O que é uma holding? Conceito, tipos, vantagens e desvantagens


A pergunta sobre o que é uma holding pode ser respondida de forma simples. Uma holding é uma empresa que possui a maior parte das ações ordinárias de outras empresas. Podemos, então, definir uma holding como uma empresa que controla outras empresas.

Em outras palavras, uma holding não é uma empresa que produz bens ou serviços, mas sim uma empresa que visa adquirir participação em outras empresas. 

As holdings são facilmente criadas por quem possui capital, já que as ações estão disponíveis em mercado aberto. Isso significa que o investidor não precisa da autorização da empresa para assumir o seu controle, basta comprar ações ordinárias o suficiente.

O que é uma holding?

A palavra holding vem de “to hold”, que traduzindo seria segurar. Sendo assim, uma holding é uma empresa que segura, ou seja, que controla outras empresas.

Logo, o que uma holding faz é comprar a maior parte das ações ordinárias de uma Companhia e assumir o seu controle. 

Microsystem

As ações ordinárias dão poder de voto aos acionistas. Dessa maneira, nas assembleias de acionistas, os investidores em ações ordinárias possuem poder de voto. Como a holding detém maior participação, o seu voto vale mais. 

Em resumo, o objetivo das holdings em controlar outras empresas é o poder de tomada de decisão na gestão das empresas. Para isso, ela atua na administração gerencial e política das empresas e busca organizar essas Companhias, que passam a ser chamadas de subsidiárias.

Tipos de holding

As holdings, normalmente, são usadas em empresas de médio ou grande porte. Nesse sentido, podem ser divididas em dois tipos:

Holding Pura

É aquela que possui por objetivo somente a participação no capital social de outras empresas. Ou seja, ela quer apenas controlar outras empresas. A receita da holding pura vem dos lucros e dividendos provenientes de suas participações em empresas. 

Formare associados

Holding Mista

A holding mista objetiva não somente a participação, mas também a execução de alguma atividade empresarial. Essas atividades são serviços civis e comerciais, não industriais. No Brasil, a holding mista é a mais comum.

Além desses dois tipos, as holdings podem ainda ser classificadas como:

1- Participação

Nesse caso, a participação é minoritária, no entanto, a sociedade continua por questões pessoais. 

2- Familiar

Nessa categoria de holding, o intuito é exercer o controle do patrimônio de pessoas físicas que sejam de uma mesma família e que tenham bens e participações societárias em seu nome.

O que é uma holding? Tipos, como é a criação, vantagens e desvantagens

Propagar training

Ou seja, uma holding familiar é uma espécie de empresa familiar, onde as decisões são tomadas com base em deliberações sociais onde ocorre a participação dos sócios. 

3- Patrimonial

A holding patrimonial pode ser definida como uma empresa que administra bens próprios. Isso significa, que ela foi criada para administrar os bens, como os imóveis, para que eles passem a ser integralizados no capital social da empresa.

Em síntese, a holding patrimonial faz com que ocorra um melhor gerenciamento do patrimônio de famílias com muitos bens.

4- Administrativa

A holding administrativa tem por objetivo contribuir com o melhoramento e otimização do controle da empresa. Desse modo, ela passa a administrar a empresa, substituindo os sócios por pessoas físicas.

O que é uma holding? Tipos, como é a criação, vantagens e desvantagens

Ebcon

5- Controle

Como o próprio nome sugere, a holding de controle detém o controle da empresa. Essa categoria é usada para garantir a administração do negócio pelo dono, mesmo que outras pessoas participem da companhia. 

6- Setorial

A holding setorial é constituída por uma empresa especialista em determinado setor que realiza o agrupamento de várias empresas que pertençam a setores em comum.

A vantagem é a profissionalização e o maior alcance dos objetivos, por ser realizado por uma empresa especialista. 

O que é uma holding? Tipos, como é a criação, vantagens e desvantagens

U2sa

7- Derivada

Quando uma empresa já existente e se transforma em holding, ela é chamada de holding derivada. 

A criação de uma holding

Existem alguns motivos que podem levar à criação de uma holding, são eles:

Unidade e controle: A garantia de unidade e controle da empresa pode ser importante quando, por exemplo, se tem empresas em diferentes países.

O próprio fundador do grupo também pode criar uma holding como um meio de assegurar o controle da empresa. Dessa maneira, ele pode treinar sucessores com o intuito resguardar a empresa de conflitos sucessórios. 

Alavanca financeira: As holdings podem procurar obter financiamentos para melhor diversificação e administração das subsidiárias. 

O que é uma holding? Tipos, como é a criação, vantagens e desvantagens

Praca

Equilíbrio: A criação de uma holding pode servir para equilibrar os desejos dos acionistas da empresa. Isso porque, alguns sócios desejam o recebimento de dividendos, ao passo em que outros querem que a empresa invista em melhorias. Portanto, a holding irá fazer uma conciliação de interesses. 

Benefícios fiscais: Alguns benefícios fiscais provém de uma holding, como, por exemplo, a diminuição do imposto de renda em alugueis.

Para criar uma holding, é importante que o investidor analise detidamente as empresas que estão em expansão e os segmentos que ela domina.

Depois disso, é essencial definir quais os objetivos com a criação da holding, o que vai ajudar a determinar qual o tipo de holding será criada. 

Vantagens

Uma grande vantagem em relação às holdings é a facilidade em que se pode montar uma, já que as ações estão disponíveis no mercado aberto. Isso significa que não é preciso o aceite dos acionistas de determinada empresa para que uma holding seja criada. 

Outra vantagem se refere ao agrupamento de capital entre as subsidiárias, o que possibilita o aumento de rentabilidade. Dessa forma, uma holding pode agrupar os recursos financeiros dela com os das subsidiárias e concretizar grandes projetos que aumentem a rentabilidade. 

O que é uma holding? Tipos, como é a criação, vantagens e desvantagens

Ilia

Por fim, uma grande vantagem das holdings é que elas e as subsidiárias são empresas legalmente separadas. Portanto, caso a subsidiária não se saia bem, a controladora não é afetada. 

Desvantagens das holdings

Uma desvantagem das holdings é que seus membros possuem grande poder financeiro, que não é acompanhado de grande responsabilidade financeira. Consequentemente, pode haver mau usos do poder e irresponsabilidade por parte dos membros. 

Outra desvantagem se refere à exploração. Isso porque, uma holding pode fazer com que as subsidiárias comprem bens com preços elevados. Por outro lado, pode forçá-las ainda a vender produtos para a controladora com preços baixos. 

Ebcon

Outras desvantagens que podem acontecer com as holdings é fraude na manipulação de contas e o uso de informações sobre o desempenho financeiro das empresas como um meio de especular. 

Enfim, as holdings podem ainda possuir pouco conhecimento do setor de atuação de uma empresa que ela exerce controle. Desse modo, alguns decisões tomadas pela holding podem ser ruins. 

E aí, gostou de aprender o que é uma holding? Então, aproveite também para aprender sobre a técnica de investimentos Buy and Hold – O que é, como funciona, vantagens e desvantagens

Fontes: Suno, Eu quero investir, Inepad consulting e Treasy

Imagens: Portal de auditoria, Ebcon, Projeto draft, Microsystem, Formare associados, Ebcon, U2sa, Praca, Ilia e Propagar training

Conte-nos a sua opinião...