Taxa de corretagem, o que é? Como e quando é cobrada

25 de maio de 2021 - por Jaíne Jehniffer


A taxa de corretagem é um valor cobrado pelas corretoras pela intermediação das operações de compra e venda de ativos na bolsa de valores.

O investidor é impossibilitado de investir diretamente na bolsa, sem a intermediação de uma corretora ou banco. Nesse sentido, a taxa de corretagem funciona como uma remuneração por esse serviço de intermediação.

O valor da taxa de corretagem pode ser fixo ou variável. No entanto, diversas corretoras estão zerando suas taxas de corretagem como uma forma de disputar os clientes.

O que é taxa de corretagem?

A taxa de corretagem é um valor cobrado por bancos e corretoras pelo serviço de intermediação nas operações realizadas na bolsa de valores. Sendo assim, sempre que o investidor comprar ou vender ativos, ele deve pagar uma taxa pela intermediação realizada pela corretora ou banco.

Taxa de corretagem, o que é? Como e quando é cobrada

Capital research

O valor da taxa de corretagem varia de acordo com as instituições e, atualmente, algumas corretoras já zeraram esta taxa.

Um detalhe importante é que apesar do nome corretagem remeter à corretora, essa taxa também é cobrada pelos bancos que oferecem ativos financeiros aos clientes. Normalmente, os bancos cobram taxas mais caras do que as corretoras de valores.

Como é a cobrança?

Ao escolher uma corretora de valores é essencial ficar de olho nas taxas cobradas. Afinal de contas, os custos das operações na bolsa impactam na rentabilidade obtida com a aplicação. Enfim, as taxas de corretagem podem ser cobradas das seguintes maneiras:

1- Valor fixo: O investidor paga determinado valor a cada operação realizada, independente do volume financeiro movimentado. Por exemplo, se uma corretora cobra R$ 5,00 como valor fixo, esse valor será o mesmo independente da aplicação ser de R$ 1 mil ou R$ 200 mil.

Existem também corretoras que oferecem pacotes com direito a determinada quantidade de operações por mês, com a intenção de atrair os traders.

Taxa de corretagem, o que é? Como e quando é cobrada

1 Bilhão

2- Valor variável: Neste caso, a taxa de corretagem é uma porcentagem em cima do valor investido. Ou seja, essa taxa pode ser maior ou menor dependendo do valor aplicado.

Esse tipo de cobrança pode ser vantajosa para quem investe valores pequenos. Porém, para os investidores que realizam grandes aplicações, a taxa variável pode ser desvantajosa, já que os custos serão altos.

3- Corretagem híbrida: É cobrado um valor fixo mais uma porcentagem que varia de acordo com a operação realizada e o total aplicado. Essa taxa costuma ser cobrada quando o investidor vende ou compra ativos por meio da mesa de operações da corretora.

4- Corretagem zero: Neste caso não existe cobrança de taxa de corretagem e a corretora precisa recorrer a outras alternativas para ganhar dinheiro.

Taxa de corretagem versus taxa de custódia

A taxa de corretagem é um valor cobrado pela intermediação realizada pela corretora nas operações de compra e venda de ativos na bolsa de valores.

Como essa taxa é responsabilidade da corretora, o seu valor pode variar e algumas não cobram pelo serviço. Por outro lado, a taxa de custódia é um valor cobrado pela guarda dos títulos que o investidor adquiriu.

Taxa de corretagem, o que é? Como e quando é cobrada

Veja

A cobrança da taxa de custódia pode ser de maneira fixa ou variável. Entretanto, muitas corretoras isentam os clientes desse custo.

Sendo que essa isenção pode ser total ou de acordo com o volume negociado. Além das taxas de corretagem e custódia, existem algumas outras taxas que podem ser cobradas, como, por exemplo:

  • Emolumentos: Os emolumentos são cobrados pela B3 em cima das operações de compra e venda de ativos. O valor a ser pago varia de acordo com o volume negociado e o tipo de ativo.
  • ISS: O Impostos Sobre Serviços (ISS) é descontado em cima do valor da corretagem. O valor a ser cobrado é de no máximo 5% da taxa de corretagem. Por exemplo, se uma corretora cobrar R$ 10,00 de corretagem em ações, então o ISS será de no máximo R$ 0,50.

Quando é cobrada?

A política de cobrança de taxas de corretagem varia de acordo com as corretoras. Portanto, para saber exatamente quais são os custos envolvidos em cada operação, é preciso consultar o site da corretora. De maneira geral as taxas de corretagem são cobradas nas operações de diferentes ativos, como:

1- Ações: As ações são os ativos mais famosos do mercado. Normalmente as corretoras cobram por cada ordem realizada de compra ou venda. Ou seja, se você realizar uma compra e uma venda no mesmo dia, você terá que arcar com duas taxas de corretagem. 

Admiral markets

2- Opções: A cobrança de taxa de corretagem nas opções varia de acordo com a corretora, podendo ser um valor fixo ou uma porcentagem em cima do valor da transação.

3- Contratos futuros: Normalmente, a cobrança de corretagem nos contratos futuros é diferente das ações. Como dito anteriormente, nas ações a cobrança acontece por ordem. Em contrapartida, nos contratos futuros a taxa de corretagem incide em cima de cada contrato.

Por exemplo, se 20 contratos forem negociados, a taxa será cobrada em cima de cada um dos vinte. Além disso, algumas corretoras cobram taxas diferentes para minicontratos e contratos cheios. 

Agora que você sabe como funciona a cobrada de taxa de corretagem, aproveite para descobrir quais são Corretoras com menor taxa de corretagem – Lista com valores cobrados

Fontes: ClearToro investimentos e Andre bona

Imagens: Capital research, 1 Bilhão, Veja, Admiral markets e Dashtech

10 livros essenciais para entender sobre economia comportamental

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR