Como investir sendo menor: veja as 3 melhores dicas!


É possível investir em ações sendo menor de idade. É claro que o recomendado é ter instrução e supervisão dos pais, afinal de contas, as ações fazem parte da renda variável, logo, o risco é alto.

Mas começar desde cedo é muito importante. Isso porque a criança aprende desde a infância a importância do dinheiro e como cuidar dele. Ou seja, ela já cresce com educação financeira.

Como investir sendo menor? É recomendável?

Sim, é recomendável que as crianças invistam. Isso porque, ao começar a investir desde jovem, elas entendem o valor do dinheiro e aprendem a lidar com ele.

No entanto, a maior parte das crianças e adolescentes não investem e muitas nem sabem que essa possibilidade existe. Isso ocorre pois grande parte dos pais também não investem, então não existe o exemplo a ser seguido.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Para você ter uma ideia, cerca de 37% dos brasileiros afirmam não investir por falta de conhecimento sobre o assunto, isso de acordo com uma pesquisa realizada pela gestora de recursos norte-americana BlackRock.

Além disso, 20% dos entrevistados não investem por medo de perder tudo, o que também pode ser falta de conhecimento sobre o assunto, afinal de contas, existem investimentos que são bem seguros.

A conclusão é que falta educação financeira para os brasileiros. De fato, este não é um assunto difundido culturalmente e não faz parte da grade curricular nas escolas.

Como não conhecem sobre o assunto, as pessoas ficam com medo de investir e acabam não tendo nenhum contato com o mercado financeiro. Para piorar, muitas dessas pessoas também são endividadas!

Portanto, investir desde a infância é uma boa forma de entender desde cedo o valor do dinheiro e como construir um patrimônio no longo prazo.

Psicologia infantil: o teste do marshmallow

convite
Aprenda a investir gratuitamente com Raul Sena

Você já ouviu falar sobre o teste do marshmallow? O psicólogo Walter Mischel foi o responsável por este teste que mostrou a relação das crianças que sabem se controlar em troca de recompensas futuras.

Em resumo, o teste funciona assim: uma criança ganha um marshmallow e é avisada de que ela pode comer o doce imediatamente ou esperar 5 minutos e comer dois doces.

A lógica é a mesma com o dinheiro. Sendo assim, a ideia é ensinar as crianças a terem paciência e poupar, para que no futuro elas tenham mais do que no começo.

Como investir em renda fixa sendo de menor?

É possível investir em renda fixa independente da idade. Sendo que, para isso, não é preciso de grandes quantias de dinheiro. Na verdade, com menos de 50,00 já é possível investir em títulos de renda fixa.

Muitas pessoas acham que investir é coisa para quem tem muito dinheiro. Mas isso não é verdade. Você pode investir valores bem baixos.

O mais importante é que você se comprometa a investir parte da sua renda de forma constante. Mesmo valores baixos, que forem investidos durante muitos anos, irão resultar em quantias consideráveis.

Como investir na bolsa sendo de menor?

De outubro de 2020 para outubro de 2021, o número de CPFs de menores de idade cadastrados na B3 pulou de 13.070 para 21.630.

Isso representa um aumento de quase 65,5%. Portanto, o número de crianças investindo em ações está crescendo cada dia mais.

Vale lembrar que é muito importante que os menores de idade contem com a supervisão dos pais. Isso porque as ações são ativos de renda variável de alto risco.

Outro detalhe importante é que quem investe precisa fazer a declaração de imposto de renda, mesmo sendo de menor. Portanto, os pais devem se atentar a isso e fazer a declaração de forma correta.

Por fim, outro ponto importante é não se esquecer da diversificação ao investir. Ao aplicar em diferentes classes de ativos, os riscos são diluídos e as chances de altos retornos são maiores.

Dicas de investimentos para jovens

A educação financeira para crianças é um dos pilares para um país com a população menos endividada e desenvolvido economicamente. Enfim, algumas dicas de investimentos para jovens são:

1- Defina metas em um período de tempo determinado

Antes de investir, é essencial definir qual o seu objetivo com a aplicação e definir metas para alcançar esse objetivo. Com isso, é possível escolher os melhores ativos de acordo com os objetivos com a aplicação.

Depois de definir o objetivo, é preciso calcular o quanto investir para realizar esse objetivo. Por fim, basta estudar quais as melhores opções de ativos para isso.

2- Faça simulações

Fazer simulações enquanto se é jovem é uma forma de se motivar a investir. Isso porque, quando se é muito jovem, existe uma vida inteira pela frente para investir e acumular altas rentabilidades.

Vamos tomar como exemplo uma criança com 10 anos.

Se ela investir R$ 500,00 por mês, com rendimento de 0,5% ao mês, quando ela tiver 18 anos, ela terá R$ 61.413,44, sendo R$ 48.000 acumulado mais a rentabilidade de R$ 13.413,44. Nada mal, não é mesmo?

É claro que aqui levamos em conta um valor alto investido por apenas 8 anos.

Mas se o investimento for de um valor menor, por muito mais tempo, o resultado final será maior. Isso porque o tempo é muito importante para que ocorra a mágica dos juros compostos.

Dicas de qual é o melhor ativo para investir sendo menor

Vamos considerar que você esteja em busca de ativos com baixo risco e bons rendimentos. Neste caso, os ativos de renda fixa são uma boa opção.

Além da questão da segurança e do rendimento, não deixe de considerar também a liquidez. Isso porque ativos mais líquidos permitem que você resgate o dinheiro de forma fácil antes do vencimento.

Enfim, algumas opções de bons investimentos são:

1- Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um dos ativos mais conservadores do mercado. Isso porque eles são os ativos mais seguros do mercado e ainda proporcionam um bom retorno. Os seus títulos podem ser de 3 tipos:

1- Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA é um título híbrido. Sendo assim, o seu rendimento depende do IPCA mais uma taxa de juros prefixada.

Esse tipo de título, geralmente, têm prazos mais longos. Logo, eles são mais interessantes para planos como, por exemplo, faculdade, maioridade e afins.

2- Tesouro Prefixado

No Tesouro Prefixado a taxa de juros é conhecida desde o momento da aplicação e permanece a mesma até o vencimento do título.

De maneira geral, esses títulos são interessantes para objetivos de médio a longo prazo.

3- Tesouro Selic

O Tesouro Selic tem uma rentabilidade pós-fixada que varia de acordo com a taxa básica de juros, a taxa Selic.

A grande vantagem desse título é que ele tem liquidez diária. Sendo assim, se você precisar do dinheiro, você não terá dificuldades em fazer o resgate da aplicação.

2- Fundos de investimento em renda fixa

Em síntese, os fundos de investimento funcionam como uma reunião de investidores com foco em investir em um setor ou ativo em específico.

Os fundos de renda fixa, em específico, aplicam em títulos de renda fixa. Isso significa que o risco da aplicação é mais baixo.

Além disso, os fundos são vantajosos pois proporcionam uma boa diversificação da carteira. Sendo que para investir não é preciso de valores muito altos.

3- Títulos de renda fixa

Por fim, temos ainda os títulos de renda fixa no geral, tais como: CDB, LCI e LCA. Em resumo, os CDBs são os Certificados de Depósito Bancário.

Já as LCIs são as Letras de Crédito Imobiliário e as LCAs são as Letras de Crédito do Agronegócio. Os três títulos são emitidos por bancos com o intuito de captar recursos. Algumas vantagens desses títulos são:

  • São indicados para investimentos de curto prazo, pois os vencimentos dos títulos variam em torno de 2 a 3 anos;
  • Tem rentabilidades atrativas, seguras e garantidas pelo FGC em até R$ 250.000,00 por CPF e Instituição.
  • Apesar do prazo de vencimento ser mais curto, muitas a rentabilidade é bem atrativa. Logo, você pode esperar o vencimento e reaplicar o valor.

Conclusão

Quanto antes uma pessoa começar a investir, melhor. Isso porque, além de entender o valor do dinheiro e como lidar com ele, a pessoa consegue aproveitar da mágica dos juros compostos por mais tempo.

Sendo assim, mesmo investindo pouco, se o investimento for por muitos anos, pode resultar em um patrimônio considerável.

Enfim, gostou de conferir as melhores opções de investimentos para menores de idade? Então não deixe de conferir quais são os 7 melhores investimentos para iniciantes!

Fonte: Riconnect.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Nos dias 19 e 20 de julho vamos mostrar as ações mais baratas do mercado. Cadastre-se grátis!


Conte-nos a sua opinião...