Grau de investimento, o que é? Rating e diferença entre grau especulativo


O grau de investimento é uma classificação que as agências de risco dão para os países e empresas que tiverem altas chances de pagar seus débitos. 

Dessa maneira, o grau de investimento é usado pelos investidores e fundos de investimentos, para avaliar o risco de investir em uma empresa ou país. Sendo assim, essa classificação é muito importante para quem deseja investir no exterior.

O oposto do grau de investimento, é o grau especulativo. Nesse caso, existem grandes chances de que o investidor ganhe um calote do devedor. Por isso, o grau de investimento é considerado como fator determinante por muitos investidores. 

O que é grau de investimento?

O grau de investimento é uma classificação concedida à uma empresa ou país pelas agências de classificação de risco. Sendo que o grau de investimento é considerado como a qualificação mais elevada, o que significa que existe uma alta expectativa de que o devedor possa honrar suas dívidas. 

Receber a classificação de grau de investimento, é o objetivo de todos os devedores. Isso porque, com grau de investimento, as empresas e governos conseguem empréstimos no exterior com melhores condições de pagamento e juros menores.

Grau de investimento, o que é? Rating e diferenças do grau especulativo

Modal mais

Além disso, o mercado financeiro no geral considera essa classificação como determinante na escolha de um investimento. Se, por exemplo, um investidor estiver analisando dois países para investir no exterior, é provável que ele opte pelo país que recebeu a melhor classificação de risco. 

Essa classificação é também utilizada como limitação para determinados fundos de investimentos. Em resumo, alguns estatutos de fundos os proíbem de investir o patrimônio em empresas ou países que não tiverem grau de investimento. 

Rating

Rating é classificação feita pelas agências de classificação de risco. Como dito anteriormente, grau de investimento é uma classificação. Porém, ele não é o único. De acordo com o risco de crédito, as agências dão notas boas ou ruins para as empresas e países.

As maiores agências de classificação do mundo são: Fitch Ratings, Moody’s e Standard&Poor’s. Periodicamente, essas agências enviam um representante até a empresa ou país, para analisar o risco de crédito do devedor. 

Grau de investimento, o que é? Rating e diferenças do grau especulativo

Leticia camargo

Alguns dos critérios avaliados em um país são: contexto político e econômico, expectativas do mercado interno, liberdade de imprensa e distribuição de renda.

Com as informações colhidas, o representante dá uma nota entre AAA (nota mais alta) até D (nota mais baixa). Essa nota representa o grau do devedor, que pode ser de investimento ou especulativo.

Diferenças entre grau de investimento e especulativo

Quando uma empresa possui uma avaliação positiva da agência de risco, ela recebe o grau de investimento, mas quando existem grandes chances do devedor não honrar suas dívidas, então ele recebe o grau especulativo

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

O grau de investimento é marcado por fatores como estabilidade e expectativas de crescimento. Ou seja, ele indica que o devedor provavelmente irá honrar seus compromissos financeiros. Ou seja, o mercado financeiro entende que a empresa ou país com grau de investimento representa uma aplicação mais segura. 

Jornal grande Bahia

É claro que o grau de investimento não significa que é impossível tomar um calote. Na verdade, ele indica que é pouco provável que isso aconteça. Mas não existem retornos garantidos. Por outro lado, o grau especulativo sugere que o devedor talvez não consiga arcar com seus compromissos. 

Risco e retorno

Ao analisar a segurança de uma aplicação, é importante lembrar da relação entre risco e retorno. Afinal de contas, as aplicações mais seguras proporcionam uma rentabilidade menor.

Já as aplicações mais arriscadas, oferecem maiores chances de alto retorno. Por isso, antes de investir, é importante conhecer o nível de risco que você está disposto a correr. 

Existem três tipos principais de classificação de investidores de acordo com o grau de risco que eles aceitam correr. Por isso, é importante conhecer o seu perfil de investidor e procurar por ativos que se encaixam nele.

Os três principais tipos de investidor são: conservador (não gosta de risco), moderado (aceita um pouco de risco) e arrojado (aceita correr muito risco em troca de altos retornos). 

Rico

Desse modo, empresas e países com grau de investimento podem ser mais interessantes para os investidores mais conservadores e moderados.

Já as empresas e países com grau especulativo, pode ser uma opção para os investidores arrojados. Portanto, antes de investir no exterior, não deixe de verificar o grau daquele país e escolha o que melhor se encaixa com seu perfil de investidor. 

Aprenda mais sobre o funcionamento do Rating, o que é? Definição, como funciona, tipos, importância e críticas

Fontes: Uol, Brasil escola, Mais retorno e Agência Brasil

Imagens: Leticia camargo, Capital research, Modal mais, Rico e Jornal grande Bahia

Conte-nos a sua opinião...