Lucro operacional, o que é? Definição e importância para os investidores

O lucro operacional é o lucro derivado exclusivamente da operação da empresa e no mercado financeiro o lucro operacional é conhecido também como EBIT. Para determinar qual foi o lucro operacional da companhia, basta descontar as despesas operacionais, comerciais e administrativas. Outro indicador de lucros das empresas, é o lucro bruto.

12 de maio de 2021 - por Jaíne Jehniffer


O lucro operacional é um indicador usado pelos investidores para avaliar a capacidade de geração de caixa da empresa, somente através da sua operação.

Ou seja, o lucro operacional serve como um indicativo da saúde financeira do negócio e do potencial de geração de caixa. Sendo que esse dado pode ser encontrado no Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE) da empresa.

Entender como o lucro operacional funciona é essencial para os investidores, já que ele serve como um indicador da saúde financeira da empresa. 

O que é lucro operacional?

O lucro operacional é o lucro derivado exclusivamente da operação da empresa e no mercado financeiro ele é conhecido também como EBIT. Para determinar qual foi o lucro operacional da companhia, basta descontar as despesas operacionais, comerciais e administrativas.

O cálculo do lucro operacional ocorre através da seguinte fórmula: Lucro operacional = Lucro Bruto – Despesas operacionais – Receitas operacionais. As despesas operacionais incluem as:

Lucro operacional, o que é? Definição e importância para os investidores

Capital research

  • Despesas administrativas: São as despesas fundamentais para que o negócio continue funcionando, como, por exemplo, compra de material, salários dos líderes de setores e aluguel do escritório. 
  • Despesas Comerciais: Alguns exemplos de despesas comerciais são manutenção de pontos de vendas, propagandas e salários dos vendedores.
  • Diversas: As despesas diversas são aquelas que não se encaixam nem na administração da companhia e nem nas atividades comerciais. Apesar de não se encaixar nessas categorias, elas são gastos do dia a dia, logo, devem ser consideradas. 

Diferenças entre lucro operacional bruto e líquido

O lucro operacional bruto e o lucro operacional líquido mais conhecidos como lucro bruto e lucro líquido, são dois tipos diferentes de lucro operacional. É importante que o gestor e o investidor saibam as diferenças entre ambos para evitar erros na análise de dados da empresa. 

Os lucros operacionais se referem às despesas da companhia. Por outro lado, o lucro bruto e o lucro líquido estão relacionados aos custos da empresa. Os custos são todas as despesas de produção ou de trabalho que impactam diretamente a empresa. Os custos podem ser divididos em:

Lucro operacional, o que é? Definição e importância para os investidores

Sebrae atende

  1. Custos variáveis: São os custos que aumentam ou diminuem de acordo com o aumento, ou queda da produção.
  2. Custos fixos: Já os custos fixos são aqueles que existem todos os meses e geralmente não são impactados pelo aumento ou diminuição da produção, ou na venda.

A fórmula geral para determinar os lucros de uma empresa é: Lucro = Receita – Custos. Porém, para estabelecer o lucro bruto, é preciso subtrair os custos variáveis da receita total. Dessa maneira, a fórmula é: Lucro bruto = Receita – Custos variáveis. Por fim, para encontrar o lucro líquido, basta utilizar a fórmula: Lucro líquido = Receita – Custos totais (fixos + variáveis).

Lucro operacional, EBIT e EBITDA

O lucro operacional é um indicador da geração de caixa de uma empresa através de sua operação. Já o EBIT é o Earnings Before Interest and Taxes ou Lucro Antes dos Juros e Impostos. Esse é um indicador bastante utilizado pelos investidores para analisar a qualidade do lucro operacional de uma empresa listada na bolsa de valores.

Dessa forma, ele é usado sobretudo na análise fundamentalista para ajudar o investidor a encontrar as companhias com melhores performances. Inclusive, ele pode ser aplicado em setores específicos das empresas, o que ajuda na identificação das áreas que são mais bem estruturadas e quais precisam de atenção.

Setting

Sendo que ele está disponível na internet e pode ser acompanhado por meio dos canais de divulgação das empresas. Por fim, o EBIT pode ser usado ainda como métrica de lucratividade. Nesse caso, utiliza-se a margem EBIT, que é determinada através da divisão do EBIT pela receita líquida.

O resultado deve ser dado em porcentagem e quanto maior for, melhor é o gerenciamento de custos operacionais do negócio. Em contrapartida, o EBITDA é o Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization ou em português Lucro antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização. Esse indicador é usado para averiguar a capacidade de geração operacional de caixa de uma companhia. 

A importância para o investidor

O lucro operacional é um importante indicador para os investidores, pois ele possibilita avaliar a capacidade de geração de lucro da companhia através da sua operação. Desse modo, o lucro operacional serve também para verificar a saúde financeira do negócio. 

Rede cred auto

Além disso, através do lucro operacional é possível identificar o quanto uma companhia lucraria se ela optasse por se concentrar exclusivamente em uma atividade-fim, sem a necessidade de nenhuma outra área de apoio. Sendo assim, o lucro operacional geralmente é um dos primeiros indicadores utilizados pelos investidores ao analisar empresas listadas na bolsa.

Entretanto, é importante não considerar esse indicador isoladamente. O mais recomendado é utilizar diversos indicadores antes de tomar uma decisão de investimento. Conheça agora mesmo alguns Indicadores fundamentalistas – Pra que servem e lista dos 12 principais

Fontes: Suno, Renovainvest e Endeavor

Imagens: Sebrae atende, Capital research, Administração, Setting e Rede cred auto

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos