Transferência de custódia – O que é, quando e como trocar de corretora


Escolher uma corretora é um passo muito importante para quem quer começar a investir. Entretanto, caso você já tenha escolhido uma e não esteja mais satisfeito, saiba que é possível fazer uma transferência de custódia.

A transferência de custódia é a transferência de seus ativos de uma corretora para outra. Mas não se preocupe, para fazer essa mudança de corretora, você não precisa vender todos os seus ativos e reinvestir. 

Em síntese, na transferência de custódia, é possível trocar apenas a corretora que ficará responsável por seus investimentos, sem precisar mexer nos investimentos em si. 

Transferência de custódia - O que é, quando e como trocar de corretora

Notícias ao minuto

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O que é transferência de custódia

A transferência de custódia é a troca da corretora que ficará responsável por seus investimentos. Dessa forma, sem a necessidade de mexer nas suas aplicações, você muda de corretora e leva todos os seus ativos com você.

Neste caso, as transferências podem ser tanto de ativos de renda fixa, quanto de renda variável.

Gizmodo

Essa mudança pode ocorrer por diversos motivos, como, por exemplo, a insatisfação com as taxas cobradas. Com a forte concorrência entre as corretoras, pode ser que quando você escolheu uma ela tinha bons preços, mas agora existem outras corretoras que te agradam mais. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Compensa fazer a troca de custódia?

A troca de custódia vale a pena quando você está insatisfeito com a sua corretora ou encontrou uma que se encaixa melhor com o seu perfil de investidor. Desse modo, em duas situações em específico vale a pena a troca de corretora:

1- Taxas

Se a sua corretora cobra taxas muito elevadas que estão consumindo boa parte dos seus lucros, é aconselhável mudar para uma que ofereça melhores condições.

Afinal, as taxas elevadas que você paga poderiam ser investidas em outros ativos e contribuir para o aumento do seu patrimônio. 

Transferência de custódia - O que é, quando e como trocar de corretora

Na prática

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Pode parecer que a taxa de corretagem meio alta não faz tanta diferença assim, mas, se você calcular ao longo prazo, vai descobrir que elas fazem sim a diferença.

Portanto, fique atento aos valores das taxas cobradas, e se você estiver pagando mais de 2% do valor investido apenas em taxas para a corretora, talvez seja a hora de fazer uma transferência de custódia. 

2- Serviços

O lado negativo de algumas corretoras que oferecem taxas menores é o serviço e a plataforma digital que podem não ser muito bons. Como elas cobram menos, possuem menos dinheiro para investir na plataforma e no atendimento. 

É uma questão de custo benefício, mesmo desejando taxas menores, também é possível encontrar corretoras com bons atendimentos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Transferência de custódia - O que é, quando e como trocar de corretora

Exame

Muitas vezes o investidor iniciante opta por essas corretoras que compensam no começo, mas, conforme vão se tornando investidores mais arrojados, podem desejar um atendimento diferenciado.

Logo, se você está insatisfeito com o serviço oferecido, basta realizar uma troca de custódia.

Como fazer a transferência de custódia

O primeiro passo para fazer a troca de custódia, é fazer uma pesquisa detalhada sobre as outras corretoras. Leve em consideração as taxas de corretagem, custódia e o funcionamento da plataforma. Atualmente muitas corretoras oferecem diversos serviços gratuitos, então vale a pena a pesquisa. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Depois de decidir para qual corretora você irá fazer a transferência de custódia, é hora de abrir uma conta nessa corretora.  Em resumo, a corretora escolhida é chamada de cessionária, pois é a que vai receber os seus ativos. Por outro lado, a corretora que você vai retirar os ativos é a corretora cedente

Transferência de custódia - O que é, quando e como trocar de corretora

Uni cesumar

Dentro da conta da corretora cessionária, baixe a Solicitação de Transferência de Valores Mobiliários. É por meio desse documento – que deve ser devidamente preenchido – que você irá indicar detalhadamente os ativos que serão mudados para a nova corretora. Outras informações como dados pessoais e bancários também serão solicitados. 

O próximo passo é levar esse documento preenchido até um cartório e reconhecer a firma da sua assinatura. Por fim, resta apenas entrar em contato com a sua antiga corretora para o envio do documento e, consequente, realizar a transferência de custódia.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Depois disso é só aguardar a mudança que demora cerca de 4 dias úteis. 

Outras transferências

Se você quiser trocar a custódia de seus ativos de um banco ou de uma empresa escrituradora, também é possível. Porém, o processo é mais burocrático. O primeiro passo é preencher a Ordem de Transferência de Ações (OTA).

Um detalhe importante: A OTA deve ser preenchido para cada ativo a ser transferido. Além disso, é preciso ter 3 vias da OTA autenticadas em cartório. Por fim, você também irá precisar de 3 cópias autenticadas de CPF, RG e comprovante de endereço. 

SOS dívidas

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Depois de reunir todos esses papéis, você deve fazer o envio deles para o banco escriturador e aguardar o prazo que pode se estender por até três semanas. Outro detalhe é que pode ser que haja uma verificação do seu Imposto de Renda (IR). 

Quando enfim, você receber os documentos que reconhecem as posições das ações que você quer fazer a transferência, você deve ir até a corretora cessionária e entregá-los. 

Como você percebeu, é possível sim trocar de corretora sem precisar se desfazer de todos os seus ativos. No entanto, caso você seja iniciante no mundo dos investimentos, mais fácil do que trocar de custódia, é já escolher uma corretora boa desde o princípio. Então aproveite e aprenda Como escolher e abrir conta em uma corretora?

Fontes: Suno, Rico e Clear

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Imagens: Uni cesumar, IG Tecnologia,  SOS dívidas, Gizmodo, Na prática, Exame e Notícias ao minuto


Conte-nos a sua opinião...