Efeito holofote: aprenda o que é e como funciona!


O efeito holofote é um tipo de viés cognitivo. Por meio dele, a pessoa toma decisões com base em ideias e experiências já vividas, sem levar em conta fatores racionais.

Ou seja, guiada por este viés, a pessoa leva em consideração as suas experiências e ideias em vez de avaliar os fatos de forma racional e imparcial.

O efeito holofote, também chamado de spotlight effect, é um atalho mental que o cérebro pega para tomar decisões de forma mais rápida.

O problema é que ele pode causar falhas na racionalidade e interferências no julgamento. Sendo assim, você pode tomar decisões erradas ao se basear neste viés.

Além disso, o efeito holofote é caracterizado pela tendência de dar muita importância aos julgamentos e opiniões das outras pessoas em relação às suas atitudes.

Ou seja, o efeito holofote é a tendência de superestimar o quanto as outras pessoas vão notar e julgar as suas atitudes e aparência.

Desse modo, a pessoa tende a achar que está sempre sendo observada e avaliada. Mas a verdade é que, geralmente, as outras pessoas estão ocupadas prestando atenção nelas mesmas.

Enfim, esse viés cognitivo pode parecer inofensivo. Mas o fato é que ele pode até mesmo prejudicar as suas finanças, se você passar a comprar por impulso na tentativa de atrair a admiração de todos à sua volta.

Origem do efeito holofote

Foi com esse intuito de nos manter vivos que a maior parte dos vieses cognitivos teve origem. O mesmo ocorre com o efeito holofote.

Isso porque o  tempo todo estamos em busca de estratégias para a nossa própria sobrevivência. Afinal de contas, o mundo é cheio de perigos.

Portanto, no nível geral o intuito do cérebro com esses vieses é nós manter vivos. Já em nível particular, ele envolve várias outras coisas como, por exemplo, obter a aceitação por parte do nosso chefe.

Como este viés está atrelado a nossa sobrevivência, não é fácil deixá-lo de lado.

Além disso, o efeito holofote está relacionado com a tendência humana de tentar julgar a nós mesmos da forma de os outros julgam. Mas o que ocorre é que continuamos nós embasando no nosso ponto de vista.

Quais são os impactos na finanças?

A publicidade e o marketing gosta de usar os vieses cognitivos para levar as pessoas a consumirem mais.

Desse modo, se você não tiver um bom controle, você pode acabar com as suas finanças prejudicadas ao comprar produtos por impulso.

Com base no efeito holofote, um comercial pode apresentar, por exemplo, um produto que após ser consumido, faz com que todos ao redor passem a notar e admirar a pessoa.

Como o efeito holofote está relacionado com o desejo humano de se sentir admirado, respeitado e idolatrado, esse tipo de comercial incentiva muito o consumo.

O resultado disso é que tendemos a gastar por impulso com produtos supérfluos, apenas para tentar suprir esse desejo de ser admirado por todos ao nosso redor.

Como se livrar do efeito holofote?

Para se livrar do efeito holofote, você precisa reconhecer quando ele está influenciando nas suas tomadas de decisão.

Ou seja, você precisa aceitar que ele existe para então tentar ser mais racional e deixar as suas emoções de lado nas tomadas de decisão.

Dificilmente você vai conseguir se livrar dele totalmente. Mas ao buscar tomar decisões de forma racional, você consegue reduzir o efeito deste viés cognitivo.

Além disso, esse viés pode ser reduzido quando você deixa de se importar tanto com o que as outras pessoas acharão de você.

LEIA MAIS

Viés da informação: aprenda o que é e qual sua origem

Viés do ator-observador: veja o que é e como funciona

Ilusão de superioridade: aprenda o que é e como funciona

Efeito de dotação: saiba o que é como lidar com ele

Efeito reflexão, o que é? Relação com os investimentos e como se livrar

Ilusão de controle, como não deixar que isso te atrapalhe

Efeito Dunning-Kruger, será que você sabe tanto mesmo?

Viés do ponto cego: o que é, como funciona e exemplos

Desconto hiperbólico, o que é e como te afeta?

Heurística da representatividade: o que é e como te afeta?

Efeito disposição: o que é, como funciona e como evitar

Fontes: Mais retorno, A mente maravilhosa e The cap.

Conte-nos a sua opinião...