Payout, o que é? Pra que serve e como montar uma carteira de dividendos

O payout é a porcentagem do lucro de uma empresa, que é distribuída entre os acionistas, no formato de dividendos ou de Juros Sobre Capital Próprio (JCP). Em outras palavras, o payout serve para demonstrar o quanto o investidor teve de ganhos com as ações de determinada empresa, somente por meio dos proventos distribuídos, sem considerar a valorização dos papéis.

28 de abril de 2021 - por Jaíne Jehniffer


As empresas listadas na bolsa de valores, periodicamente, distribuem parte dos seus lucros aos acionistas. Essa porcentagem é chamada de payout e indica os lucros do investidor somente com a distribuição de proventos. 

Como o payout é um indicador da distribuição de proventos, ele é bastante utilizado por investidores que desejam montar uma carteira com foco no recebimento de dividendos. Neste caso, a intenção é encontrar empresas com payout alto.

No entanto, é preciso tomar cuidado com payout muito elevado. Isso porque ele pode indicar alguns problemas na empresa, como, por exemplo, falta de reinvestimento para o seu crescimento. 

O que é payout?

O payout é a porcentagem do lucro de uma empresa, que é distribuída entre os acionistas, no formato de dividendos ou de Juros Sobre Capital Próprio (JCP).

Em outras palavras, o payout serve para demonstrar o quanto o investidor teve de ganhos com as ações de determinada empresa somente por meio dos proventos distribuídos, sem considerar a valorização dos papéis.

Investorcp

Por exemplo, se o payout de uma empresa é de 40%, isso significa que 40% dos seus lucros foram distribuídos aos acionistas em formado de dividendos ou JCP. Os 60% restantes foram mantidos no caixa da empresa para reinvestir em novos projetos de expansão e comprar outras empresas, sempre visando o crescimento do negócio. 

Como o payout é estabelecido?

O payout serve como um indicador dos proventos distribuídos pela empresa e serve como referência para os investidores que desejam montar uma carteira de dividendos. A parcela de lucro a ser distribuída é definida pela própria empresa, tendo como base o percentual mínimo definido em seu estatuto. 

Entretanto, se o estatuto da empresa for omisso em relação a isso, por lei, ela deve distribuir pelo menos 25% do lucro líquido no exercício. Sendo que, para analisar a distribuição de proventos, podemos dividir as empresas em dois tipos:

1- Crescimento: As empresas de crescimento são as companhias que estão aumentando sua receita e participação no mercado. Logo, existe uma perspectiva de valorização futura, que faz com que elas sejam negociadas por valores que podem ser considerados caros.

Payout, o que é? Pra que serve e como montar uma carteira de dividendos

Ibc coaching

Geralmente, as empresas de crescimento possuem o payout baixo, pois estão investindo em projetos de expansão da companhia. Nesses casos, o payout baixo é melhor que um payout elevado. Afinal de contas, é muito mais vantajoso a empresa usar os próprios lucros para investir em projetos, do que recorrer a financiamentos.

Um detalhe importante é que essas empresas são mais imprevisíveis, por isso, é importante considerar seu perfil de investidor antes de adquirir ações de crescimento

2- Empresas de dividendos: As empresas de dividendos são as companhias que distribuem boa parte dos seus lucros aos acionistas. Geralmente, elas são grandes companhias consolidadas no mercado, com pouco espaço para crescimento.

Sendo assim, elas não possuem perspectiva de grandes crescimentos futuros e não investem mais tanto em projetos de expansão. Dessa maneira, a prioridade dessas empresas é a distribuição de proventos. 

Pra que serve?

O payout serve como um importante indicador para os investidores que estão em busca de empresas que distribuem muitos proventos. É claro que ele não deve ser o único indicador usado ao se analisar uma companhia. No entanto, ele pode servir como critério de desempate entre duas empresas com bons indicadores. 

O payout serve também para analisar se uma empresa prefere reinvestir os lucros visando o crescimento próprio ou se ela dá preferência para a distribuição de proventos. Desse modo, as empresas em fase de crescimento podem ter um payout baixo, pois os lucros estão sendo reinvestidos.

Payout, o que é? Pra que serve e como montar uma carteira de dividendos

Cursode e commerce

Em contrapartida, grandes empresas que possuem um grande market share, podem ter um payout alto, pois não possuem mais tanto espaço para crescimento. Por fim, o payout serve também para a definição do Dividend Yield (DY)

O DY é o resultado do dividendo pago por ação dividido pelo seu preço unitário. Dessa forma, quanto maior a porcentagem de lucros distribuídos aos acionistas (payout), maior é o Dividend Yield. Da mesma maneira, quando a porcentagem dos lucros distribuídos diminui, o DY é reduzido.

Payout elevado versus payout baixo

O payout indica os ganhos do investidor somente com a distribuição de proventos. Por outro lado, o payout baixo indica que a empresa não está distribuindo muitos proventos para os acionistas. Apesar do payout elevado ser bastante atrativo, o investidor deve tomar alguns cuidados.

Primeiramente, é preciso considerar os objetivos com os investimentos e seu perfil de investidor. Por exemplo, as ações de crescimento podem resultar em altos retornos futuros, porém, o payout pode ser baixo e os riscos do negócio são maiores. Logo, é preciso averiguar se esse tipo de ação se encaixa com seus objetivos e perfil de investidor.

Payout, o que é? Pra que serve e como montar uma carteira de dividendos

Nfe

Já as empresas consolidadas, normalmente transmitem mais segurança e possuem um payout elevado, mas a perspectiva de crescimento futuro não é tão alta quanto às ações de crescimento.

Contudo, existem algumas empresas que estão em crescimento e como os lucros são elevados, elas conseguem distribuir proventos e reinvestir em si mesmas.

Além disso, esse payout baixo no momento pode resultar em um crescimento dos lucros da empresa no futuro e consequentemente elevar o seu  payout. Sendo assim, quem investe a longo prazo deve pensar no futuro da empresa e não apenas nos resultados apresentados no presente.

Por fim, as empresas com payout muito elevados, como por exemplo, payout de 100% de maneira recorrente, pode ser uma empresa com problemas.

Dessa maneira, ao encontrar payouts muito altos, é preciso analisar a saúde financeira da empresa para verificar se ela está com problemas. Inclusive, é possível um payout acima de 100%, caso a empresa distribua lucros do exercício passado que estavam parados no caixa da companhia. 

Como montar uma carteira de dividendos?

Se o seu objetivo é montar uma carteira com foco no recebimento de proventos, é muito importante analisar o payout e o dividend yield das empresas.

Para calcular o payout, basta dividir os proventos distribuídos pela empresa pelo lucro líquido e transformar o resultado em porcentagem. Sendo que, a fórmula é: Payout = (dividendos totais / lucro líquido) x 100.

Santos e associados

Apesar do payout e do DY serem dois indicadores extremamente importantes na construção de uma carteira de dividendos, é essencial que você considere alguns indicadores fundamentalistas.

Isso porque, se você analisar somente os indicadores de proventos, você pode acabar investindo em empresas ruins. Portanto, antes de investir, não deixe de fazer uma Análise Fundamentalista, o que é? Conceitos, cálculos e como aplicar

Fontes: Capital research, Suno, Eu quero investir, Lab fin provar fia e Pronto para investir

Imagens: The cap, Nfe, Ibc coaching, Santos e associados, Cursode e commerce e Investorcp

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato