12 dicas para sobrar dinheiro no fim do mês

Para sobrar dinheiro no fim do mês, esta matéria dá 15 dicas de como você pode economizar. Leia e saiba com maiores detalhes.

17 de junho de 2024 - por Sidemar Castro


Para sobrar dinheiro no fim do mês, uma boa dica é criar um orçamento. Anote suas receitas e despesas para entender para onde vai o seu dinheiro. Outra opção é reduzir despesas desnecessárias, cortando gastos com itens que não são essenciais..

Além de evitar contrair novas dívidas, pagando suas contas em dia para evitar juros e multas, crie metas de economia e faça compras com consciência

Essas dicas ajudam? Então conheça elas e outras com mais informações. Boa leitura.

12 dicas para sobrar dinheiro no fim do mês

1) Economize os Pequenos Valores

Economizar pequenas quantias com gastos diários, como cafezinhos, chocolates, lanches e revistas, pode fazer uma grande diferença no final do mês.

Mesmo que sejam valores realmente pequenos, que não chegam a 50 reais, eles funcionam como uma motivação para que você consiga economizar mais regularmente. Coloque o dinheiro economizado em uma conta separada, de preferência em um banco que ofereça bons rendimentos, como em títulos de CDB.

2) Pague-se Primeiro

Guardar pelo menos 10% da renda para investimentos de longo prazo é fundamental para alcançar a independência financeira. Isso ajuda a priorizar as despesas e a manter o controle financeiro.

Assim, é importante definir objetivos financeiros para diferentes prazos e reservar dinheiro separadamente para alcançar o controle das suas finanças.

3) Consuma de Maneira Mais Consciente

Antes de comprar, avalie o custo-benefício e se a compra é realmente necessária. Essa precaução ajuda a evitar gastos desnecessários e a consumir de forma mais consciente..

Isso ocorre porque o consumo consciente envolve uma abordagem mais responsável e planejada para as compras, reduzindo o desperdício e o gasto desnecessário. Consumir de forma consciente implica planejar as compras, reduzindo a probabilidade de compras impulsivas e desnecessárias.

O consumo consciente ajuda a evitar o desperdício de recursos naturais, como água e energia, e de alimentos, o que pode economizar dinheiro no fim do mês. Consumir de forma consciente ajuda a priorizar as necessidades sobre as desejos, evitando compras desnecessárias e reduzindo o gasto.

Além disso, o consumo consciente pode reduzir o uso de recursos naturais, como água e energia, e evitar a geração de lixo, o que pode economizar dinheiro no fim do mês.

4) Cuidado com os Planos de Telefonia

Optar por um plano de celular para pessoa jurídica ou familiar pode ser mais econômico e eficaz do que ter um plano individual para cada pessoa.

Os planos familiares ou corporativos geralmente oferecem descontos e benefícios adicionais que ajudam a economizar. É importante avaliar o seu padrão de consumo de dados e minutos para escolher um plano com a franquia adequada.

Além disso, planos com franquias insuficientes podem levar a cobranças adicionais no fim do mês. Asssim como ligações de longa distância e internacionais. O valor do minuto costuma ser mais caro nesses casos.

Planos pós-pagos e de controle oferecem mais controle sobre os gastos, evitando surpresas na conta. Evitar planos pré-pagos, que podem levar a gastos descontrolados, é uma boa estratégia.

O importante é fazer uma pesquisa cuidadosa e comparar diferentes planos ajuda a encontrar a melhor opção para o seu perfil de consumo.

5) Sempre Pesquise

Fazer pesquisa antes de comprar qualquer item de valor maior é importante para encontrar os melhores preços e evitar gastos desnecessários.

Pesquisar antes de comprar qualquer item de valor maior, ajuda a encontrar os melhores preços e evitar gastos desnecessários. Isso pode ser feito facilmente com a ajuda de sites que facilitam a comparação de preços e produtos.

6) Defina Gastos de Curto, Médio e Longo Prazo

Definir objetivos financeiros para diferentes prazos e reservar dinheiro separadamente ajuda a organizar as finanças e a priorizar as despesas. A definição de objetivos financeiros claros e separados por prazo ajuda a priorizar as despesas e a manter o controle financeiro.

Além disso, é fundamental para alcançar a independência financeira e construir patrimônio.

7) Conheça os Seus Gastos

Analisar as receitas e despesas é o primeiro passo para controlar o dinheiro. Utilize planilhas e aplicativos de gestão financeira para identificar cortes que podem ser feitos. Entender como você gasta atualmente ajuda a identificar áreas onde pode ser feita economia e a priorizar as despesas.

E não apenas isso: é também importante se autoconhecer financeiramente para manter o controle financeiro e alcançar objetivos financeiros.

8) Multiplique as Suas Economias

Investir é a chave para fazer o dinheiro se multiplicar. Existem investimentos fáceis, seguros e rentáveis, como CDBs, LCIs e LCAs, que podem ser utilizados para começar.

A meta é ter pelo menos seis meses de gastos em uma conta de poupança para evitar dívidas e manter o controle financeiro. Investir é fundamental para fazer o dinheiro render mais. Existem investimentos fáceis, seguros e rentáveis, como os sugeridos acima, que podem ser utilizados para começar.

A poupança é o pior dos investimentos, pois é o que menos rende. É importante escolher investimentos que ofereçam melhores rendimentos.

Uma dica importante para que no fim do mês sobre dinheiro para economizar: é fundamental gastar menos do que ganha! Manter uma reserva financeira é fundamental para garantir uma maior segurança em sua vida financeira.

Utilize uma planilha de gastos controle os gastos, visualizando em tempo real como você tem se organizado.

9) Priorize Gastos Essenciais

Reduzir gastos desnecessários e priorizar os essenciais ajuda a economizar e a manter o controle financeiro.

Os gastos essenciais são aqueles necessários para a manutenção do bem-estar básico, segurança, saúde e capacidade de trabalho de uma pessoa ou família. São considerados indispensáveis e sua ausência pode afetar significativamente a qualidade de vida e a estabilidade financeira.

Esses gastos incluem o aluguel e custos com moradia; saúde e seguros; contas de luz e água; impostos; alimentação; planos de saúde; educação e comunicação, entre outros. Os gastos essenciais são primordiais, permanentes e inevitáveis. Eles são recorrentes e necessários para o funcionamento diário e básico da vida.

10) Evite o Desperdício para Sobrar Dinheiro

Reduzir despesas imprescindíveis, como luz, água e gás, e evitar gastos supérfluos ajuda a economizar e a sobrar dinheiro.

Economizar pequenas quantias em gastos diários, como cafezinhos, chocolates, lanches e revistas, pode fazer uma grande diferença no final do mês.

Por mais “antiquado” que possa parecer, dê preferência ao dinheiro em papel, sempre que possível. Utilizar dinheiro em espécie no dia a dia ajuda a evitar gastos impulsivos e a manter o controle financeiro.

11) Negocie Suas Dívidas

Quitar dívidas o mais rápido possível e negociar descontos com credores ajuda a reduzir o peso da dívida no orçamento. Isso ocorre porque negociar dívidas pode reduzir o peso da dívida no orçamento, o que ajuda a economizar dinheiro e a sobrar dinheiro no fim do mês.

Além disso, negociar dívidas pode ajudar a evitar cobranças adicionais e a reduzir o estresse financeiro. Negocie diretamente com o credor para reduzir o valor da dívida ou estender o prazo de pagamento.

Consolidar dívidas em um único empréstimo pode ajudar a reduzir o número de pagamentos e a economizar dinheiro. Busque descontos ou promoções que possam ajudar a reduzir o valor da dívida.

Pagar antecipadamente parte da dívida pode ajudar a reduzir o peso da dívida e a economizar dinheiro. Reestruturar dívidas pode ajudar a reduzir o valor da dívida e a estender o prazo de pagamento.

12) Tenha Cuidado com o Cartão de Crédito

Utilizar o cartão de crédito com controle apurado ajuda a evitar gastos descontrolados e a manter as finanças em ordem.

Verifique se o limite do seu cartão está adequado à sua renda e gastos. Especialistas recomendam que o total de dívidas não ultrapasse 30% da sua renda. Faça um planejamento dos seus gastos fixos e variáveis, levando em conta suas receitas e reservas para emergências. Isso ajuda a evitar ultrapassar o limite do cartão.

O crédito rotativo possui taxas de juros muito altas e pode levar ao superendividamento. Sempre que possível, pague a fatura do cartão integralmente.

Revise regularmente o extrato do cartão para ter controle sobre suas compras e evitar adquirir itens desnecessários. Não use o cartão para compras além do seu orçamento.

Pague a fatura na data correta, evitando juros e multas. Programe o pagamento para a mesma data do recebimento do salário.

Essas dicas ajudam a ter cuidado com o cartão de crédito e a economizar dinheiro no fim do mês, tornando mais fácil alcançar metas financeiras e manter o controle financeiro.

Fontes: BV, Daycoval, SCPrev, Exame, eInvestidor, Me Poupe

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos