Será que vale a pena pegar empréstimo para quitar dívidas?


Pegar empréstimo para quitar dívidas pode ser muito vantajoso caso as suas dívidas tenham juros altos e o empréstimo conte com juros baixos.

Isso porque você troca várias dívidas com juros altos, por uma única dívida com juros mais baixos. Desse modo, fica mais fácil você conseguir restaurar a sua saúde financeira.

Enfim, um dos motivos para os brasileiros serem tão endividados, é a falta de educação financeira aliada a falta de organização financeira.

Portanto, além de buscar meios para quitar suas dívidas, busque estudar um pouco sobre finanças, para que você não fique endividado novamente.

Em que situações vale a pena pegar empréstimo para quitar dívidas?

Vale a pena pegar um empréstimo para pagar dívidas, quando a taxa de juros cobrada pelo empréstimo é menor do que as taxas das dívidas.

Desse modo, você troca várias dívidas com altas taxas de juros, por uma única dívida com taxa de juros menor.

Com isso, você consegue limpar o seu nome e tem que arcar apenas com o pagamento das parcelas do empréstimo.

No entanto, é preciso se organizar para pagar corretamente o empréstimo e, dessa forma, restaurar a sua saúde financeira.

Nada de pegar um empréstimo para pagar dívidas e depois não pagar o empréstimo, pois assim você continua endividado!

Quais são os principais cuidados a serem tomados ao pegar um empréstimo?

Antes de pegar um empréstimo para pagar dívida, é essencial tomar alguns cuidados:

1- Valor da parcela do empréstimo

Considerar o valor da parcela é importante, pois ela deve caber no seu orçamento. Contudo, você não deve pegar um empréstimo apenas com base no valor da parcela.

O correto é multiplicar o valor da parcela pelos meses de contrato, para analisar o quanto você estará pagando no total ao fim da dívida.

Isso é essencial para que você confira se a taxa de juros do empréstimo é abusiva ou se vale a pena.

2- Taxa de juros efetiva X taxa de juros nominal

Primeiramente, a taxa de juros nominal tem um valor menor, sendo usada para atrair o cliente. Por outro lado, a taxa de juros efetiva é a taxa que de fato será cobrada.

Portanto, antes de pegar um empréstimo, verifique qual é a taxa efetiva e não apenas a taxa nominal.

3- Fraudes em empréstimos

Se você for solicitar um empréstimo pela internet, tome cuidado. Existem muitos golpes de empréstimos falsos sendo aplicado na internet.

A dica é pesquisar sobre a instituição e ficar atento para possíveis sinais de que se trata de um golpe. Por exemplo, cuidado com e-mails e mensagens estranhas.

Além disso, se a empresa disser que você precisa fazer um depósito para que o empréstimo seja liberado, com certeza é golpe! Isso porque, nenhuma instituição pode pedir depósito para que o empréstimo seja liberado!

4- Instituições financeiras

Por fim, antes de pegar um empréstimo, pesquise sobre as instituições que disponibilizam o empréstimo e sobre o posicionamento dela no mercado.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Para isso, você pode consultar sites como Procon e Reclame Aqui.

O que considerar antes de pegar um empréstimo para quitar dívidas?

Alguns pontos que você deve levar em conta ao pegar um empréstimo para quitar dívida são:

1- Nome negativo

Se você está com o nome sujo, pegar o empréstimo para quitar as dívidas pode ser uma boa forma de limpar o seu nome.

Neste caso, você pode procurar por opções para empréstimos para negativados, por exemplo.

Sendo que os empréstimos mais comuns para quem está com o nome negativo são: microcrédito, empréstimo consignado, penhor e bens como garantia.

2- Tempo de endividamento

Pegar um empréstimo para quitar as dívidas tem a vantagem de que você pode reduzir o tempo de endividamento, isto é, o tempo que você vai ficar com uma dívida ativa.

3- Desconto ao quitar as dívidas

Muitas instituições financeiras oferecem descontos para o cliente que deseja pagar o total da dívida. Verifique se a sua instituição financeira oferece esse tipo de desconto.

4- Pesquise as condições

Na hora de pegar um empréstimo para quitar dívidas, não leve em conta apenas os bancos tradicionais. Ao invés disso, verifique as condições oferecidas também por fintechs e empresas menores.

5- Empréstimo consignado

Geralmente, quando a dívida não é muito grande, o crédito consignado é a melhor opção. Isso porque, ele conta com juros mais baixos. Por isso, prefira esse tipo de empréstimo.

6- Use o 13º salário para quitar as dívidas

Por fim, antes de pegar um empréstimo, analise a possibilidade de usar o seu 13º salário para pagar suas dívidas.

Essa é uma boa opção porque você não precisa pagar nenhum tipo de juros, basta usar esse salário extra.

LEIA MAIS

Vale a pena lucrar com empréstimos da PicPay?

Como funciona o empréstimo de criptomoedas?

Fintech de crédito e empréstimo de dinheiro sobe limite para R$500 mil

15 dicas de como não se endividar com o cartão de crédito

Cartão clonado: o que fazer se isso acontecer com você?

8 dicas de como proteger app de banco no celular

Fontes: Creditas, Nubank e Cnn Brasil.

Conte-nos a sua opinião...