no presente.

Yield on cost: o que é, como funciona e diferenças entre DY

Infomoney

O yield on cost funciona como um indicador de crescimento financeiro. Sendo assim, ele pode ser usado para definição de metas. Por exemplo, você pode pegar a lucratividade atual da ação X e analisar o quanto os dividendos aumentaram nos últimos anos e determinar um yield on cost para os anos futuros a partir do presente.

Portanto, o YOC pode ser usado para fazer uma estimativa, isto é, uma previsão do quanto o investidor irá receber de dividendos nos próximos anos. Contudo, ele não deve ser visto como uma certeza do quanto o investidor irá obter de rendimentos futuros.

Cálculo

Para calcular o YOC de uma ação, basta dividir o dividendo anual da ação pelo custo médio de aquisição. Depois disso, multiplique o resultado por 100 para que o yield on cost seja expresso em porcentagem. O cálculo é feito da seguinte maneira: Yield on cost = dividendos pagos por ação / preço médio de compra x 1000: 

Yield on cost: o que é, como funciona e diferenças entre DY

Investidor Sardinha

Vamos supor que você comprou 50 ações da empresa XYZ por R$ 10,00 em 2015. Dois anos depois, você decide comprar mais 50 ações da companhia XYZ e estão custando R$ 8,00. Neste caso, o custo médio de aquisição das 100 ações seria de R$ 9,00.

Se considerarmos que o dividendo anual foi de R$ 0,40 por ações, então o cálculo seria 0,4/9×100. Logo, o yield on cost é 4,44%. Enfim, o yield on cost aponta o quanto o investidor recebeu em relação ao preço pago por ação. Dessa forma, ele é importante também para que o investidor verifique os efeitos dos dividendos no capital investido.

Diferenças entre yield on cost e dividend yield

O Dividend Yield é um indicador que demonstra a relação dos dividendos distribuídos por ação nos últimos 12 meses e o preço unitário atual da ação. O cálculo é o seguinte:

Yield on cost: o que é, como funciona e diferenças entre DY

Investidor Sardinha

Quanto maior for o DY de uma ação, mais ela tende a remunerar o capital do investidor através de dividendos. Em contrapartida, uma ação com DY baixo geralmente entrega menos dividendos no curto prazo.

No entanto, antes de descartar determinada empresa da sua lista de possíveis investimentos, é preciso averiguar o motivo pelo qual a empresa está distribuindo poucos proventos.

Por exemplo, uma companhia pode ter um DY baixo porque está retendo recursos para investir em seu crescimento. Sendo assim, apesar de estar com Dividend Yield no curto prazo, essa empresa pode apresentar um DY alto no longo prazo, quando a companhia crescer.

Uschamber

Enfim, ao analisar empresas em busca de companhias que pagam bons dividendos, é preciso considerar tanto o Dividend Yield quanto o yield on cost. Afinal de contas, o YOC demonstra o quanto você teve de retorno de dividendo tendo como base o seu preço médio. Enquanto isso, o DY mostra o retorno de dividendo tendo como base o preço de mercado da ação.

A lógica é que quem comprou ações anos atrás por um preço mais baixo, terá um yield on cost muito mais atrativo do que quem comprou os ativos a menos tempo, por um valor maior. Ou seja, o preço importa ao investir. Além disso, quem abre mão de um DY alto hoje, pode encontrar um yield on cost alto no futuro.

Limitações e cuidados

O yield on cost serve para indicar se os dividendos de uma ação aumentaram ou diminuíram desde o investimento inicial. Desse modo, é possível acompanhar a evolução dos dividendos de uma companhia ao longo do tempo e projetar o quanto será obtido de dividendos no futuro.

Entretanto, ele não indica qual será o crescimento da empresa e o quanto de dividendos será realmente distribuído. Dessa maneira, o yield on cost é útil sobretudo para apontar o retorno que um investimento feito no passado proporcionou. Ele pode ser usado também para comparar os rendimentos oferecidos por várias empresas.

Clube do valor

No entanto, é preciso tomar cuidado e não analisar uma ação somente com base no seu YOC. Sempre que o investidor opta por analisar uma ação levando em consideração apenas um indicador, ele corre grandes riscos de chegar a conclusões precipitadas e erradas sobre os ativos.

Portanto, ao fazer suas análises, lembre-se que este é um indicador limitado, que analisa apenas os dividendos pagos por ações e o preço médio de compra. Ele não leva em consideração outros aspectos importantes, como, por exemplo, nível de governança corporativa, geração de caixa e endividamento. Ao investir leve em consideração os diversos Indicadores fundamentalistas – Pra que servem e lista dos 12 principais

Fontes: Warren, Mais retornoSuno

Imagens: Investidor Sardinha, Infomoney, Riconnect, Investidor Sardinha, Uschamber e Clube do valor

10 livros essenciais para entender sobre economia comportamental

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR