Saiba como controlar uma carteira de fundos imobiliários

Montar e controlar uma carteira de fundos imobiliários envolve analisar os ativos antes de investir e fazer um acompanhamento depois.

8 de fevereiro de 2022 - por Jaíne Jehniffer


Com a queda dos preços das cotas dos fundos imobiliários, muitos investidores estão querendo saber como montar e controlar uma carteira de fundos imobiliários.

Sendo que um dos motivos desse aumento de interesse em FIIs é justamente porque os preços das cotas estão baixos. Afinal de contas, com a queda dos preços você pode comprar mais cotas com menos dinheiro.

Portanto, no texto de hoje eu vou te falar como montar e controlar uma carteira de FIIs. No entanto, você não deve considerar esse texto como uma recomendação de investimentos.

Como analisar fundos imobiliários?

A análise de Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) costuma ser vista por muitos investidores, como uma análise mais simples de fazer do que a análise de ações.

Apesar disso, você vai precisar sim de um bom tempo de análise antes de incluir um fundo na sua carteira de FIIs. Desse modo, antes de investir em um fundo, você deve analisar os seus indicadores.

Existem vários sites que disponibilizam os indicadores dos fundos de forma gratuita como, por exemplo, o Fundsexplorer.

Alguns fatores que você deve pesquisar antes de incluir fundos na sua carteira de FIIs são:

Saiba como controlar uma carteira de fundos imobiliários

Vamos considerar, por exemplo, o fundo KNRI11. No momento em que este texto está sendo escrito, a cota do KNRI11 está sendo negociada por R$ 38,884. O seu Dividend Yield está em 0,61% e o P/VP está em 0,83.

Vale destacar que você deve levar em conta vários indicadores em conjunto e não individual. Por exemplo, vamos supor que você quer investir em FIIs para receber renda passiva.

Neste caso, um fundo com um Dividend Yield alto pode atrair a sua atenção. Contudo, você não pode investir neste fundo apenas porque o DY é alto. Você deve levar em conta os outros indicadores também.

Por exemplo, o P/VP é muito importante. No caso do KNRI11 que está com P/VP de 0,83 significa que o investidor está pagando 0,83 centavos para cada 1,00 do patrimônio do fundo.

Nesse sentido, o P/VP ajuda a identificar se a cota está barata. Entretanto, assim como no caso do DY, você não deve considerar o P/VP sozinho. Afinal de contas, com este indicador você não sabe o motivo pelo qual a cota está baixa.

Exemplo de análise para uma carteira de FIIs

Vamos fazer uma breve análise do KNRI11 como exemplo. Lembrando que isso não é uma recomendação de investimentos.

Em resumo, o KNRI11 é um fundo de tijolo híbrido diversificado. Sendo assim, este fundo investe em imóveis de vários tipos. Sendo que ele tem imóveis em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Já em relação a vacância, o fundo tem mais de 90% de ocupação e uma pequena porcentagem de vacância. O Dividend Yield deu uma caída, mas depois voltou a subir de maneira consistente.

Enfim, esse é só um exemplo de alguns dados do KNRI11. No entanto, quando você for investir, não deixe de analisar detidamente cada indicador do fundo.

Depois de verificar os indicadores, procure pelo Relatório Gerencial do fundo. Nele você vai poder conferir o que o gestor tem a dizer sobre o desempenho do fundo.

Além disso, você vai poder conferir quais são as características e regras do fundo e verificar os documentos divulgados.

Faça ainda uma análise dos ativos do fundo. Por exemplo, se os imóveis estão em uma boa região ou em uma região problemática, quem são os clientes e afins.

Por fim, não deixe de comparar FIIs para que você possa escolher o melhor. Não tenha presa para colocar novos FIIs na sua carteira de fundos. É melhor analisar com calma, escolher bons fundos e ficar com eles durante muitos anos.

Como controlar uma carteira de fundos imobiliários?

A diversificação é um dos aspectos mais importantes de uma carteira de fundos imobiliários. Sendo que diversificar é uma forma de diluir os riscos, ao mesmo tempo em que aumenta as chances ganhos.

Os fundos imobiliários no Brasil são pequenos. Logo, às vezes, é preciso ter muitos FIIs para diversificar bem. Você pode diversificar, por exemplo, entre fundos de hospitais, lajes corporativas, shoppings e por aí vai.

Além de diversificar, é importante que você faça um acompanhamento dos FIIs da sua carteira. Isso é importante para você saber se algo mudou no fundo. Desse modo, pelo menos a cada 12 meses, não deixe de reavaliar o fundo.

Para saber melhor como analisar os FIIs e controlar a sua carteira de fundos imobiliários, assista ao vídeo de Raul Sena, o Investidor Sardinha:

E aí, gostou de aprender como montar e controlar uma carteira de fundos imobiliários? Então aproveite para aprender também Como sair do financiamento imobiliário?

Fonte: Roteiro de Raul Sena

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil