Investidor arrojado – Características, opções de aplicações e outros perfis


O perfil de investidor é o grau de risco que uma pessoa está disposta a correr em suas aplicações. Sendo assim, o investidor arrojado é aquele que aceita grandes riscos, em troca de altos retornos financeiros. 

Dessa maneira, a maior parte da carteira desse tipo de investidor está alocada em ativos de renda variável, como ações e fundos de investimentos. Porém, uma parte da carteira é destinada a ativos mais seguros de renda fixa, como os CDBs. 

Além do perfil de investidor arrojado, existe também o perfil conservador, que prefere à segurança nas aplicações e o perfil moderado, que aceita correr uma dose de risco para potencializar os retornos.

Características do investidor arrojado

O investidor arrojado, também conhecido como investidor agressivo, é aquele que aceita correr altos riscos, em troca da possibilidade de obter grandes rentabilidades. Ou seja, esse tipo de investidor não está preocupado com o grau de risco que ele vai correr, desde que as chances de retorno compensem. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Portanto, a prioridade dos investidores arrojados é aumentar seu patrimônio no longo prazo, mesmo que ocorra algumas perdas no curto prazo. Nesse sentido, eles estão dispostos a abrir mão da segurança e até mesmo da liquidez para obter o maior rendimento possível. 

Investidor arrojado - Características, opções de aplicações e outros perfis

O caminho do investidor

Normalmente, os investidores agressivos possuem experiência com o mundo dos investimentos, conhecem as características dos ativos e entendem sobre o funcionamento do mercado.

Isso significa que eles se sentem mais seguros ao aplicar a maior parte do seu patrimônio em ativos de renda variável, que são mais arriscados e com maiores possibilidades de retorno.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No entanto, apesar de estar disposto a aplicar em ativos arriscados, o investidor agressivo não coloca todo o seu patrimônio em perigo. Na realidade, uma parte da sua carteira de investimentos está alocada em ativos de renda fixa, que são mais seguros. Em outras palavras, mesmo os investidores que aceitam grandes riscos, não estão dispostos a arriscar todo o seu patrimônio. 

Alternativas de aplicações para o investidor arrojado

Como dito anteriormente, a carteira de um investidor arrojado está alocada principalmente em renda variável, mas uma parcela é destinada à renda fixa. 

Renda variável

Algumas opções de aplicações em renda variável são:

1- Ações: As ações são os ativos mais famosos do mercado e um dos principais ativos de uma carteira arrojada. Ao comprar ações de uma empresa, o investidor se torna sócio daquela companhia e passa a ter alguns direitos, como, por exemplo, o recebimento de dividendos

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

2- Fundos de investimento: Existem diversos tipos de fundos de investimentos, com graus de risco variados. Desse modo, os fundos de ações, multimercado ou imobiliário, podem ser boas alternativas para os investidores agressivos. 

Investidor arrojado - Características, opções de aplicações e outros perfis

Abc Brasil

3- BDR: Os Brazilian Depositary Receipts são certificados que representam ações de empresas internacionais. Ou seja, eles não são ações de fato, são apenas papéis negociados na bolsa brasileira, que representam as ações. Enfim, a vantagem desses papéis é que o investidor não precisa abrir conta no exterior. 

4- Mercado futuro: O mercado futuro é um ambiente na bolsa de valores onde são negociados os contratos futuros. Esses contratos de compra e venda possuem uma data de negociação futura com um preço pré-determinado. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

5- Opções: As opções são um tipo de contrato em que o investidor tem a alternativa de comprar ou vender determinado ativo por um preço previamente estabelecido. Esse tipo de investimento pode ser ainda mais arriscado se o investidor operar com alavancagem

Renda fixa

A porcentagem corresponde à renda fixa varia de investidor para investidor. Contudo, essa porcentagem pode corresponder a cerca de 30%, por exemplo. Na parte mais segura da carteira, o investidor agressivo pode optar por ativos como:

1- Tesouro direto: O tesouro direito são títulos emitidos pelo governo federal. Ao aplicar nesse ativo, o investidor está basicamente emprestando dinheiro para o governo e financiando a dívida pública, em troca de uma porcentagem de juros. 

2- CDB: O Certificado de Depósito Bancário são títulos emitidos pelos bancos para financiar suas atividades. Uma vantagem desses títulos é que eles proporcionam um retorno mais interessante do que o tesouro direito e possuem a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trovo academy

3- LCI e LCA: A Letra de Crédito Imobiliário e do Agronegócio, são títulos emitidos pelos bancos. O funcionamento é similar aos CDBs, porém, o dinheiro captado é destinado, respectivamente, aos setores imobiliário e do agronegócio. Uma grande vantagem é que eles são isentos de Imposto de Renda (IR)

4- Debêntures: As debêntures, são títulos emitidos por empresas para financiar suas atividades. Como elas não contam com a proteção do FGC, elas são mais arriscadas e consequentemente, oferecem um retorno maior. 

Perfis existentes

Os três principais perfis de investidor são:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

1- Conservador: O investidor conservador é aquele que prioriza a segurança nas aplicações. Dessa forma, ele prefere alocar a maior parte da sua carteira em ativos seguros, mesmo que eles não proporcionem um retorno tão alto. 

2- Moderado: Por outro lado, o moderado é aquele investidor que mantém uma parte considerável da sua carteira em ativos mais seguros. Entretanto, ele aplica uma parcela do seu patrimônio em ativos mais arriscados, visando altos retornos. 

3- Arrojado: Por fim, temos o investidor arrojado, que prioriza os rendimentos e aceita correr riscos. Uma maneira de diluir esses riscos e potencializar os retornos, é através da diversificação de investimentos. Veja o vídeo de Raul Sena e aprenda a diversificar entre empresas e setores:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Enfim, agora que você já sabe como o investidor arrojado realiza suas aplicações, aproveite para fazer o teste e descubra Que tipo de investidor você é? Quiz

Fontes: The cap, Certifiquei e Suno

Imagens: O caminho do investidor, Abc Brasil, Trovo academy e Clube do valor

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conte-nos a sua opinião...