Investidor de risco – Características e alternativas de aplicações


O perfil de investidor serve para indicar o nível de risco que uma pessoa ou empresa está disposta a correr com seus investimentos. Dessa maneira, o investidor de risco, também chamado de venture capitalists, tem um perfil de investidor mais agressivo, que aceita correr mais riscos em troca da possibilidade de altos retornos.

Essa relação entre risco e retorno é muito importante, já que determina os tipos de ativos escolhidos. Portanto, sempre que um ativo for mais arriscado, ele deve proporcionar a chance de trazer retornos maiores, como uma espécie de compensação.

O investidor de risco não é somente o investidor pessoa física na bolsa de valores. Na verdade, existem vários investidores de risco que são pessoas jurídicas. Neste caso, o investidor de risco é uma companhia, que aplica em empresas arriscadas, que possuem alto potencial de crescimento.

Características do investidor de risco

A principal característica de um investidor de risco, é a alta tolerância em correr riscos em seus investimentos. É claro que esses riscos não são tolerados de maneira arbitrária. Na verdade, os investidores de risco escolhem os ativos que possuem uma boa relação entre risco e retorno. 

Investidor de risco - Características e alternativas de aplicações

Climainfo

Dessa forma, o objetivo é correr riscos somente em ativos que apresentem possibilidades de altos retornos. Para encontrar essas oportunidades, o investidor deve estudar o mercado e levar em consideração aspectos políticos e econômicos ao tomar a sua decisão.

Outra característica desses investidores, é a postura agressiva no mercado, visando altos lucros em pouco tempo. Sendo que, ao atingirem suas metas, eles se retiram em busca de outras empresas.

Ou seja, os investidores de risco aplicam nas empresas com o único objetivo de conseguirem não apenas o dinheiro aplicado de volta, mas também um bom lucro. Para garantir isso, eles podem solicitar o poder de decisão dentro da empresa. 

Riscos e retornos

Todos os ativos possuem uma relação entre risco e retorno, sejam eles de renda fixa ou variável. Essa relação pode ser explicada de maneira simples: quanto maior as possibilidades de altos retornos financeiros, maior o risco e vice-versa.

Investidor de risco - Características e alternativas de aplicações

Valor investe

É importante salientar que, os ativos escolhidos por investidores de risco, pertencem a renda variável. Afinal de contas, a renda fixa conta com ativos mais seguros e menos rentáveis.

Outro detalhe a se salientar, é que nos investimentos de risco, não existe nenhuma garantia de que o valor aplicado irá trazer lucros. Ou seja, o investidor pode perder todo o dinheiro investido.  

Investidor de risco versus sócio-capitalista

É importante não confundir investidor de risco com sócio-capitalista. Isso porque o investidor de risco tem por objetivo conseguir altos retornos no menor tempo possível e vender sua participação. Já o sócio-capitalista, prefere colher os retornos aos poucos, de acordo com o crescimento do negócio. 

Outra diferença entre sócio-capitalista e investidor de risco, é a maneira de aplicar o capital. O sócio-capitalista aplica aos poucos, de acordo com as necessidades da empresa. Já o investidor de risco, aplica de uma única vez.

Investidor de risco - Características e alternativas de aplicações

Hc investimentos

Alguns exemplos de investidores de risco são:

  • Kathy Xu: Investiu US$ 18 milhões na empresa jd.com e conseguiu US$ 2,9 bilhões de volta. 
  • Jim Goetz: Em 2012, esse investidor aplicou US$ 60 milhões no WhatsApp. Depois de dois anos, quando o Facebook comprou o aplicativo, ele recebeu US$ 3 bilhões.
  • Mary Meeker: Essa investidora está na lista de 10 maiores investidores de risco da Forbes e já aplicou em empresas como Facebook, Twitter e AirBnB.

Investimentos arriscados

Algumas opções para o investidor de risco são:

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

1- Bolsa de valores

A bolsa de valores é uma das maneiras mais usadas para realizar investimentos arriscados. Por meio dela, é possível comprar ações de uma empresa arriscada e lucrar muito com a valorização.

Porém, se a empresa não tiver um bom desempenho, o investidor pode ter prejuízos. Enfim, uma maneira de diluir os riscos na bolsa, é diversificando a carteira de investimentos. 

The cap

2- Câmbio

Aplicar em moeda estrangeira é considerado como um investimento arriscado, porque elas passam por oscilações constantes.

Além disso, as cotações podem ser influenciadas pelos mais diversos motivos, como por exemplo, uma guerra entre os EUA e o Oriente Médio. No entanto, essa aplicação pode ser uma boa maneira de se proteger contra a desvalorização do real. 

3- Contratos futuros

Os contratos futuros são usados sobretudo em commodities, como o petróleo e o ouro. Em resumo, os contratos futuros são um tipo de derivado negociado no mercado futuro, dentro da bolsa de valores. 

Clear

4- Day trade

As operações de day trade não são consideradas de fato como investimento, já que se trata de compra e venda no mesmo dia, com o intuito de conseguir altos retornos com as valorizações.

Como as cotações das ações oscilam bastante durante o dia, essas operações são consideradas bastante arriscadas e, por isso mesmo, podem resultar em grandes lucros. Apesar disso, fazer day trade não é recomendado para investidores que desejam construir um patrimônio a longo prazo. 

5- Investidor-anjo

Os investidores-anjo aplicam em empresas em desenvolvimento, como startups. O interessante dessas empresas, é que elas podem crescer rapidamente, resultando em altos lucros. Em contrapartida, existe o risco de que elas demorem muito para crescer ou simplesmente quebrem. 

Investidor de risco - Características e alternativas de aplicações

Nx fácil

6- IPO

A Initial Public Offering (IPO) é a abertura de capital de uma empresa e consequente venda de ativos na B3. Em síntese, as companhias que optam por abrir o capital, geralmente fazem isso para levantar fundos para o seu crescimento.

Contudo, assim que fazem a IPO, essas empresas são consideradas opções mais arriscadas, já que elas podem não conseguir crescer o quanto estão prevendo. Por isso, aplicar em IPOs é considerado como investimento arriscado. 

Enfim, agora que você sabe como funcionam os investimentos de risco, aproveite para descobrir qual o seu Perfil de investidor, o que é? Tipos existentes e exemplo de investimentos.

Fontes: Onze, Capital research e Suno

Imagens: Climainfo, The cap, Valor investe, Hc investimentos, The cap, Nx fácil e Clear

Conte-nos a sua opinião...