Treasuries: o que são e como eles influenciam o mercado


Os Treasuries são o Tesouro Americano. Ou seja, eles são um tipo de investimento norte-americano equivalente ao Tesouro Direto do Brasil.

Recentemente esse tipo de investimento se tornou muito famoso. Isso porque o retorno oferecido por esses ativos aumentou, o que tornou esses títulos muito atrativos para os investidores.

O mercado e os Treasuries

Com o aumento da taxa dos Treasuries, esses ativos se tornaram bem atrativos para os investidores.

Sendo que essa alta que os títulos tiveram é considerada normal em um mercado pós crise. Apesar disso, muitos investidores optam por mudar as suas carteiras.

Desse modo, muitos investidores saíram do mercado de ações e aplicaram nos Treasuries. Afinal de contas, os Treasuries são menos arriscados e oferecem um bom retorno.

O que o Fed e o BCE dizem sobre a alta

O Federal Reserve dos Estados Unidos (FED) e o Banco Central Europeu (BCE) minimizam a gravidade da alta de juros dos Treasuries.

Além disso, eles explicaram que esta alta é comum em um cenário pós-crise da pandemia. O FED previu ainda um bom crescimento para o país.

Ele assegurou ainda que a taxa de juros vai ficar entre zero e 0,25% até o primeiro trimestre de 2024.

Essa é uma informação que poderia conter o número de investidores que estão deixando a bolsa e aplicando em Treasuries. No entanto, o retorno oferecido pelos Treasuries é atrativo demais.

Existe ainda a questão do número de pedidos de seguro desemprego. Isso porque, com mais desempregados, o risco de aumentar a inflação é maior. Esse é um fator que impacta na decisão das pessoas em optar pelos Treasuries.

Para você ter uma ideia, de acordo com dados divulgados no dia 25 de março de 2021, foram feitos 658 mil pedidos de seguro desemprego e esse número continuou a subir.

Enfim, os números de pedidos de desemprego nos EUA foram:

  • Dados de 1º de Abril/21: 728 mil pedidos
  • Dados de 8 de Abril/21: 744 mil pedidos

Segundo o FED, existe ainda o cenário de melhora no cenário econômico depois da crise do Covid-19 e expectativa por emissão de títulos do tesouro.

Portanto, com o crescente número de pessoas vacinadas no país, é normal que o comércio e a indústria voltem a aquecer.

O que são Treasuries?

Os Treasuries são o Tesouro Americano. Sendo que o seu funcionamento é bem parecido com o Tesouro Direto do Brasil.

Dessa forma, ao investir em Treasuries você está emprestando dinheiro para o governo em troca de uma taxa de juros.

Além disso, assim como no caso do Tesouro Direto, os Treasuries são usados, sobretudo, por investidores mais conservadores que não gostam de correr riscos.

Vale destacar que durante a pandemia, investir nesse tipo de título não era muito atrativo. Isso porque, as taxas de juros no mundo todo foram reduzidas.

Mas em um cenário pós-crise, as taxas de juros voltaram a subir. Logo, o retorno oferecido por esses títulos se tornou mais atrativo.

Com isso, muitos investidores se interessaram em investir em Treasuries. Afinal de contas, é um tipo de ativo que além de estar oferecendo bons retornos, ainda proporciona segurança.

Enfim, no Brasil, existe 3 tipos de títulos de Tesouro Direto:

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

  • Tesouro Prefixado, Tesouro Selic e o Tesouro IPCA

Por outro lado, nos Estados Unidos existem quatro tipos:

Quais são os tipos?

Os títulos do Tesouro Direto no Brasil, se diferenciam em relação ao tipo de rentabilidade. Por exemplo, o Tesouro Selic rende de acordo com a taxa Selic, ao passo em que o Tesouro IPCA+ rende o IPCA mais uma taxa de juros.

Por outro lado, os tipos de Treasuries são de 4 tipos: 3 estão relacionados com o prazo de resgate e um está atrelado com a inflação. Entenda mais sobre cada um deles:

1- T-Bills

O T-Bills é um título de curto prazo. Sendo assim, o seu vencimento é de até um ano. Vale destacar que vários países usam esse tipo de investimento como base para seus rendimentos.

2- T-Notes

Já os T-Notes são os títulos cujo prazo de vencimento é mais longo. Dessa forma, o vencimento fica em torno de 2 a 10 anos.

Esse tipo de título está atraindo muito a atenção dos investidores. Isso porque, eles podem ser usados como uma previsão do que acontecerá com o mercado em relação à inflação e o crescimento.

3- T-Bonds

Os T-Bonds contam com um prazo de vencimento bem mais longo do que os tipos anteriores. Neste caso, o prazo é de 20 a 30 anos.

Como o prazo é bem longo, esse tipo de título costuma ser usado para objetivos de longo prazo, como a aposentadoria, por exemplo.

4- TIPS

Por fim, temos os TIPS com remuneração atrelada à inflação. Ou seja, eles são parecidos com o nosso Tesouro IPCA+. Em relação ao prazo, esses títulos podem ser de 5, 10 ou 30 anos.

Eu posso investir em Treasuries no Brasil?

Sim. Mas para isso você precisa ter uma conta em uma corretora nos EUA para facilitar na compra dos títulos.

Sendo que você pode abrir uma conta em uma corretora no exterior de forma bem fácil, mesmo morando no Brasil. Isso porque, existem corretoras no exterior com foco no atendimento a brasileiros.

Outra opção para investir em Treasuries, só que de forma indireta, é por meio de ETF – Exchange Traded Fund, um tipo de fundo de investimento.

Os Treasuries vão mudar o cenário de investimento nos EUA?

A mudança de investimentos é normal no mercado. Isso porque, o investidor sempre irá procurar pelo investimento com melhor rentabilidade e segurança.

Segunda a gestora de renda variável da EQI Asset, Aline Cardoso, “o que vemos hoje ainda é uma rotação dentro da bolsa. O ano passado foi um período em que a tecnologia performou muito bem.

Todas as empresas do ‘fique em casa’ se favoreceram, como o e-commerce e tecnologia em geral. Ficaram para trás as empresas que fecharam as portas e as dos setores cíclicos. Agora, os investidores estão indo para essas”, avalia.

Vale destacar que a importância desses títulos vai além dos retornos oferecidos aos investidores. Isso porque, as taxas desses ativos servem como referência para contratos de crédito e financiamentos imobiliários, por exemplo.

Portanto, o retorno desses títulos influencia não apenas as tomadas de decisões por parte dos investidores, mas também o mercado como um todo.

Enfim, gostou de aprender sobre os Treasuries? Então não deixe de conferir também como diversificar sua carteira ao investir no exterior.

Fontes: Eu quero investir e Cnn Brasil.

Bibliografia:

Treasuries: entenda o que são e porque viraram notícia no mundo. Eu quero investir. Acesso em 01 de julho de 2022.

Conte-nos a sua opinião...