Por que investir em Bitcoins e outros criptoativos?

A duvida de por que investir em bitcoin é constante, e muitas pessoas desconfiam dos bitcoins e outros criptoativos. Leia e saiba mais.

6 de outubro de 2020 - por Sidemar Castro


A dúvida de por que investir em Bitcoin é recorrente, afinal, muitas pessoas ainda olham com desconfiança para a moeda digital. Entretanto, boa parte dessa desconfiança resulta da falta de informação sobre os processos que envolvem os Bitcoins.

Portanto, nessa matéria, explicaremos como o Bitcoin funciona; assim, você entenderá o por que de investir em Bitcoins. Afinal, essa moeda digital é mais segura do que os bancos, sendo praticamente impossível fraudar o seu sistema.

Apesar de explicar o funcionamento e por que investir em Bitcoin, esse artigo não é uma recomendação de investimento. Antes de investir, é preciso que você defina suas metas e objetivos e descubra qual o melhor tipo de investimento para o seu perfil de investidor.

O que é Bitcoin

A palavra Bitcoin vem do inglês onde bit se refere a menor unidade de armazenamento de informação, e coin significa moeda. Em outras palavras, Bitcoin é uma moeda digital independente de instituições financeiras. Exatamente por essa independência, que muitas pessoas não confiam na criptomoeda e não compreendem o por que investir em Bitcoin. 

Entretanto, o Bitcoin foi criado para que todas as pessoas do mundo possam realizar transações de maneira online totalmente sem intermediários. Isso significa que bancos, governos e outras instituições financeiras passam a ser desnecessários.

Como funciona para investir em Bitcoin

Para entender o por que investir em Bitcoin é interessante, primeiro, é preciso compreender como a moeda digital funciona. Para usar os Bitcoins é simples. Em resumo, basta fazer a transferência da moeda digital da sua carteira para a carteira da outra pessoa.

No sistema tradicional, ou seja, no sistema centralizado, você faz uma transferência do tipo TED e precisa do intermédio do banco. Dessa maneira, suponhamos você transfira R$ 30.000 para uma pessoa. Porém, essa pessoa afirma que não recebeu. Nesse caso, quem vai confirmar ou negar que essa transação aconteceu é o banco.

Por outro lado, no caso do Bitcoin, os próprios usuários validam todas as operações, e elas ficam gravadas em um registro público chamado BlockchainDessa forma, a validação da transferência da moeda digital, é feita utilizando um problema matemático complexo. Quando esse problema é resolvido por um computador, essa transação é validada por outros computadores plugados à essa rede. 

Em resumo, se essa transação for aceita pela maioria dos computadores que integram a rede, ou seja, mais de 50%, esse novo bloco é validado e passa a integrar a rede com as informações que ele transporta.

Desse modo, essa validação só é possível graças ao modelo distribuído, onde todos os computadores ligados à rede são capazes de armazenar, validar, e transferir a moeda digital. Logo, todo mundo que utiliza Bitcoin é também um regulador da rede.

Registro do Bitcoin

Um bloco da Blockchain é como um livro de registros de Bitcoin. Dessa maneira, cada nova informação acrescentada no livro precisa resolver um problema matemático para ser integrada ao sistema.

Por fim, se alguém alterar uma informação falsa na Blockchain, toda a rede de computadores rejeita esse bloco, essa informação falsa da moeda digital não é validada, portanto não existe. Esse sistema garante a segurança da rede e é um dos motivos do por que investir em Bitcoin.

por que investir em Bitcoins

Em resumo, dentro da blockchain estão todas as transações já realizadas, e sempre que uma quantidade específica de transações acontece, é criado um novo bloco.

Cada bloco criado precisa validar os blocos anteriores solucionando um problema matemático de alta complexidade. Logo, quanto mais antigo o bloco, mais seguro ele fica. Sendo assim, o sistema da moeda digital é extremamente seguro.

Hash do Bitcoin

Cada bloco tem um Hash, que garante que esse bloco é único, como um nome próprio. Em geral, cada bloco contém dois Hashs, o Hash dele próprio e o Hash do bloco anterior, que contém todas as informações anteriores a esse bloco.

A criação de novos blocos depende dos mineradores. Os mineradores são pessoas que utilizam seus computadores para resolver os problemas matemáticos e como recompensa recebem moeda digital.

Em outras palavras, os computadores resolvem os problemas matemáticos, e como isso exige uma grande capacidade computacional, os donos deles recebem frações de Bitcoin como pagamento. Ou seja, são termos que influenciam no por que investir em Bitcoin.

Atualmente, existem diversos computadores ao redor do mundo tentando resolver os problemas matemáticos para ganhar moeda digital.

No entanto, no começo a rede era tão pequena, com tão poucos usuários, que qualquer um poderia fazer isso em casa. Entretanto, hoje o gasto energético e computacional é tão grande que somente empresas conseguem fazer isso. 

Fraudes no Bitcoin

Ao saber o por que investir em Bitcoin é importante compreender que, quando um computador encontra a solução para o problema, ele informa os outros que estão tentando. Rapidamente os outros conferem se a solução é válida.

Então, se os computadores validam que essa operação está certa, um novo bloco é criado. Ao fazer isso, todos os blocos anteriores são checados. Dessa forma, quanto mais antigo é um bloco na blockchain, mais seguro ele é.

Em média, a cada 10 minutos um novo bloco é adicionado. Isso significa que é muito difícil fraudar o sistema da moeda digital. Imagine que você queira criar um bloco falso e acrescentar que recebeu 30 Bitcoins. Se esse bloco for adicionado, todos os computadores da rede vão receber essa informação. 

Porém, esse bloco foge das regras do sistema, já que não foi minerado, não foi criado da maneira correta. Você cria esse bloco e só vai validá-lo, então essa transação não existirá na rede. Ao criar esse bloco, todos os próximos blocos vão nascer adulterados na sua rede e o resto da rede vai rejeitar a informação dos falsos Bitcoins.

A única maneira de fraudar a rede, seria se você detivesse 51% do poder computacional da rede. Isso porque, com esse poder computacional, todos os seus computadores validando a informação, você teria realizado o chamado ataque 51%

Porém, é muito difícil fazer isso, pois a rede de Bitcoin cresce diariamente e quanto mais ela cresce, mais segura ela fica. Sendo assim, quanto mais usuários mais seguro. Além disso, o gasto para realizar esse ataque seria multibilionário, não valeria a pena. 

Sistemas bancários X moeda digital

Os bancos tradicionais possuem sistemas centrais de armazenamento de dados. Portanto, o ataque de um hacker é perfeitamente possível. Já no caso da moeda digital, os dados estão distribuídos em todo o mundo, logo, além de ser mais difícil de atacar, ainda possui uma transparência maior. 

A transparência está no fato de que todo mundo sabe exatamente quantas unidades de Bitcoin existem e quantas foram transacionadas diariamente. Com isso, é possível saber exatamente a quantidade de Bitcoin disponível e o por que investir em Bitcoin.

Vale lembrar que a moeda digital só é criada através do processo de mineração. Isso significa que nenhum governo ou empresa pode criar Bitcoin artificialmente, como é o caso do real, por exemplo. Além disso, o Bitcoin possui um limite de 21 milhões de unidades.

Depois que esse limite se esgotar, não existirão moedas para serem mineradas. Justamente por essa razão, o Bitcoin é considerada uma moeda deflacionária. Outro conceito muito discutido sobre a moeda virtual é a questão do lastro. Muitos críticos do Bitcoin, dizem que ele não tem lastro.

Mas, atualmente, nenhuma moeda é lastreada, a única coisa que segura o poder de uma moeda é a confiança no governo que a emitiu e a crença da população nesse governo. Por isso, da mesma forma, se as pessoas acreditam que o Bitcoin tem valor, ele passa a ter valor.

Como investir em Bitcoin

Como dito anteriormente, antigamente era possível realizar a mineração do Bitcoin, contudo, hoje em dia é complicado. Porém, existe uma forma mais fácil de se ter investir em Bitcoin. Basta criar uma conta em uma corretora de criptomoedas.

As corretoras que realizam esse tipo de operação são chamadas de Exchanges. As operações por esse meio são totalmente seguras e anônimas. Desse modo, é interessante comprar frações de Bitcoin, pois um Bitcoin inteiro custa bem caro.

Depois de investir em Bitcoin, é recomendado guardá-los em uma carteira de Bitcoin, que são aplicativos no celular ou no computador.

Por que investir em Bitcoin e em outras criptomoedas?

Os motivos para investir em moedas digitais são os mais diversos, tais como:

1. Segurança ao investir em Bitcoin

A segurança é um dos principais motivos para investir em Bitcoin, já que o sistema da criptomoeda é muito mais seguro do que os bancos tradicionais. Um dos motivos que o torna tão seguro é o fato de ser descentralizado e as transações serem verificadas por vários computadores.

Existem várias considerações de segurança ao investir em Bitcoin:

  • Volatilidade: O preço do Bitcoin pode ser extremamente volátil.
  • Risco de Perda Total: O investimento envolve risco, incluindo o risco de perda total.
  • Manipulação de Mercado: O Bitcoin pode ser mais suscetível à manipulação de mercado do que os títulos.
  • Segurança da Carteira: Sua criptomoeda é tão segura quanto a carteira de criptomoedas em que você a mantém. Se você perder a senha da sua carteira ou se outra pessoa obtiver acesso a ela, você perderá seu Bitcoin.
  • Anonimato: Se o anonimato faz parte da sua definição de segurança, o Bitcoin pode não ser totalmente seguro.
  • Sem Valor Inerente: O Bitcoin é único no mundo do investimento, pois não tem valor inerente.

2. Crescimento da adesão ao investir em Bitcoin

A quantidade de investidores interessados em Bitcoin está crescendo em todo o mundo, o que pode levar à uma valorização da moeda digital. Além disso, comerciantes também estão aos poucos passando a aceitar o Bitcoin como meio de pagamento em seus estabelecimentos.

O investimento em Bitcoin tem visto um crescimento significativo. O tamanho do mercado global de criptomoedas foi avaliado em USD 826.6 milhões em 2020 e está projetado para crescer de USD 910.3 milhões em 2021 para USD 1,902.5 milhões em 2028, exibindo um CAGR de 11.1% durante o período de 2021-2028.

No entanto, é importante notar que o mercado de Bitcoin é volátil e os investidores devem estar preparados para grandes quedas também.

3. Proposta de valor

Outro motivo para investir em moeda digital é que o Bitcoin se adequa ao ambiente macro. Sendo que, ele é usado por alguns investidores como uma maneira de proteger o patrimônio contra a inflação.

Assim sendo, existem várias propostas de valor associadas ao investimento em Bitcoin:

  • Dinheiro Sólido: Os princípios do Bitcoin são baseados fortemente na ideia de dinheiro sólido.
  • Resistência à Censura: Por sua natureza, o Bitcoin é bastante resistente à censura.
  • Irrevogabilidade: Os pagamentos não estão sujeitos aos caprichos de um terceiro para anular a transação.
  • Pagamentos Baratos: O Bitcoin permite realizar pagamentos a um custo relativamente baixo.
  • Valores Fundamentais: O Bitcoin é baseado em uma série de valores fundamentais.
  • Proposta Única: O Bitcoin tem características definidoras que o tornam um ativo único. Além de funcionar como meio de pagamento (pelo menos parcialmente) e ferramenta de diversificação, parte da proposta de valor do Bitcoin decorre de seu valor como uma posição curta nas modernas políticas monetárias expansionistas.

4. Halving do Bitcoin

O fato de que o Bitcoin passa por halving faz com que ele seja escasso e mantenha seu valor. Sendo assim, esse é um bom motivo para investir nessa moeda digital e se proteger da inflação.

O “Halving” do Bitcoin é um evento programado que ocorre aproximadamente a cada quatro anos (ou a cada 210.000 blocos de transações). Durante este evento, a recompensa que os mineradores recebem por adicionar novos blocos à blockchain do Bitcoin é reduzida pela metade. Isso significa que a quantidade de novos bitcoins criados e ganhos pelos mineradores diminui pela metade.

Por exemplo, quando o Bitcoin foi lançado em 2009, a recompensa por bloco era de 50 bitcoins. O primeiro halving, que ocorreu em 2012, reduziu essa recompensa para 25 bitcoins. O segundo halving, em 2016, reduziu a recompensa para 12,5 bitcoins, e o terceiro halving, em 2020, reduziu a recompensa para 6,25 bitcoins.

O próximo halving, que está previsto para ocorrer em 2024, reduzirá a recompensa para 3,125 bitcoins.

O halving é significativo porque reduz a taxa na qual novos bitcoins são gerados, diminuindo efetivamente a oferta disponível. Isso pode levar a um aumento no preço se a demanda pelo Bitcoin permanecer forte. No entanto, é importante notar que muitos fatores podem influenciar o preço do Bitcoin.

5. Bom desempenho

Outro motivo para investir no Bitcoin é o bom desempenho da moeda. De vez em quando surgem boatos de uma cruz da morte da criptomoeda. Contudo, se você investe com foco no longo prazo, as possíveis desvalorizações de curto prazo podem ser uma oportunidade e não uma desvantagem. 

Assim, o Bitcoin tem tido um bom desempenho ao longo dos anos. O preço do Bitcoin é conhecido por ser altamente volátil, mas apesar disso, tornou-se o ativo de melhor desempenho de qualquer classe (incluindo ações, commodities e títulos) na última década – subindo impressionantes 9.000.000% entre 2010 e 2020.

6. Superação do valor

Apesar do Bitcoin ser uma moeda digital que passa por constantes oscilações, historicamente ele sempre consegue superar suas quedas de preço. Ou seja, mesmo que ele passe por uma forte queda no curto prazo, é muito provável que ele vai subir no médio e longo prazo.

No entanto, é importante notar que muitos fatores podem influenciar o preço do Bitcoin e o desempenho passado não é garantia de resultados futuros. Atualmente, 1 Bitcoin é igual a 181.955,00 BRL.

7. Características

Outro motivo para investir em Bitcoins são suas características principais tais como rapidez na transferência de valores, baixo custo, descentralização, segurança, privacidade financeira e independência política. Essas características podem ser úteis também como parâmetro para verificar se ainda vale a pena ter Bitcoin na carteira:

Investir em Bitcoin tem várias características distintas:

  • Rápido e Instantâneo: As transações de Bitcoin são rápidas e instantâneas.
  • Configuração de Carteira: A configuração do Bitcoin é feita através de carteiras online e offline.
  • Taxa de Processamento Mínima: A taxa de processamento para transações de Bitcoin é mínima.
  • Transação Irreversível: As transações de Bitcoin são irreversíveis.
  • Escassez: O Bitcoin tem um fornecimento limitado, o que pode aumentar seu valor.
  • Divisibilidade: O Bitcoin pode ser dividido em muitas denominações menores.
  • Aceitabilidade: O Bitcoin é aceito por uma crescente comunidade de usuários e comerciantes.
  • Portabilidade: O Bitcoin pode ser facilmente transportado e trocado.
  • Durabilidade: O Bitcoin tem uma longa vida útil.
  • Alto Risco e Alta Recompensa: O Bitcoin é conhecido por sua alta volatilidade, o que significa que pode haver grandes recompensas, mas também grandes riscos.

8. Descentralização do Bitcoin

Um dos principais motivos para investir em Bitcoin é a descentralização. O fato de ser descentralizado faz com que o preço da moeda digital seja regulado pela lei da oferta e desmanda e não por controle do estado. Sendo assim, o governo não pode simplesmente interferir no preço do Bitcoin nem emitir novas moedas.

Em conclusão, os motivos para investir em Bitcoins são os mais variados tais como proteção contra inflação, a possibilidade de se valorizar bastante com o aumento da adesão, descentralização e suas características particulares.

Existem riscos nesses investimentos?

Sim, existem vários riscos associados ao investimento em Bitcoin e outras criptomoedas. Aqui estão alguns deles:

  • Volatilidade: O preço do Bitcoin e de todas as criptomoedas é incrivelmente volátil porque é uma moeda e um mercado muito jovem.
  • Risco de Perda Total: O investimento envolve risco, incluindo o risco de perda total. A criptomoeda como classe de ativos é altamente volátil, pode se tornar ilíquida a qualquer momento e é para investidores com alta tolerância ao risco.
  • Manipulação de Mercado: A criptomoeda pode ser mais suscetível à manipulação de mercado do que os títulos.
  • Consumo de Energia: O alto consumo de energia para a mineração das moedas é considerado um dos principais desafios para a aceitação das criptomoedas.
  • Uso em Atividades Criminosas: O suposto uso em atividades criminosas que podem não ser fáceis de mapear é considerado um dos principais desafios para a aceitação das criptomoedas.
  • Ausência de Garantia Soberana: As criptomoedas não têm nenhuma garantia soberana ou aprovação.

Note que é importante fazer sua própria pesquisa e considerar cuidadosamente seus objetivos e tolerância ao risco antes de investir em criptomoedas.

Assim sendo, cabe ao investidor analisar se esses motivos para investir em Bitcoins são condizentes com seus objetivos pessoais e perfil de investidor. Para saber mais sobre por que investir em Bitcoin, veja o vídeo de Raul Sena, o Investidor Sardinha e entenda mais sobre o Bitcoin:

Fontes: Nelogica, Seu Dinheiro, Launchpad, Coinext, XPEducação, Exame, Beincrypto

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil