Década perdida, o que foi? O que ocorreu e tentativas de estabilização


A década perdida é um termo comumente utilizado para se referir aos anos 80, quando diversos países da América Latina, inclusive o Brasil, passaram por diversos problemas econômicos. 

Durante a década de 80, os países latino americanos tiveram redução do Produto Interno Bruto (PIB), aumento da inflação e alta volatilidade no mercado. Sendo que tudo isso resultou no aumento da desigualdade social. 

Apesar dos diversos problemas enfrentados pela população durante esse período, a década de 80 teve um ponto positivo que contribuiu para que o Brasil avançasse. Isso porque foi nessa época que a pressão no governo aumentou e a ditadura militar chegou ao fim.

O que foi a década perdida?

Os anos 80 são conhecidos como década perdida e se referem à estagnação econômica do Brasil e de alguns outros países da América Latina. Em outras palavras, diversos países na América Latina passaram por uma forte retração da produção industrial durante a década de 80. 

Década perdida, o que foi? O que ocorreu e tentativas de estabilização

Souza aranha machado

Dessa forma, vários países apresentaram baixo crescimento do PIB, inflação alta e volatilidade dos mercados. Além disso, a década perdida causou o aumento da desigualdade social. Isso porque a inflação alta impactou o poder de compra principalmente da camada mais desfavorecida da população. 

Contexto histórico

Entre 1968 e 1973, houve um crescimento considerável do PIB brasileiro, em média 11% ao ano. Também ocorreu a redução da inflação e a melhora na relação entre a importação e a exportação brasileira. Esse desenvolvimento da economia, fez com que esse período fosse chamado de Milagre Econômico

Contudo, esse desenvolvimento econômico estava sendo sustentado, sobretudo, com capital externo. Em outras palavras, o Brasil estava se endividando para que os projetos internos, como obras de infraestrutura e construção de estradas, fossem acelerados. Logo, a dívida externa bruta passou de cerca de US$ 3,6 bilhões, em 1966 para US$ 12,5 bilhões em 1973.

Década perdida, o que foi? O que ocorreu e tentativas de estabilização

Investnews

No final de 1973, houve o primeiro choque do petróleo, quando os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), reduziram a produção de petróleo como uma forma de retaliação aos Estados Unidos e principais países ocidentais europeus.

Desse modo, o preço do petróleo aumentou exorbitantemente e o governo brasileiro decidiu custear parte do aumento para que a população não sofresse os impactos imediatos. Nessa época, mais capital estrangeiro entrou no Brasil, para financiar o desenvolvimento de vários setores, como indústria de base, energia e transportes.

Sendo assim, entre 1974 e 1982 a dívida externa ficou em torno de US$ 80 bilhões. Desse total, US$ 50 bilhões foram destinados para os investimentos e os US$ 30 bilhões restantes, foram somente para arcar com os custos elevados do petróleo. Para piorar o cenário brasileiro, em 1979, houve o segundo choque do petróleo.

O que ocorreu durante a década perdida?

A década de 1980 ficou conhecida como década perdida, pois os países latinos americanos passaram por uma crise econômica que impactou toda a população. Dessa maneira, é comum se referir aos anos 80 como o enterro da expressão Milagre Econômico, que era usada para se referir ao desenvolvimento econômico brasileiro na década de 70. 

No Brasil, durante a década de 80, o PIB sofreu uma forte redução. Anteriormente, o crescimento médio do PIB era de 7%, durante os anos 70. Porém, nos anos 80 esse crescimento foi reduzido para 2%.

Além disso, houve uma elevação nas taxas de juros internacionais, o que resultou no aumento da dívida do Brasil com os Estados Unidos e no aumento do déficit público.

Década perdida, o que foi? O que ocorreu e tentativas de estabilização

Diário Causa Operária

Tivemos ainda um aumento da dívida interna brasileira, causada pela política fiscal expansionista do governo. No entanto, a década de 80 não foi totalmente ruim para o Brasil, já que a pressão em cima do governo militar aumentou até atingir um ponto em que a manutenção da ditadura estava insustentável.

Desse modo, em 1985 iniciou-se a retomada da democracia brasileira, por meio da eleição de um presidente civil através de voto indireto. Posteriormente, em 1988 uma nova instituição foi estabelecida, o que contribuiu para o avanço do Brasil do ponto de vista cívico.

Tentativas de estabilização econômica

Enquanto o PIB brasileiro derretia, a desigualdade aumentava e a inflação subia, algumas medidas foram tomadas, na tentativa de estabilizar a economia. Portanto, durante a década de 80, ocorreram tentativas de reformas monetárias e vários planos foram adotados, como, por exemplo, Plano Verão, Plano Bresser e Plano Cruzado. 

Conexão

Diversas medidas foram utilizadas na década perdida, inclusive o congelamento de preços. Contudo, nenhum plano monetário ou medida desesperada fez com que a economia voltasse a crescer. Enfim, a estabilidade econômica foi conquistada somente em 1994, por meio do Plano Real.

No final da década de 80, os brasileiros finalmente puderam escolher um presidente por voto direto. Entretanto, o escolhido foi Fernando Collor de Mello, que passou por um impeachment em 1992. O final dos anos 80 foi marcado também pelo fim da Guerra Fria e pela abertura econômica brasileira para se alinhar ao Consenso de Washington

A recente década perdida

Com o baixo desempenho da economia brasileira nas últimas décadas, profissionais estão falando sobre uma segunda década perdida. É claro que os impactos causados pelo Covid-19 justificam parcialmente a queda do PIB brasileiro em 2020. 

Capital research

No entanto, o Covid-19 foi um problema que afetou o mundo no ano de 2020. Ou seja, o baixo desenvolvimento econômico dos anos anteriores não pode ser justificado por uma pandemia. Logo, a causa desse cenário econômico são os mais diversos, como, por exemplo, a volatilidade política e a falta de reformas.

Enfim, um dos desafios do Brasil é elevar o padrão de vida de toda a população e dobrar o PIB nos próximos 30 anos. Para conseguir elevar o PIB, o Brasil deve (dentre outras coisas) aumentar o nível de produtividade nacional. Sendo assim, diversas medidas precisam ser tomadas, como, por exemplo, melhorar a qualidade do sistema educacional e simplificar o sistema tributário. 

Agora que você conhece o que foi a década perdida, aproveite para aprenda sobre as crises do petróleo e como elas impactaram o Brasil e o mundo: Crise do petróleo – Contexto histórico, fases da crise e efeitos no Brasil

Fontes: Suno, InfoescolaBrazil journal e Politize

Imagens: Souza aranha machado, Investnews, Diário Causa Operária, Jornal Grande Bahia, Conexão e Capital research

Conte-nos a sua opinião...