Daniel Goldberg: quem é e trajetória


Daniel Goldberg é sócio e gestor da Farallon Latin America, frente da gestora norte-americana que atua no mercado da América Latina e conta com operações de mais de R$2 bilhões investidos na região.

Além disso, ele atuou durante um período como presidente do Morgan Stanley no Brasil e foi um dos fundadores da FKG Capital, um fundo de hedge que foi comprado pela Farallon em 2013.

Daniel Goldberg tem participação no conselho da startup Cargo X  e do conselho fiscal da Fundação Lemann.

Enfim, com formação em Direito, Daniel atuou por 4 anos como Secretário de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça. Mas acabou deixando o cargo e focando em sua carreira no mercado financeiro.

Trajetória de Daniel Goldberg

Daniel Goldberg nasceu em 1976. Entre os anos 1994 e 1998, Daniel se dedicou à graduação em direito pela Universidade de São Paulo (USP).

Posteriormente, em 2000 e 2002, Daniel fez uma extensão na área pela Harvard Law School.

Além disso, ele também se dedicou a um doutorado em filosofia e direito econômico pela USP, entre os anos de 2003 e 2005.

Sendo que em 2003, Daniel Goldberg ocupou o cargo de Secretário de Direito Econômico no Ministério da Justiça, onde ficou por cerca de 4 anos.

Já em 2007, Daniel passou a ocupar a posição de presidente de investimentos do Morgan Stanley no Brasil. Sendo que a Morgan Stanley é uma das maiores empresas de serviços financeiros do mundo.

Alguns anos depois, em 2011, Daniel saiu da Morgan Stanley para fundar a FKG Capital, empresa especializada em gerir fundos de hedge. Na época, a Fallaron Capital também entrou no negócio, e comprou 25% da FKJ.

Dois anos depois, a Fallaron comprou os outros 75%. Desse modo, ela se tornou dona da FKG Capital. Por outro lado, Daniel se tornou sócio da Fallaron na América Latina.

Posteriormente, Daniel se tornou membro dos conselhos da Ânima Educação (em 2015), da CargoX (em 2018), da RenovaBR, e da Concessionária Rota das Bandeiras (em 2019).

Estilo de investimento

Apesar de ser formado em direito e da sua atuação como Secretário de Direito Econômico no Ministério da Justiça, Daniel é mais conhecido por sua atuação no setor financeiro.

Ele ganhou destaque, principalmente, ao assumir a presidência do Morgan Stanley no Brasil, no ano de 2007.

Dessa maneira, Daniel ficou conhecido como um investidor de risco depois de fazer parte da fundação da FKG, em 2011, e de se tornar sócio Farallon Latin America.

Em síntese, o executivo está sempre em busca de oportunidades de negócios onde poucos investem. Sendo que Daniel chama esse tipo de negociação de investimento exótico.

Dessa forma, Daniel Goldberg tem negociações, por exemplo, com empresas de mineração, mídia e energia. Inclusive, um dos seus investimentos mais famosos foi nas dunas de Bodó, estado de Natal, no período de FKG.

Em resumo, na época, Daniel obteve bons resultados ao achar areias de tungstênio, um minério de valor, no local onde poucos arriscavam colocar dinheiro.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Portanto, a sua atuação no mercado financeiro fez com que Daniel Goldberg ganhasse destaque como gestor de investimentos.

Por fim, em relação as locais que escolhe para investir no Brasil, Daniel Goldberg explicou em entrevista ao Money Times que:

“Sou como um patologista. Invisto em disfuncionalidades. Neste aspecto, o Brasil é um dos três mercados mais interessantes do mundo para se investir hoje.

Não tem um outro país que respeite a regra da lei, transparente e que tenha escala, tão bagunçado como o Brasil, e que atenda a estas três condições”.

Fallaron

O valor da venda da FKG não foi divulgado para o mercado, mas com certeza ajudou a impulsionar os negócios da empresa, que atualmente, tem mais de US$ 20 bilhões (cerca de R$ 110 bilhões) sob sua gestão.

Dessa forma, o portfólio criado por Daniel Goldberg com a junção da FKG e da Farallon, envolveu aportes em três empresas no Brasil e cinco no Peru, além de ações de empresas listadas em bolsas, como é o caso da Copa Airlines, do Panamá.

LEIA MAIS

Luiza Helena Trajano: A Empresária que Transformou a Magazine Luiza

Nathalia Arcuri – História da investidora, dicas de livros e canal Me Poupe!

Jose Carlos Semenzato, quem é? Biografia do presidente da SMZTO

Duda Vieira: biografia e carreira da criadora da Comunidade CEO Digital

Larry Page, quem é? Biografia, carreira e fundação do Google

Lara Brenner: biografia e criação do Expressando Direito

Raul Sena, quem é? Vida, carreira e como investe o Investidor Sardinha

Cristiana Arcangeli, quem é? Vida, carreira e projetos da empresária

Fontes: Suno e Eu quero investir.

Bibliografia

Daniel Goldberg, um advogado que virou referência no mercado financeiro. Eu quero investir. Acesso em 15 de agosto de 2022.

Conte-nos a sua opinião...