O que é Ibovespa? Saiba como funciona esse índice da Bolsa


O Ibovespa é o Índice Bovespa. Em resumo, ele é o principal índice da bolsa de valores e sua carteira é composta pelas principais ações negociadas na bolsa.

É por isso que ele é tão importante e representa o mercado como um todo. Além disso, muitas pessoas confundem Ibovespa, Bovespa e B3 quando estão entrando no mercado.

Primeiramente, a B3 é a bolsa de valores brasileira, que antigamente se chamava Bovespa. Por outro lado, o Ibovespa é o Índice Bovespa. Enfim, no texto de hoje você vai conferir:

  • O que é Ibovespa

  • Como é composta a carteira teórica do Ibovespa

  • Quais ações fazem parte do Índice Bovespa?

  • Como o Ibovespa é calculado?

  • Importância do índice

  • Investir no Ibovespa

O que é Ibovespa

O Ibovespa, Índice Bovespa ou simplesmente IBOV, é o principal índice do mercado acionário brasileiro. Dessa forma, ele funciona como um termômetro de todo o mercado acionário.

Isso porque, ele mede, por meio de um sistema de pontos baseado em reais, a performance média de uma carteira teórica com as ações mais representativas e negociadas no mercado. 

Criado em 1968, o Ibovespa é um índice de retorno total.

Portanto, ele considera não apenas as variações nos preços das ações que fazem parte da sua carteira teórica, mas também reflete o impacto no pagamento de proventos das ações.

Como é composta a carteira teórica do Ibovespa

A B3 faz a reavaliação da composição da carteira teórica do Ibovespa a cada 4 meses.

Dessa forma, os principais critérios para uma ação entrar no índice são: ter boa liquidez e um grande volume financeiro negociado na B3.

Além disso, as ações e units de ações que fazem parte do Ibovespa precisam atender aos seguintes critérios:

  • Primeiramente, não podem ser ações com preço abaixo de R$ 1,00, chamadas de Penny Stock;
  • No último ano ter estado no pregão pelo menos 95% do tempo;
  • As ações devem ser ativos elegíveis que representam 85% do índice de negociabilidade dentro do período de um ano;
  • Por fim, devem possuir participação de volume financeiro de no mínimo 0,1% no mercado à vista. 

Um detalhe importante é que o peso das ações na pontuação do índice pode ser diferente e pode variar. Isso de acordo com o volume de ações de uma mesma empresa que fazem parte do índice.

Desse modo, se o índice subir não quer dizer que todas as ações que fazem parte da carteira também tiveram alta. Afinal de contas, algumas ações tem um peso maior do que outras e podem puxar o índice para cima ou para baixo.

Além disso, em relação à participação das empresas no índice, uma empresa não pode ter uma participação maior do que 20% em ações na composição do índice.

Quais ações fazem parte do Índice Bovespa?

As ações que fazem parte do Ibovespa são:

IBOV – Carteira do Dia 04/04/22
Código Ação
VALE3 VALE
PETR4 PETROBRAS
ITUB4 ITAUUNIBANCO
BBDC4 BRADESCO
B3SA3 B3
PETR3 PETROBRAS
ABEV3 AMBEV S/A
HAPV3 HAPVIDA
WEGE3 WEG
ITSA4 ITAUSA

Como o Ibovespa é calculado?

Os cálculos dos pontos do Ibovespa são feitos em tempo real. Desse modo, o resultado tem como base a cotação de cada ação que integra o índice, multiplicando pela quantidade teórica de ações que fazem parte da carteira.

Cada ponto vale 1 real. Sendo assim, se a pontuação do IBOV reflete o valor em real para comprar as ações que fazem parte da sua carteira teórica.

Por exemplo, se o Índice Bovespa estiver com uma pontuação de 85 mil pontos, significa que as ações que fazem parte da carteira estão valendo R$ 85 mil.

Importância do índice

O Índice Bovespa reflete o desempenho das principais ações negociadas na bolsa. Dessa maneira, ele serve como um parâmetro do comportamento do mercado de ações.

Portanto, ele é muito importante para quem investe em ações. Isso porque, ao analisar o índice, você pode conferir como está o mercado acionário e se vale a pena investir no momento.

Investir no Ibovespa

Como se trata de um índice, não de um ativo, não é possível investir diretamente no Ibovespa. Contudo, algumas opções existentes envolvem esse índice:

1- Minicontratos de índice

Em síntese, os minicontratos são negociados no mercado futuro e são baseados nas variações das pontuações do Ibovespa.

As cotações são medidas pelos pontos, que equivalem a 20% dos contratos cheios, portanto R$ 0,20 centavos cada. Além disso, o vencimento desse tipo de contrato é de maneira bimestral.

2- Contratos de índice

Negociados também no mercado futuro, os contratos de índice são baseados no índice Ibovespa. Dessa maneira, cinco contratos compõem um lote que, por sua vez, tem sua cotação baseada nos pontos do Ibovespa em reais.

Portanto, um ponto vale um real. Nesse tipo de contrato, o vencimento é predeterminado. 

3- Fundos de ações

Nesse tipo de investimento, compra-se cotas de um fundo de ações, como, por exemplo, o BOVA11 – ativo administrado por um gestor profissional, que segue a carteira teórica do índice Ibovespa.

Por seguir a carteira do Ibovespa, os seus resultados serão parecidos com os do índice

4- ETFs

Por fim, os ETF – Exchange Traded Funds, são espécies de fundos de índices disponíveis para negociação na bolsa de valores. Eles podem seguir outros índices, além do Ibovespa.

Além disso, sua rentabilidade é similar à pontuação do IBOV e pode, ainda, ser negociada como ação. 

Enfim, agora que você sabe o que é Ibovespa, veja o vídeo de Raul Sena, Investidor Sardinha, sobre a baixa do Ibovespa:

Enfim, gostou de conhecer o índice Ibovespa? Então, aproveite para descobrir onde investir em 2022.

Fontes: Clear, Toro investimentos e XP.

Conte-nos a sua opinião...