Regra 50-15-35: saiba o que é e como funciona para organizar suas finanças


A Regra 50-15-35 serve como uma divisão de orçamento. Desse modo, a intenção é dividir a renda mensal para cada tipo de gasto e, com isso, ter um maior controle das finanças pessoais.

O que é a Regra 50-15-35

A Regra 50-15-35 é uma forma de organizar o orçamento mensal. Ou seja, essa regra consiste em destinar porcentagens para cada tipo de gasto.

Sendo que os tipos de gastos são: despesas essenciais, obrigações financeiras e estilo de vida. Sendo assim, os números 50, 15 e 35 referem-se à porcentagem que será destinado a cada tipo de gasto.

Portanto, 50% da renda mensal é destinada a despesas essenciais. Já 15% da renda é para obrigações financeiras ou investimentos.

Por fim, 35% é para estilo de vida. A intenção ao dividir a renda em porcentagem é que você tenha um controle maior do destino do seu dinheiro.

Como funciona

A Regra 50-15-35 funciona como uma forma de dividir a sua renda mensal. Dessa forma, ao receber o seu salário você já deve dividir o dinheiro em 3 partes:

50% para despesas essenciais. São as despesas fixas que as pessoas têm todos os meses. Portanto, nessa categoria estão inclusos os gastos com:

  1. Moradia;
  2. Internet;
  3. Alimentação;
  4. Transporte;
  5. Plano de saúde;
  6. Mensalidade escolar e etc.

A ideia é que os gastos com despesas essenciais não ultrapassem os 50% da sua renda mensal. Contudo, se esses gastos consumirem mais da metade da sua renda, então talvez seja a hora de você rever o seu padrão de vida.

15% para compromissos financeiros. Essa parte da sua renda serve para pagar parcelas e dívidas. Caso você não tenha dívidas, você deve usar esse dinheiro para investir em ativos de renda fixa e renda variável.

Sendo que você pode investir tanto com o intuito de criar um patrimônio, quanto para realizar determinados objetivos, como viajar e comprar uma casa.

35% para estilo de vida. Essa parte da sua renda serve para gastos com a compra de produtos ou serviços que ajudam na saúde e no lazer.

Ou seja, não são itens vitais, mas são coisas que fazem parte do seu estilo de vida. Por exemplo, os gastos com a mensalidade da academia e com salão de beleza.

Exemplo

Para que você entenda na prática como funciona a Regra 50-15-35, vamos usar um exemplo. Vamos supor que você tenha um salário de R$ 2 mil. De acordo com a Regra 50-15-35, a sua divisão de orçamento seria:

  • Despesas essenciais – R$ 1 mil.
  • Prioridades financeiras – R$ 300,00.
  • Gastos relacionados com o seu estilo de vida – R$ 700,00.

Importância

A importância do uso de alguma divisão de orçamento, como é o caso da Regra 50-15-35, é que você consegue destinar partes da sua renda mensal para cada tipo de gasto.

Em outras palavras, adotar uma regra de divisão de orçamento é importante para que você tenha um controle maior dos seus gastos. Com isso, você consegue usar a sua renda de forma mais inteligente.

Além disso, como uma parte é destinada aos investimentos, você ainda consegue construir um patrimônio no longo prazo.

Por fim, a adoção dessa regra possibilita que você consiga realizar objetivos como, por exemplo, viajar, comprar uma casa ou um carro. Enfim, os objetivos da Regra 50-15-35 são:

  1. Garantir que você vai reservar uma parte da sua renda mensal.
  2. Priorizar suas despesas.
  3. Permitir que você saiba de forma clara para onde vai o seu dinheiro.

Como aplicar a Regra 50-15-35

Se você ficou interessado em aplicar a Regra 50-15-35, siga o passo a passo:

1- Organize seu orçamento. Confira quais são os seus gastos e em quais categorias eles se encaixam. Depois disso, verifique qual a porcentagem cada tipo de gasto corresponde no seu orçamento.

Se um dos tipos de gastos representar uma porcentagem maior do que a proposta na Regra 50-15-35, então você deve fazer um corte de gastos.

Por exemplo, se você gasta mais de 35% do seu orçamento com coisas relacionadas ao estilo de vida, você pode cortar gastos.

2- Planilhas e aplicativos. Você pode usar planilhas ou aplicativos para determinar os limites para cada tipo de despesa.

Desse modo, a cada gasto você adiciona na planilha ou aplicativo e consegue respeitar o teto de gastos para cada categoria.

3- Revise. Fique de olho nos seus gastos e revise o que for preciso. Inclusive, você pode mudar a regra de acordo com a sua situação financeira.

Por exemplo, você pode diminuir a porcentagem destinada a estilo de vida e construir uma reserva de emergência.

Além disso, se a Regra 50-15-35 não estiver se encaixando no seu orçamento e objetivos, você pode procurar por outro tipo de divisão.

4- Persistência. No começo talvez você ache chato ter que controlar os seus gastos.

Mas tenha persistência e continue a ter controle sobre as suas despesas. Com o passar do tempo você vai se acostumar e vai começar a notar os benefícios dessa estratégia. 

Enfim, gostou de aprender como usar a Regra 50-15-35? Então não deixe de conferir alguns outros textos que podem te ajudar a organizar a sua vida financeira. Por exemplo: Organização financeira – 10 Passos para equilibrar as finanças pessoais

Conte-nos a sua opinião...