Gestão passiva ou ativa: diferenças, vantagens e desvantagens


Nos fundos de investimento com gestão passiva, o gestor tem como objetivo apresentar um desempenho similar ao do índice de referência. Ou seja, o intuito é obter um rendimento parecido com o índice usado como parâmetro.

A grande vantagem desse tipo de gestão é a previsibilidade. Isso porque, como ele busca acompanhar o índice, o investidor consegue ter uma noção de qual será o retorno. 

Além da gestão passiva, existe também a gestão ativa. Neste caso, o gestor está livre para analisar os ativos no mercado e escolher aqueles que podem trazer uma rentabilidade superior ao índice usado como referência.

O que é gestão passiva?

A gestão passiva tem como objetivo replicar a performance de determinado índice de referência. Em outras palavras, a estratégia da gestão passiva visa obter um rendimento similar ao índice usado como benchmark. Em síntese, um benchmark é um índice usado como parâmetro de rentabilidade.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Gestão passiva ou passiva: diferenças, vantagens e desvantagens

Mundo coop

Dessa forma, ele serve como uma maneira de verificar se determinada aplicação está tendo um bom desempenho ou não. Cada tipo de aplicação usa um tipo de benchmark diferente. Sendo que, os principais do mercado são: taxa Selic, Ibovespa, taxa CDI, taxa de câmbio e os indicadores de inflação

Como funciona?

A gestão passiva funciona como uma maneira de obter um retorno semelhante ao benchmark. Uma das características dos fundos que possuem gestão passiva, é a taxa de administração menor, já que exige menos esforço do gestor e não precisa de um time de analista tão grande quanto os fundos com gestão ativa.

Além disso, existe uma previsibilidade maior do retorno, já que o rendimento do fundo acompanha as variações do benchmark. Uma curiosidade, é que no longo prazo os fundos com gestão passiva normalmente possuem um desempenho melhor, já que de maneira geral a tendência dos índices de mercado é apresentar alta no longo prazo. Enfim, as características da gestão passiva são: 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Focalise

  • Rendimento similar ao benchmark;
  • Menor volatilidade;
  • Menor pressão por resultados;
  • O gestor é mais limitado;
  • Menores taxas;
  • Boa performance no longo prazo.

Gestão passiva versus ativa

Nos fundos com gestão passiva, o gestor busca um retorno equivalente ao índice de referência. Dessa maneira, a gestão é mais limitada, já que ela deve seguir o índice e não pode procurar por oportunidades de investimentos que possam proporcionar retornos acima da média.

Por outro lado, nos fundos de investimentos com gestão ativa, o gestor tem mais liberdade para analisar e selecionar os ativos que irão fazer parte da carteira do fundo. O objetivo principal desse tipo de gestão é conseguir uma rentabilidade superior ao índice de referência.

Sendo assim, o gestor busca as melhores oportunidades de investimento para obter os maiores retornos possíveis. Apesar de parecer fácil, a gestão ativa é bem complicada. Acontece que encontrar verdadeiras oportunidades de investimento no mercado é bem difícil.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Gestão passiva ou passiva: diferenças, vantagens e desvantagens

Suno

Os fundos com gestão ativa são geralmente escolhidos por investidores que aceitam correr riscos. Isso porque o retorno e as oscilações do fundo vão depender dos ativos escolhidos pelo gestor. Já os fundos de gestão passiva são geralmente escolhidos por investidores mais avessos aos riscos, já que ele tem um retorno previsível.

Outra diferença entre os dois tipos de gestão é que os fundos com gestão passiva possuem uma taxa de administração mais baixa. Já os fundos com gestão ativa possuem uma taxa mais alta, afinal de contas, é preciso arcar com os custos de uma equipe maior.

Além disso, alguns fundos possuem taxa de performance, descontada quando o gestor consegue um retorno acima do benchmark. Enfim, a escolha do melhor tipo de gestão irá depender do seu perfil de investidor e dos objetivos com a aplicação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Exemplos de gestões

Um exemplo de gestão passiva são os Exchange Traded Funds (ETFs). Também chamados de fundos de índice, os ETFs são um tipo de fundo que tem como objetivo obter um rendimento similar a um índice de ações. A carteira de um ETF de Ibovespa, por exemplo, possui a mesma composição da carteira teórica do Índice Bovespa.

Em contrapartida, os fundos multimercado são um exemplo de gestão ativa. Em resumo, os fundos multimercado são um tipo de fundo de investimento que aplica em diversos tipos de ativos, como ações, juros, ativos internacionais e derivativos.

Seu crédito digital

Os ativos que compõem a carteira e o grau de risco, variam conforme a estratégia adotada pelo gestor. Contudo, esses fundos são mais arriscados, já que o gestor está sempre em busca de altos retornos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Vantagens e desvantagens

Uma das grandes vantagens da gestão passiva são as taxas mais baixas, já que ela não exige tanto trabalho da equipe de gestão do fundo. Temos ainda a vantagem de que existe uma certa previsibilidade do rendimento, já que o retorno é similar ao índice usado como benchmark.

Por fim, existe ainda a vantagem de que no longo prazo a gestão passiva traz rendimentos mais vantajosos. Por outro lado, existe a desvantagem de que o retorno é sempre parecido com o índice, logo, não existe a possibilidade de conseguir um rendimento acima da média.

Gestão passiva ou passiva: diferenças, vantagens e desvantagens

Ibc

Inclusive, a vantagem dos fundos com gestão ativa é justamente a possibilidade de obter rendimentos acima da média. Entretanto, a gestão ativa tem a desvantagem das taxas mais altas e do risco mais elevado. Conheça mais sobre a gestão ativa: Gestão ativa, o que é? Como funciona e diferenças entre gestão passiva

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes: Magnetis, Vérios e Xerpay

Imagens: Mundo coop, Focalise, Suno, Seu crédito digital, Ibc e Andre bona


Conte-nos a sua opinião...