Índice de Sharpe: o que é, como funciona e como analisá-lo?

O Índice de Sharpe é um indicador que avalia a relação entre o retorno e o risco de um investimento. Saiba o que é e como funciona.

29 de outubro de 2020 - por Sidemar Castro


O Índice de Sharpe é uma ferramenta de análise de investimentos. Ele funciona, basicamente, por meio do comparativo da rentabilidade de um investimento com riscos e um investimento sem riscos. 

O período levado em consideração para o seu cálculo, normalmente, é de um ano. Desse modo, o seu resultado mostra qual fundo de investimento teve um resultado melhor no período analisado. 

Apesar de não garantir a rentabilidade futura, o Índice pode ser um fator determinante quando o investidor está em dúvida entre dois tipos de fundos de investimentos diferentes

Quer saber melhor esse índice funciona e como analisá-lo? Leia, que explicamos.

O que é Índice de Sharpe

É um indicador que avalia a relação entre o retorno e o risco de um determinado investimento. Ele foi criado por William Sharpe, um matemático e estatístico americano, Nobel de Economia em 1990.

O índice apura o retorno médio de um ativo em um determinado período e a volatilidade (desvio padrão) desse retorno médio, permitindo comparar duas ou mais aplicações com retornos semelhantes e facilitando a decisão de compra ou venda do ativo.

O cálculo do Índice de Sharpe considera quanto de retorno um determinado investimento entregou acima em razão da volatilidade, permitindo avaliar se vale a pena assumir mais riscos para buscar determinado retorno. Não existe um valor mínimo ou ideal para o Índice, mas, de modo geral, quanto maior o índice, melhor.

O índice pode ser usado para calcular o desempenho passado ou o desempenho esperado no futuro, estimando os números a serem preenchidos em cada campo da fórmula de cálculo.

Em geral, esse indicador é mais utilizado para fundos de ações e multimercados porque costumam, justamente, adicionar mais risco às carteiras.

Em resumo, o Índice é uma ferramenta poderosa para analisar o desempenho estatístico de fundos e carteiras, traçando um paralelo entre o retorno e a volatilidade do investimento.

Para que ele serve?

Ele serve para ajudar os investidores a entender o retorno de um investimento em relação ao seu risco. Ele é uma medida de desempenho que indica quanto retorno em excesso (ou seja, acima de uma taxa livre de risco) um investidor recebeu para o nível de volatilidade experimentado.

Em outras palavras, o Índice de Sharpe ajuda a responder à pergunta: “Estou sendo adequadamente recompensado pelo risco que estou assumindo com este investimento?”.

Aqui estão algumas maneiras pelas quais ele pode ser útil:

  • Comparação de Investimentos: Pode ser usado para comparar a relação risco-retorno de diferentes investimentos. Por exemplo, se você está considerando dois fundos de investimento com retornos semelhantes, você pode usar o Índice para determinar qual dos dois apresentou um melhor desempenho ajustado ao risco.
  • Avaliação de Desempenho: Pode ser usado para avaliar o desempenho de um portfólio ao longo do tempo. Isso pode ajudar a identificar se as mudanças na estratégia de investimento estão melhorando a relação risco-retorno.
  • Planejamento de Metas de Investimento: Ao entender a relação risco-retorno de seus investimentos, você pode usá-la para informar suas metas de investimento e estratégia.

No entanto, é preciso ressaltar que, como qualquer métrica, o Índice tem suas limitações e deve ser usado em conjunto com outras ferramentas e métricas ao tomar decisões de investimento.

Como calcular o índice de Sharpe?

Para o cálculo da relação entre retorno e risco, usamos a seguinte a equação: IS = (Rp – Rf) / OP

Onde:

  • SR = Índice de Sharpe;
  • Rp = Retorno do fundo;
  • Rf = Rendimento dos investimentos sem risco. A sigla vem do inglês Risk Free Radio;
  • OP = Por fim, o OP se refere ao desvio padrão de performance ou a volatilidade do fundo.

Dessa forma, ao colocar os dados e realizar os cálculos, o investidor terá em mãos o valor do Índice, sendo que, quanto mais alto for o resultado, mais vantajoso é o fundo ou carteira de investimentos. 

Aqui estão as etapas para calcular o Índice de Sharpe:

  1. Calcule o retorno esperado do portfólio (Rp): Isso pode ser a média dos retornos históricos ou uma estimativa dos retornos futuros.
  2. Determine a taxa livre de risco (Rf): Isso geralmente é a taxa de retorno de um título do governo considerado “livre de risco”. No Brasil, por exemplo, a taxa Selic é comumente usada.
  3. Calcule o desvio padrão dos retornos do portfólio (OP): Isso é feito calculando a raiz quadrada da variância dos retornos do portfólio.
  4. Insira esses valores na fórmula do Índice de Sharpe.

O Índice de Sharpe é apenas uma das muitas métricas que é possível usar para avaliar o desempenho de um investimento. Ele deve ser usado em conjunto com outras ferramentas e métricas ao tomar decisões de investimento.

Como esse índice funciona?

É uma medida de desempenho que indica quanto retorno em excesso (ou seja, acima de uma taxa livre de risco) um investidor recebeu para o nível de volatilidade experimentado. Ele é usado para entender o retorno de um investimento em relação ao seu risco.

Aqui está como o Índice funciona:

Medindo o Retorno Excessivo

O Índice de Sharpe começa calculando o retorno excessivo de um investimento. Isso é feito subtraindo a taxa livre de risco (Rf) do retorno do portfólio (Rp). O resultado é o retorno que o investimento gerou acima do que poderia ter sido obtido em um investimento sem risco.

Ajustando para o Risco

Em seguida, o Índice ajusta o retorno excessivo para o risco. Isso é feito dividindo o retorno excessivo pelo desvio padrão dos retornos do portfólio (OP), que é uma medida de volatilidade ou risco. O resultado é uma medida do retorno excessivo por unidade de risco.

Interpretando o Índice de Sharpe

O valor pode ser interpretado da seguinte maneira:

  • Um Índice de Sharpe maior indica que o retorno do investimento foi maior para cada unidade de risco assumida.
  • Um Índice de Sharpe menor indica que o retorno do investimento foi menor para cada unidade de risco assumida.

Em síntese, o Índice fornece uma maneira de comparar o desempenho de diferentes investimentos em um terreno equilibrado, levando em consideração tanto o retorno quanto o risco. Isso permite que os investidores tomem decisões mais informadas sobre onde colocar seu dinheiro.

Como analisar e usar na prática o índice de Sharpe?

Na prática, o Índice de Sharpe pode ser usado da seguinte maneira:

  • Comparação de Investimentos: Se você está considerando vários investimentos com retornos semelhantes, você pode usar o Índice de Sharpe para determinar qual deles oferece o melhor retorno ajustado ao risco. Um Índice mais alto indica um melhor desempenho ajustado ao risco.
  • Avaliação de Desempenho: Você pode usar o Índice de Sharpe para avaliar o desempenho de seu portfólio ao longo do tempo. Se o Índice de Sharpe de seu portfólio está aumentando, isso indica que seu desempenho ajustado ao risco está melhorando.
  • Ajuste de Estratégia de Investimento: Se o Índice de Sharpe de seu portfólio é baixo, isso pode indicar que você não está sendo adequadamente recompensado pelo risco que está assumindo. Nesse caso, você pode querer considerar ajustar sua estratégia de investimento para melhorar seu Índice.

É importante ressaltar que o Índice de Sharpe é apenas uma ferramenta e não deve ser usado isoladamente para tomar decisões de investimento. É importante considerar uma variedade de fatores e métricas ao avaliar investimentos.

Além disso, é baseado em retornos passados, e o desempenho passado não é garantia de resultados futuros. Portanto, sempre é aconselhável buscar o conselho de um consultor financeiro ou realizar sua própria pesquisa antes de tomar decisões de investimento.

Vale a pena levar esse índice em conta?

Sim, vale a pena levar o Índice de Sharpe em consideração ao avaliar investimentos. Aqui estão algumas razões:

  • Avaliação de Risco e Retorno: Fornece uma maneira quantitativa de avaliar a relação risco-retorno de um investimento. Isso pode ajudar a identificar investimentos que oferecem um bom retorno para o nível de risco que apresentam.
  • Comparação de Investimentos: Pode ser usado para comparar diferentes investimentos em termos de seu desempenho ajustado ao risco. Isso pode ser útil ao decidir entre várias opções de investimento.
  • Ajuste de Estratégia de Investimento: Ao monitorar o Índice de Sharpe de seus investimentos ao longo do tempo, você pode ajustar sua estratégia de investimento para maximizar o retorno ajustado ao risco.

No entanto, é importante lembrar que o Índice de Sharpe é apenas uma das muitas ferramentas que os investidores podem usar para avaliar investimentos. Ele não deve ser usado isoladamente, mas em conjunto com outras métricas e informações sobre o investimento.

Fontes: Suno, Mais retorno,

10 livros essenciais para entender sobre economia comportamental

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR