Como planejar a sua aposentadoria? Veja 13 dicas!


Confira abaixo várias dicas para que você possa planejar a sua aposentadoria o quanto antes para ter um futuro confortável:

1- Objetivo

O primeiro passo é definir o seu objetivo. No caso, você sabe que você quer se aposentar. Mas a definição de um objetivo não envolve apenas desejar algo.

Você precisa definir o que você irá realizar e colocar um prazo. Além disso, você precisa definir o quanto você precisará ter de patrimônio para poder realizar o seu objetivo.

Por exemplo, você pode definir que irá se aposentar no seu aniversário de 50 anos, tendo R$ 2 milhões investidos.

2- Conheça a sua realidade financeira

Conhecer a sua realidade financeira é importante para que você consiga se organizar, cortar gastos e poupar para a sua aposentadoria. Sendo assim, liste quais são os seus gastos fixos e variáveis.

Depois disso, confira onde você pode fazer cortes de gastos. Por fim, estabeleça o quanto você irá destinar por mês para investir com foco na sua aposentadoria.

3- Planejar a sua aposentadoria

O planejamento financeiro é essencial ao planejar a aposentadoria, pois ele servirá como uma espécie de guia.

Para fazer o seu planejamento, saiba qual é a sua renda, quais são os seus gastos, o quanto você vai poupar por mês e etc.

Com todas essas informações em mãos, você está pronto para definir metas para que você consiga se aposentar dentro do prazo previsto.

Ou seja, além do seu objetivo de se aposentar dentro de certo período, você também precisa definir metas. Isso porque as metas funcionam como passos que ao serem realizados, te colocam mais próximo do seu objetivo.

4- Padrão de vida na aposentadoria

Para que o seu planejamento da aposentadoria seja realista, você precisa definir como será o seu padrão de vida depois de aposentado.

Quanto mais alto for o seu padrão de vida na aposentadoria, mais você precisará investir.

Por exemplo, se você quer aproveitar para viajar e conhecer novos lugares depois de se aposentar, você vai precisar ter uma renda passiva dos investimentos bem alta. Logo, você precisará ter uma quantia significativa investida.

5- Controle as finanças para se aposentar

Saber controlar as finanças é essencial para planejar a sua aposentadoria. Afinal de contas, sem o controle das finanças, é possível que você gaste demais e não tenha dinheiro para reservar para a aposentadoria.

Você pode fazer esse controle de várias formas. Por exemplo, você pode anotar as entradas e saídas de dinheiro em um caderninho, em uma planilha do Excel ou em um aplicativo no celular.

O importante é que você fique de olho nas suas finanças e não gaste mais do que o planejado.

6- Planeje a sua aposentadoria o quanto antes

O ideal é começar a investir com foco na aposentadoria desde que você passa a ter uma renda. Principalmente, se você ainda mora com os seus pais, já que nessa situação, geralmente, a pessoa gasta menos e pode investir mais.

Já o valor a ser investido por mês varia bastante. Mas você pode poupar, por exemplo, 10% da sua renda para investir.

Contudo, se você tem poucos gastos, você pode aproveitar para poupar 20% ou 30% da sua renda. Lembre-se: quanto mais você poupar, mais cedo e com um padrão de vida melhor você poderá se aposentar.

7- Quais receitas você terá

Saiba quais serão as suas fontes de renda quando você se aposentar. Isso é importante para que você saiba exatamente o quanto você precisa investir e ter de renda passiva para se aposentar.

Caso contrário, você corre o risco de se aposentar e, depois de alguns anos, ter que voltar a trabalhar. Por exemplo, se você for aposentar com 45 anos, você, provavelmente, não terá a aposentadoria do INSS.

Dessa forma, você vai precisar ter investido uma quantia maior que te gere uma renda passiva mais alta para que você possa viver disso.

Por outro lado, caso for se aposentar mais velho, você pode contar com a renda passiva dos investimentos mais a aposentadoria do INSS.

Existe ainda a opção de contratar um plano de previdência privada, se essa alternativa se encaixar com os seus planos.

O plano de previdência tem algumas vantagens, como, por exemplo, um profissional que faz a gestão dos recursos. Logo, você não precisa analisar e escolher os ativos.

Contudo, ela também tem desvantagens como, por exemplo, as várias taxas que podem ser cobradas. Por isso, antes de escolher um plano, não deixe de analisar os prós e contras.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

8- Poupe e invista para se aposentar

Investir é essencial para quem planeja se aposentar com dinheiro suficiente para ter conforto. Nesse sentido, quanto antes você começar a investir pensando no seu futuro, melhor.

Até porque você não precisa se aposentar na velhice! Você pode definir uma idade em que quer aposentar e calcular o quanto você precisa ter investido para viver de renda.

Em outras palavras, se você investir bastante e alcançar a independência financeira, você não precisa esperar a terceira idade para poder se aposentar. Você pode se aposentar com 40 anos, por exemplo.

Uma dica extra é: invista todos os meses. A constância nos aportes é essencial para que, no longo prazo, você consiga criar o patrimônio desejado.

9- Estude sobre investimentos

Na dica anterior eu falei sobre investir. No entanto, você não deve simplesmente investir em qualquer ativo. Você precisa estudar sobre investimentos.

Por exemplo, por meio do curso A Única Verdade Possível, você aprende a investir do zero nos mais diversos tipos de ativos disponíveis no mercado.

Sendo que o mundo dos investimentos é dividido basicamente entre dois tipos de investimentos:

  1. Renda fixa. São os títulos com baixo risco. Neles o investidor empresta seu dinheiro em troca de uma taxa de juros. Sendo que desde a aplicação, o investidor já sabe como vai funcionar o retorno do ativo.
  2. Renda variável. Fazem parte da renda variável as aplicações com maior risco. Como são mais arriscadas, elas tendem a oferecer chances de altos retornos, por causa da relação entre risco e retorno.

A escolha entre investir em renda fixa ou renda variável vai depender de vários fatores como, por exemplo, seu perfil de investidor e objetivos.

10- Imóveis para alugar

Muitas pessoas pensam em investir em imóveis para locação. Neste caso, o intuito é viver com a renda do aluguel desses imóveis. Talvez essa seja uma boa opção para você.

Entretanto, em boa parte dos casos, aplicar em fundos de investimento imobiliário (FIIs) é mais vantajoso.

Isso porque investir em imóveis envolve lidar com inquilinos, o risco do imóvel ficar vago, fora os impostos. Já nos FIIs você não tem esses incômodos e os dividendos de FIIs são isentos.

11- Disciplina para se aposentar

Planejar a aposentadoria e projetar como será o seu padrão de vida é a parte mais fácil. O difícil mesmo é conseguir seguir o plano.

Como você, provavelmente, vai investir durante anos em prol de uma aposentadoria confortável, você precisa de muita disciplina.

Uma dica para se manter focado é pensar nos seus objetivos e evitar as tentações de gastar dinheiro atoa.

Se você for começar a investir com foco na aposentadoria enquanto ainda é jovem, vai precisar investir durante muitos anos um valor mais baixo.

Mas se você é mais velho, terá menos tempo para investir e os aportes terão que ser maiores. Independente da sua idade, ter disciplina é fundamental para realizar seu objetivo.

12- Reveja o plano

Depois de um tempo que você estiver colocando em prática o seu plano para a aposentadoria, verifique o que está dando certo ou errado.

Rever as suas estratégias é importante para que você consiga ajustar o que não estiver dando certo.

Com isso você vai melhorando as suas estratégias e aumenta as suas chances de conseguir alcançar o seu objetivo de se aposentar com conforto.

13- E o INSS?

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), é um mecanismo do governo que realiza o pagamento da aposentadoria e alguns outros benefícios.

Nesse sentido, todo trabalhador que contribui têm direito a se aposentar quando se enquadrar nas regras do INSS.

No entanto, o valor recebido nesta aposentadoria pode não ser o suficiente para manter o padrão de vida que você deseja. É por isso que investir com foco na aposentadoria é muito importante.

Assim, além de receber a aposentadoria do INSS, você tem ainda os rendimentos das suas aplicações. Com isso você pode ter uma velhice muito mais confortável financeiramente falando.

No texto acima eu te dei várias dicas de como planejar aposentadoria, tendo como fontes: Lotus capital, Porto seguro e Valor investe. Aproveite para conferir também algumas opções de fundos imobiliário para a aposentadoria.

Além disso, você pode gostar de descobrir quais são os tipos de aposentadoriaalternativas de ações para se aposentar

Conte-nos a sua opinião...