10 dicas importantes para quem quer largar a CLT e empreender

Para quem quer largar a CLT e empreender, é preciso ter metas realistas e pesquisar o mercado. Conheça dicas importantes para empreender.

14 de junho de 2024 - por Sidemar Castro


Para quem quer largar a CLT e empreender, uma dica importante é definir metas realistas. Antes de começar, estabeleça metas claras e realistas para o seu negócio. Isso ajudará a manter o foco e a motivação.

Outra dica é encontrar um setor compatível, pesquisar e conhecer o mercado e o público-alvo. Desenvolver um planejamento completo e considerar a escolha de uma franquia, são outras opções.

Mas, acima de tudo, tenha paixão pelo empreendimento que você idealizou. Se você gosta do que faz, vai desempenhar a energia necessária para lidar com o trabalho e manter sua nova empresa.

Nesta matéria, apresentamos diversas dicas importantes para quem quer largar a CLT e empreender. Vamos a elas!

10 dicas importantes para quem quer largar a CLT e empreender

1) Defina metas realistas

Antes de começar, estabeleça metas claras e realistas para o seu negócio. Metas realistas fornecem uma direção clara para onde você quer que seu negócio vá. Elas ajudam a manter o foco nas atividades que têm o maior impacto no crescimento do seu negócio.

Metas podem aumentar sua motivação. Quando você atinge uma meta, isso pode dar um impulso significativo à sua confiança e entusiasmo. Ajudam na tomada de decisões, pois você tem um resultado desejado em mente. Isso pode tornar mais fácil decidir quais oportunidades seguir e quais evitar.

Ao atingir marcos ao longo do caminho, você pode ver o quão longe chegou e o que ainda precisa ser feito. As metas realistas, ajudam a gerenciar seus recursos de forma eficaz. Sabendo o que você quer alcançar, você pode alocar seu tempo, dinheiro e esforço de maneira mais eficiente.

Ao definir metas, é útil torná-las específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e limitadas no tempo (método SMART). Isso pode aumentar suas chances de sucesso em sua jornada empreendedora.

2) Encontre um setor compatível

Escolha uma área de atuação que esteja alinhada com seus interesses, habilidades e experiência. Isso aumentará suas chances de sucesso e satisfação profissional.

Antes de começar a empreender, é importante se identificar com aquilo que se gosta de fazer e alinhar a perspectiva financeira. Isso ajudará a definir o modelo de negócio ideal e a rentabilidade esperada. O início da jornada de empreendedorismo pode ser desafiador, então é fundamental desenvolver resiliência para se recuperar de adversidades e se adaptar às mudanças.

Investir em conhecimento constante e construir um networking sólido também é crucial. O modelo de negócios escolhido deve ser adequado à realidade do empreendedor. Realizar um estudo da realidade local ajuda a potencializar as chances de sucesso.

À medida que o negócio cresce, é importante compor uma equipe para dar conta das diferentes áreas do negócio, como atendimento ao cliente, produção, finanças, marketing e recursos humanos.

Não é recomendável arriscar tudo ao mesmo tempo. Comece devagar, com uma equipe enxuta e sem alocar todo o seu dinheiro. Fique atento ao retorno dos primeiros clientes e veja se a empresa tem possibilidade de se sustentar no mercado.

3) Pesquise e conheça o mercado e o público-alvo

Antes de se aventurar como prestador de serviços ou empresário, é fundamental pesquisar o mercado e entender seu público-alvo. Isso ajudará a identificar oportunidades e desenvolver estratégias eficazes.

Portanto, estude o mercado. Analise a concorrência, as tendências e as necessidades do mercado para entender melhor as oportunidades e desafios que você enfrentará.

Use ferramentas de pesquisa como o Google Trends, Google Forms, SEMRush e outros recursos online para coletar informações sobre o mercado e o público-alvo. Estude as estratégias de marketing e os fortes e fracos pontos dos concorrentes para entender melhor como você pode se diferenciar e melhorar. Antes de largar a CLT, é importante ter certeza de que o novo negócio vai valer a pena!

4) Desenvolva um planejamento completo

Elabore um plano de negócios detalhado que inclua metas financeiras, estratégias de marketing, análise de concorrência e projeções de crescimento. Um plano bem estruturado é essencial para o sucesso a longo prazo.

Quer dizer, escolha um modelo de negócios que seja viável e escalável, considerando as necessidades do mercado e do seu público. Estude o mercado e os concorrentes para entender melhor as oportunidades e desafios que você enfrentará.

Com o nicho de mercado identificado, desenvolva um plano de marketing para atrair clientes. Investir tempo e esforço no negócio é fundamental para o sucesso. Largar a CLT é uma grande decisão, e portanto precisa ser bem pensado!

5) Tenha paixão pelo empreendimento

Seja apaixonado pela causa. Se você não for, a iniciativa para manter o empreendimento é ainda mais difícil. Se você gosta do que faz, vai desempenhar a energia necessária para lidar com o trabalho.

A paixão ajuda a superar obstáculos e a iniciativa para manter o empreendimento, mesmo quando as coisas se tornam difíceis. Além disso, a paixão é essencial para se adaptar às mudanças e se recuperar de adversidades, o que é fundamental para o sucesso empreendedor.

6) Manter a CLT antes de se aventurar no empreendedorismo

Para manter duas jornadas de trabalho, a organização e a eficiência têm que ser suas melhores amigas. Tenha ciência de que você terá que fazer diversas coisas ao mesmo tempoe precisará fazê-las bem. Converse com as pessoas e analise feedbacks do seu trabalho.

Para trabalhar duas jornadas (CLT e empreendedorismo), a organização e a eficiência são fundamentais. Você terá que fazer diversas coisas ao mesmo tempo e precisará fazê-las bem. Antes de largar a CLT, tenha tudo planejado!

7) Tenha uma reserva de emergência

Atenção, esse é o item mais importante na hora de largar a CLT!! A reserva de emergência é um valor que empresas guardam para eventuais imprevistos, como a manutenção de uma máquina quebrada ou a contratação de mais colaboradores para dar vazão à demanda.

Ela ajuda a reduzir os impactos no caixa e no planejamento financeiro do negócio, permitindo que o empreendedor se planeje melhor e faça reduções de custos sem receios dos impactos negativos disso.

Além disso, a reserva de emergência é importante para garantir o capital de giro, que é o valor guardado para despesas do dia a dia da empresa, como conta de luz, salário e reposição de estoque. Se o capital de giro não for suficiente, a reserva de emergência pode suprir esse déficit.

8) Faça um cálculo de custos e uma previsibilidade de lucros

Calcular os custos é essencial para definir o preço de venda e garantir a lucratividade do negócio. Isso inclui custos fixos (aluguel, salários, etc.) e variáveis (matéria-prima, comissões, etc.).

Prever os lucros ajuda a entender se o negócio será rentável o suficiente para sustentar o empreendedor. Isso envolve calcular a margem de lucro, que mostra quanto a empresa lucra para cada R$ 1 vendido.

Definir o preço de venda corretamente é crucial para cobrir custos, despesas e garantir o lucro esperado. O método do mark-up é uma boa opção para isso. Fazer projeções de fluxo de caixa ajuda a entender se haverá dinheiro suficiente para pagar as contas e investir no crescimento do negócio.

9) Separe as finanças da empresa das pessoais

Separar as contas da empresa das contas pessoais ajuda a evitar confusão e a garantir que as finanças da empresa sejam gerenciadas corretamente. Permite controlar melhor as despesas da empresa e evitar gastos pessoais que possam afetar a saúde financeira do negócio.

Além disso, separar as contas mantém a transparência financeira e ajuda a evitar a mistura de fundos pessoais com os da empresa, o que pode causar problemas financeiros. Assim como permite uma gestão financeira mais eficaz, pois é possível monitorar melhor as receitas e despesas da empresa e tomar decisões informadas.

10) Considere empreender com uma franquia

Uma alternativa interessante para quem deseja saber como deixar de ser CLT e empreender, mas ainda busca alguma segurança, é o modelo de franquias. As franquias oferecem várias vantagens que podem facilitar a transição para o empreendedorismo.

Entre elas, as franquias oferecem um modelo de negócio já estabelecido e testado no mercado. Isso pode reduzir significativamente os riscos associados ao início de um novo negócio.

Os franqueados geralmente recebem suporte substancial do franqueador, incluindo treinamento, assistência na seleção do local, marketing e outros aspectos operacionais do negócio. Os custos de propaganda são rateados entre os franqueados da rede, o que pode resultar em uma redução substancial nos investimentos.

Fontes: Kumon, Terra, Rafael Carvalho, Bora Investir, Exame, Inteligência Financeira, Idea Partner

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos