Déficit, o que é? Conceito, tipos, como calcular e diferença entre superavit

17 de setembro de 2020, por Jaíne Jehniffer

Tempo de leitura médio: 5 min, 4 seg


Déficit significa um resultado negativo. Ou seja, a despesa está maior do que a receita. Portanto, o déficit é o exato aposto do superávit, onde há um excedente de receita em comparação com os gastos. 

Existem tipos diferentes de déficits que afetam áreas diferentes da economia. Ele pode ser, por exemplo, um déficit da balança comercial, o que significa que o país está importando mais do que exportando. Ou ele pode ser, ainda, ligado aos gastos públicos e dívidas. 

Contudo, os déficits podem ser solucionados, dependendo de qual o seu tipo. Como por definição, um déficit é quando se tem mais gastos do que receita, o lógico é procurar meios de aumentar a receita para, então, encontrar o equilíbrio ou o superávit. 

O que é déficit

O déficit indica um resultado negativo. Esse resultado negativo pode ser em mais de um setor. De maneira geral, ele indica que a despesa está maior do que a receita.

Ou seja, os recursos estão abaixo do indicado. Déficit pode ser referente à balança comercial de um país. Nesse caso, as importações de um país estão maiores do que as suas exportações. 

Por outro lado, déficit pode se referir à relação entre os ativos e os passivos de um negócio. Essa situação ocorre quando existem mais contas a serem pagas do que verba a ser recebida.

Em resumo, déficit significa escassez de algo e seu oposto é o superávit. 

Déficit X Superávit

Em síntese, déficit é o exato oposto de superávit. Pois, enquanto o déficit significa resultado baixo, negativo, o superávit é aquilo que excede. Dessa maneira, em termos de balança comercial, tempos que, com déficit, o país importou mais do que exportou.

Por outro lado, quando o país exporta mais do que importa, ele trouxe para nação mais dinheiro do que foi para o exterior, logo, temos o superávit. 

Já em termos públicos, quando o país arrecada mais do que os seus gastos, ele tem uma verba excedente, ou seja superávit.

Em outras palavras, no superávit primário, o governo recebe mais do que gasta, isso sem considerar as despesas com taxas de juros. 

Tipos de déficits

Existem vários tipos de déficits, divididos da seguinte maneira:

1- Balança comercial

Quando as importações de um país superam as suas exportações, temos o déficit na balança comercial. A balança comercial é um termo econômico usado para falar da relação entre as importações e as exportações de um país.

Dessa maneira, para saber se houve déficit basta subtrair a quantidade de importações pela quantidade de exportações. Se o resultado for negativo, temos déficit comercial. O cálculo é bastante simples:

Importações – Exportações = balança comercial

Vamos para um exemplo prático. Se o Brasil importar 130 milhões no ano de 2020 e as pessoas físicas ou jurídicas comprarem muitos produtos do exterior, ou seja, importarem 150 milhões, temos o seguinte cálculo:

130 milhões menos 150 milhões, o que resulta em 20 milhões de déficit na balança comercial. Na prática, o país com déficit tem queda no valor da sua moeda, já que existe mais dinheiro saindo do que entrando. 

2- Déficit Público

O déficit público ocorre quando as contas públicas, ou seja, suas despesas e dívidas, são maiores do que a receita arrecadada no país.

Portanto, a dívida pública é o resultado dos déficits acumulados. Desse modo, se o governo aumenta os seus gastos ou se utiliza de uma política expansionista, ele pode criar ou aumentar o déficit público. 

3- Patrimonial

O déficit patrimonial indica que houve mais incrementos de passivos do que de ativos ao longo do tempo. Esse tipo de déficit ocorre mesmo que o ativo ainda seja maior do que o passivo, basta que exista alta probabilidade de que o passivo supere o ativo.

4- Operacional

É quando se exclui dos cálculos as consequências da correção cambial e monetária, representando a carência de financiamento do setor público.

5- Nominal

Ocorre quando o resultado retrata que as despesas foram além das receitas, incluindo nesse cálculo os juros de dívida, correção cambial e monetária. 

6- Previdenciário

O previdenciário é quando as contribuições para a Previdência Social são abaixo dos valores que são pagos por meio dos benefícios

7- Primário

Para finalizar, o primário corre quando o governo não leva em consideração as despesas com juros da dívida e a correção monetária. 

Soluções para o déficit

As soluções vão variar segundo o déficit a ser solucionado. Se o déficit a ser controlado for público, algumas medidas podem ser tomadas pelo governo.

Em resumo, para controlar os gastos, o governo pode adotar uma série de medidas restritivas, como, por exemplo, cortar gastos, aumentar os impostos e diminuir as despesas, tudo isso para aumentar a sua arrecadação.

Por outro lado, se for um déficit na balança comercial, é possível solucionar através de incentivos para a economia nacional.

Dessa forma, caso os produtos que anteriormente eram importados, passem a ser produzidos nacionalmente e exportados, a balança comercial fica mais equilibrada.

É claro que outras medidas em conjunto precisam ser tomadas, como, por exemplo, travar acordos comerciais que garantam essa exportação.

Enfim, agora que você o que é e quais os tipos de déficit, entenda também como fazer Análise Fundamentalista, o que é? Conceitos, cálculos e como aplicar

Fontes: Dicionario financeiro, Mais retorno e edital concursos Brasil