O que são os efeitos placebo e nocebo?


O efeito placebo e nocebo são fenômenos neurológicos. O efeito placebo, é a resposta fisiológica a tratamentos médicos sem propriedades curativas.

Sendo que o placebo pode ser um comprimido, uma injeção ou qualquer terapia farmacológica que não tem nenhum princípio curativo. Na verdade, muitas vezes, elas são apenas solução salina ou pílulas de açúcar.

Contudo, como estamos condicionados a responder fisiologicamente aos medicamentos, o corpo reage da mesma forma com o placebo.

No entanto, para que esse efeito ocorra, a pessoa não pode saber que o remédio é “falso”, ele precisa acreditar que o está tomando o remédio certo.

Por outro lado, o efeito nocebo são as respostas fisiológicas pessimistas resultantes de emoções. 

Ou seja, o efeito nocebo são respostas fisiológicas e bioquímicas reais, causadas pelas expectativas negativas sobre algo.

Por exemplo, vamos imaginar que você esteja com dor de cabeça e pesquise na internet qual é a causa.

Como resultado, você irá encontrar uma série de doenças que podem ser a causa da dor de cabeça. Além disso, você verá uma lista de sintomas típicos de certas doenças.

Desse modo, sem perceber, você começa a sentir os outros sintomas de alguma das doenças que apareceram na sua pesquisa. Sendo que você começa a ter esses sintomas, por medo de ter certa doença.

Outro exemplo disso é ler a bula antes de tomar o remédio e ver quais são os possíveis efeitos colaterais e depois passar a sentir esses efeitos.

Diferença entre efeito placebo e nocebo

Os dois tipos de efeitos são fenômenos neurológicos. Mas os dois são diferentes. Em resumo, no efeito placebo, a pessoa responde a tratamentos médicos que não tem propriedades curativas.

Em contrapartida, no efeito nocebo, a pessoa tem respostas fisiológicas causadas pelas expectativas negativas sobre algo.

Na prática, a diferença entre eles é que no placebo os eventos são positivos e no nocebo os efeitos são negativos.

Outros vieses

O efeito nocebo se relaciona com vários vieses cognitivos. Além disso, ele aponta como esses vieses afetam nossas ações.

Por exemplo, o viés de confirmação é um tipo de viés cognitivo, onde a pessoa busca apenas por informações que confirmem as suas opiniões.

Dessa forma, a pessoa descarta ou deixa em segundo plano as informações que são contrárias às suas opiniões.

Logo, o acesso a essas informações não é tão fácil e rápido quando as informações que são condizentes com as crenças da pessoa.

Outro exemplo de viés cognitivo, é o viés atencional. Com ele, a pessoa tende a decidir onde colocar sua atenção de acordo com suas emoções.

Ou seja, diferente do que muitos pensam, nós não tomamos decisões com base na nossa racionalidade. O emocional tem um grande impacto nas tomadas de decisão.

Nesse sentido, o viés atencional contribui para a criação do efeito nocebo, já que ele fixa a sua atenção de acordo com as emoções.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Por fim, temos também o viés da negatividade, que pode potencializar o efeito nocebo. Afinal de contas, o efeito nocebo são as respostas fisiológicas pessimistas resultantes de emoções. 

Em resumo, o viés da negatividade é a tendência humana de lembrar mais facilmente das coisas negativas em detrimento das positivas.

O que o efeito placebo diz sobre as pessoas?

Um placebo pode resultar na cura de uma pessoa, mas ele não é infalível. Inclusive, os remédios tradicionais também não são infalíveis.

Em muitos países, o placebo serve como uma “nota de corte” para a aprovação de remédios antes de serem liberados para a distribuição.

Em resumo, para serem liberados, eles precisam ultrapassar o percentual de sucesso do placebo significativamente.

Um detalhe importante, é que o efeito placebo é tido como um tipo de viés cognitivo, já que o cérebro interpreta e responde a um estímulo externo de forma equivocada.

Cientificamente falando, o viés que está mais ligado ao efeito placebo, é o viés da confirmação. Isso porque, a pessoa busca sinais do próprio corpo que confirmem que o “remédio” fez efeito.

O que o efeito nocebo diz sobre as pessoas?

O efeito nocebo é um bom exemplo de como os vieses impactam nas nossas ações de forma consciente e inconsciente.

Da mesma forma que o efeito placebo, o efeito nocebo está muito ligado com o viés da confirmação.

Além disso, o efeito nocebo também está muito ligado com o viés de congruência, a heurística de representatividade e o viés de negatividade.

Enfim, esses vieses explicam como o efeito nocebo se transforma e aparece em outras áreas da nossa vida com outras formas e nomes, mas sempre gerando respostas erradas e danosas a estímulos perigosos que não existem de verdade.

LEIA MAIS

Efeito holofote: aprenda o que é e como funciona!

Efeito riqueza: o que é e qual a sua importância?

Viés do otimismo: entenda o que é, como surge e seus efeitos

Efeito de enquadramento: saiba o que é e como te afeta

Efeito backfire: descubra o que é e como funciona

Teoria do prospecto, o que é? Efeitos e relação com os investimentos

Efeito de ambiguidade: o que é e como funciona esse viés?

Efeito IKEA: o que é e como afeta as suas finanças?

Fontes: Mais retorno, The cap e Mais retorno.

Conte-nos a sua opinião...