Fundos imobiliários para a aposentadoria – 5 Alternativas e como escolher

A maioria das pessoas que investem, desejam viver de renda. Uma boa maneira de fazer isso, é encontrar bons fundos imobiliários para a aposentadoria, já que eles proporcionam renda passiva.

4 de março de 2021 - por Jaíne Jehniffer


A maioria das pessoas que investem desejam viver de renda. Uma boa maneira de fazer isso, é encontrar bons fundos imobiliários para a aposentadoria, já que eles proporcionam renda passiva.

Os fundos são bons ativos para a aposentadoria, pois eles distribuem proventos mensalmente. Sendo assim, o investidor consegue uma fonte de renda passiva mensal.

Apesar de falarmos de cinco fundos para a aposentadoria, esse texto não deve ser considerado como uma indicação de investimentos. Afinal de contas, antes de aplicar em um fundo, você deve considerar alguns fatores como: gestão, taxas e histórico de rendimentos.

Como escolher fundos?

Ao escolher dentre os fundos imobiliários para a aposentadoria, é preciso considerar alguns critérios. Primeiramente, analise a gestão do fundo. Como o gestor é o responsável por investir o patrimônio do FII, as suas decisões influenciam diretamente no desempenho do fundo.

Outro quesito a se avaliar é a liquidez. Em síntese, a liquidez é a facilidade com que o investidor consegue resgatar o dinheiro aplicado. Dessa maneira, analisar a liquidez do fundo é importante para saber se é fácil vender as cotas ou não. Verifique também os valores cobrados nas taxas de administração e performance

Fundos imobiliários para a aposentadoria - 5 Alternativas e como escolher

Folha vitória

Outro critério fundamental, é o histórico dos fundos imobiliários para a aposentadoria. É claro que rentabilidade passada não garante rentabilidade futura.

Mas é preciso ter em mente que se um fundo tem um bom histórico, a probabilidade é que ele continue a apresentar bons resultados. Em contrapartida, um FII com histórico ruim, tem mais dificuldade em virar o jogo.

Por fim, ao escolher um fundo imobiliário é preciso analisar a localização dos imóveis que ele investe. Isso porque a localização influencia diretamente na rentabilidade do fundo. Portanto, é preciso verificar se os imóveis do fundo estão bem localizados e estão diversificados em diferentes regiões. 

Tipos de fundos

De acordo com o tipo de ativo que os fundos imobiliários investem, podemos classificá-los em dois tipos:

1- Fundos de Tijolo: Os fundos imobiliários de tijolo investem em imóveis físicos, com o objetivo de obter lucros com a locação ou venda dos imóveis. Desse modo, além de obter proventos advindos dos aluguéis, o cotista pode ainda ter suas cotas valorizadas de acordo com a valorização dos imóveis. 

Valor investe

Alguns exemplos de imóveis adquiridos por fundos de tijolo são: shoppings, lajes corporativas e galpões logísticos. Além disso, o fundo pode ser categorizado de acordo com o segmento que ele investe, por exemplo: fundos de shoppings centers, hospitais e agências bancárias.

2- Fundos de papel: Os fundos imobiliários de papel optam por investir em outros fundos ou em ativos do setor imobiliário, como por exemplo, LCI e CRI. Nesse caso, o investidor recebe os juros obtidos com os papéis e não existe a possibilidade de valorização de imóvel, como no fundo de tijolo.

Cinco fundos imobiliários para a aposentadoria

Agora que você sabe como analisar um fundo imobiliário e os tipos existentes, conheça 5 FIIs para a aposentadoria:

1- CSHG Logística Fundos de investimento Imobiliário (HGLG11)

O HGLG11 é um fundo de logística, que busca obter renda com base na exploração de parques logísticos e centros de distribuição. Portanto, este FII para a aposentadoria ganha dinheiro tanto por meio de aluguéis, quanto na valorização e comercialização dos imóveis.

Atualmente, ele conta com 14 parques logísticos espalhados pelos por Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. A receita desse FII para a aposentadoria, é dividida em aluguéis (que correspondem a mais de 70.4% da receita), recebíveis imobiliários, investimento em outros fundos e investimentos em renda fixa.

No momento em que esse texto está sendo escrito, as cotas desse FII para a aposentadoria, estão sendo negociadas por R$ 175,08. Como indicadores temos um Patrimônio Líquido de 2,7 bi, um P/VP: 1,21 e um Dividend Yield anualizado de 6,20%. Além disso, o último rendimento por cota foi de R$ 0,78:

fundos imobiliários para a aposentadoria

2- Kinea Renda Imobiliária Fundo de Investimento Imobiliário (KNRI11)

O Kinea é um fundo de investimento do tipo tijolo. Dessa forma, ele busca obter renda por meio da exploração de imóveis físicos. Sendo que seus dois principais campos de atuação são imóveis corporativos e logísticos.

Este FII para a aposentadoria, conta com 19 ativos. Sendo assim, são 9 centros de distribuição e 10 lajes corporativas distribuídas entre os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

A receita desse FII para a aposentadoria, é dividida entre logística e escritório: fundos imobiliários para a aposentadoria

Já em relação aos segmentos, esse FII para a aposentadoria se divide entre: serviços, financeiro, comércio, engenharia, indústria, logística, tecnologia e outros.

No momento, as cotas desse FII para a aposentadoria estão sendo negociadas por R$ 157,67. O seu Patrimônio Líquido é de 3,8 bi. O seu P/VP está em 1,02 e o Dividend Yield anualizado é de 4,98%. Por fim, vale ressaltar que o último rendimento por cota foi de R$ 0,69. 

3- Vinci Shopping Centers Fundo de Investimento Imobiliário (VISC 11)

O VISC11 é um fundo de tijolo, que busca lucrar com a exploração de shoppings. Desse modo, ele obtém renda por meio de aluguéis de shoppings próprios e participações. O portfólio desse FII para a aposentadoria é composto por 15 imóveis com diferentes relevâncias na receita.

Enquanto esse texto está sendo escrito, as cotas desse FII para a aposentadoria, estão custando R$ 114,67. Como indicadores do fundo, temos um Patrimônio Líquido de 1,7 bi e P/VP de 0,97. Já o Dividend Yield anualizado está em 3,56% e o último rendimento por cota foi de R$ 0,60:

fundos imobiliários para a aposentadoria

4- BTG Pactual Fundos de Fundos (BCFF11)

O BCFF11 é fundo de fundo, ou seja, a sua receita vem dos dividendos distribuídos por outros fundos. Isso significa que ele proporciona uma grande diversificação, já que investe em outros fundos. No momento, este FII para a aposentadoria está diversificado em mais de 67 fundos, dos quais os mais relevantes são:

Atualmente as cotas desse FII para a aposentadoria estão custando R$ 91,30. O seu Patrimônio Líquido está em 1,7 bi e o P/VP está em 1,09. Já o Dividend Yield anualizado é de 6,08% e o último rendimento por cota foi de R$ 0,56:

fundos imobiliários para a aposentadoria

5- Hedge Brasil Shoppings (HGBS11)

Para finalizar a nossa lista de fundos imobiliários para a aposentadoria, temos o HGBL11, um fundo de tijolo. Assim como o Vinci, ele é um fundo de shoppings centers que busca obter renda por meio de aluguéis de shoppings próprios e participações. Em termos de receita, o fundo obtêm renda da seguinte maneira:

Esse FII para a aposentadoria, conta com 17 shoppings centers nos estados de Mato Grosso, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Já em relação aos ativos com maior relevância na receita desse FII para a aposentadoria, temos o seguinte: 

fundos imobiliários para a aposentadoria

Neste momento as cotas desse FII, estão sendo negociadas por R$ 215,03. O seu  Patrimônio Líquido é de 2,2 bi e o P/VP está em 0,99. Já o Dividend Yield anualizado está em 3,03% e o último rendimento por cota: R$ 0,80. 

fundos imobiliários para a aposentadoria

Agora que você conhece um pouco sobre os fundos imobiliários para a aposentadoria, veja o vídeo de Raul Sena e conheça mais sobre esses ativos:

Enfim, agora que você conhece alguns FIIs para a aposentadoria, aproveite para descobrir o Quanto você precisa investir para viver de renda?

Fontes: Levante e F.

Imagens: Es Brasil, Valor investe e Folha vitória

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil