Efeito manada, o que é? Origem, características, riscos e como evitar


O efeito manada ocorre quando vários investidores influenciáveis decidem seguir o mercado, ao invés de optarem por seguir o velho conselho de comprar na baixa e vender na alta. 

Muitos investidores seguem o efeito manada, por medo de não aproveitarem uma suposta oportunidade e ficarem para trás. Logo, é importante não deixar as emoções interferirem nas tomadas de decisão. 

Além disso, os investidores que participam do efeito manada, geralmente são aqueles que não possuem preparo mental para lidar com as constantes oscilações da bolsa de valores. Neste caso, ter os objetivos bem delimitados é fundamental. 

O que é efeito manada?

O efeito manada é o fenômeno em que os investidores decidem seguir o mercado. Sendo assim, ao invés de investirem na baixa e lucrarem na alta, eles apenas seguem a manada.

Em outras palavras, o investidor não procura fazer análises por conta própria, preferindo fazer o mesmo que os outros investidores estiverem fazendo. 

Efeito manada, o que é? Origem, características, riscos e como evitar

Capital research

O problema com o efeito manada é que, ao tentarem evitar perdas e maximizar os ganhos, os investidores acabam perdendo mais dinheiro.

Isso acontece porque eles são investidores facilmente influenciados. Dessa forma, quando determinado papel está em alta, eles investem. E quando esses mesmos papéis passam por desvalorização, eles vendem. 

Origem

A necessidade humana de participar de um grupo, pode ser vista como um subproduto da evolução humana.

Acontece que, na antiguidade, viver em grupo aumentava as chances de sobrevivência. Este tipo de comportamento é percebido também em diversos tipos de animais que vivem em bandos.

Efeito manada, o que é? Origem, características, riscos e como evitar

Cm capital

Dessa maneira, é normal que as pessoas queiram fazer parte de um grupo e se sentirem acolhidas. Entretanto, no mundo dos investimentos, apenas seguir o grupo, sem questionar o senso comum, pode ocasionar grandes perdas financeiras. 

Características do efeito manada

Existem algumas características típicas de investidores que seguem a manada. A primeira delas, é a intensa necessidade de realizar as mesmas aplicações financeiras que os outros investidores estão fazendo. 

Com muitos investidores influenciáveis seguindo o efeito manada, a tendência é que determinado ativo se valorize ainda mais. Porém, o mercado pode mudar a qualquer momento e trazer perdas para todos. 

Efeito manada, o que é? Origem, características, riscos e como evitar

Guiainvest

Outra característica é a sensação de que se muitos investidores estão apostando em determinado ativo, portanto, aquele deve ser um bom investimento. Desse modo, se muitas pessoas estão entrando no mercado de ações, os investidores influenciáveis decidem entrar também.

Por fim, temos ainda o medo de ter perdas, enquanto outras pessoas estão tendo lucros. Sendo assim, seguir a manada dá a sensação de que o investidor, pelo menos, não vai perder sozinho, todos vão perder juntos.

Riscos

O efeito manada ocorre, principalmente, na bolsa de valores. Como neste ambiente são negociados ativos de renda variável, o efeito manada torna as operações ainda mais arriscadas. Ou seja, ao investir apenas por medo de ficar para trás, o investidor está, na verdade, colocando seu capital em um risco maior.

Outro risco é a vulnerabilidade da sua carteira de investimentos. Isso acontece porque, ao abrir mão do poder de decisão em relação aos investimentos, a pessoa se torna vulnerável, seguindo apenas o que os outros dizem. Logo, a carteira de investimentos não é composta por ativos de pesos que foram detidamente analisados.

Livecapital

Temos ainda o risco da bolha: quando muitas pessoas apostam em determinado ativo, a tendência é que seu preço suba. Com o efeito manada, cada vez mais investidores apostam neste ativo, até que o preço esteja muito acima do seu valor intrínseco.

Neste ponto, o preço do ativo passa a ser determinado apenas pelos investidores que continuam a comprar esses ativos por preços altos. A bolha estoura quando os investidores não estão mais dispostos a adquirir os ativos por preços tão elevados e então os preços caem.

Como não entrar no efeito manada

Para evitar o efeito manada, é essencial que o investidor tenha paciência e disciplina. Caso deseje construir um patrimônio a longo prazo, o investidor deve estar ciente de que o mercado passa por constantes altas e baixas que a longo prazo não são tão determinantes. 

Guiainvest

Já a disciplina, está nos estudos. Para construir um patrimônio sólido, é preciso estar sempre atento ao que acontece no cenário econômico, além de buscar meios de aprimorar os conhecimentos na área. Os estudos podem vir, por exemplo, de livros ou cursos da área de finanças. 

Outro dica para não cair no efeito manada, é possuir objetivos bem estabelecidos. Tendo foco, fica mais difícil seguir as outras pessoas. Enfim, é preciso ainda analisar detidamente suas emoções e não deixar que elas guiem a sua decisão de comprar ou vender um ativo. 

Comece agora mesmo a se instruir para evitar o efeito manada, por meio da leitura de alguns Livros sobre investimentos obrigatórios para investidores iniciantes

Fontes: Magnetis, Parmais e Infomoney

Imagens: Messem, Guiainvest, Capital research, Cm capital, Guiainvest e Livecapital

Conte-nos a sua opinião...