Letra hipotecária, o que é? Como funciona, riscos e como investir


A letra hipotecária (LH) é um tipo de aplicação de renda fixa, emitida por instituições que precisam arrecadar recursos. Em outras palavras, as instituições emitem LHs e captam recursos que serão emprestados por meio de hipotecas para os clientes.

Dessa forma, ao aplicar em LH o investidor está basicamente emprestando seu dinheiro em troca de uma taxa de juros. Sendo que o rendimento pode ser prefixado (previamente determinado) ou pós-fixado (varia de acordo com um indexador).

Apesar de não ser uma opção tão procurada quanto outros títulos de renda fixa, as LHs possuem algumas vantagens, como, por exemplo, a isenção de imposto de renda. Em contrapartida, os prazos de vencimento desses títulos é bem longo.

O que é letra hipotecária?

As letras hipotecárias (LHs) são títulos de renda fixa lastreados em créditos imobiliários. Em síntese: as hipotecas são um tipo de empréstimo onde o cliente oferece seu imóvel como garantia.

Nesse sentido, a instituição financeira concede crédito por meio de hipoteca aos clientes e emite LHs para captar os recursos que ela deseja emprestar.

Letra hipotecária, o que é? Como funciona, riscos e como investir

Imóvel magazine

Ou seja, as LHs servem para que as instituições possam pegar dinheiro emprestado com os investidores e posteriormente emprestar através de hipotecas para os clientes.

Enfim, as LHs podem ser emitidas por diversos tipos de instituições financeiras, como bancos, sociedades de crédito imobiliário e companhias hipotecárias. 

Como funciona?

Uma letra hipotecária funciona de maneira similar aos outros tipos de ativos de renda fixa. Sendo assim, ao aplicar nesses títulos, o investidor está basicamente emprestando seu dinheiro para a instituição emissora, em troca de uma taxa de juros.

Em relação à remuneração, as LHs podem ser prefixadas ou pós-fixadas. Na prefixada, o investidor sabe desde a realização da aplicação, qual será a taxa de juros até o vencimento do título.

Em contrapartida, os títulos pós-fixados proporcionam um rendimento equivalente ao indexador, que pode ser, por exemplo, o CDI, IGP-M ou IPCA.

Letra hipotecária, o que é? Como funciona, riscos e como investir

Master imóveis

Um detalhe importante sobre as LHs é que o investidor só pode fazer o resgate antecipado do título seis meses após a emissão. Sendo que, se o retorno estiver atrelado a um índice de preços como o IPCA e o IGP-M, o prazo mínimo pode ser maior.

Por outro lado, o prazo máximo de resgate não pode ser superior ao prazo dos créditos hipotecários. Desse modo, o vencimento pode variar, chegando até mesmo a 30 anos. A aplicação mínima também pode variar e algumas LHs possuem a aplicação mínima de R$ 20 mil.

LHs versus LCIs

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI), são títulos de renda fixa emitidos por bancos com o intuito de destinar recursos para o setor imobiliário.

Já as LHs são aplicações de renda fixa focadas na captação de recursos para a concessão de empréstimos onde imóveis são colocados como garantia.

Apesar de serem parecidas, as duas se diferenciam em relação à destinação de recursos. Isso porque as LHs captam recursos exclusivamente para as operações de hipoteca, ao passo em que os recursos levantados pelas LCIs podem financiar diferentes tipos de projetos no setor imobiliário.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Tarjab

Por outro lado, as duas letras também possuem algumas semelhanças. A primeira delas é a isenção de imposto de renda. Ambas são isentas, pois os recursos são destinados para setores que o governo deseja incentivar.

Além disso, as duas contam com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) que garante a devolução de até R$ 250 mil por CPF e instituição em caso de calote.

Lembrando que, apesar de ser isenta de Imposto de Renda, as letras hipotecárias também devem ser informadas na declaração de IR. Para isso, basta informar o saldo na aba de Bens e Direitos com o código 45. Para informar os rendimentos, vá na aba Rendimento Isentos e Não Tributáveis e use o código 12.

Vantagens e Riscos

Uma das principais vantagens de investir em uma letra hipotecária é a isenção de Imposto de Renda. Outra vantagem é que elas são protegidas pelo Fundo Garantidor de Créditos.

Portanto, as LHs possuem pouco risco, sobretudo se elas tiverem sido emitidas por instituições sólidas. Apesar disso, elas ainda estão sujeitas à alguns riscos:

Madia news

  1. Risco de crédito: É o risco da instituição emissora quebrar e não conseguir honrar com seus compromissos financeiros. Para diluir esse risco vale a pena analisar a solidez da instituição emissora dos títulos antes de investir. 
  2. Risco de mercado: É o risco de que as mudanças nos preços e parâmetros do mercado possam impactar na rentabilidade do investimento. 
  3. Risco de liquidez: Por fim, temos ainda o risco de liquidez, risco do investidor não conseguir fazer o resgate antecipado ou ter prejuízos caso não aguarde o vencimento do título. Esse é um dos principais riscos das letras hipotecárias, já que o investidor precisa esperar um prazo mínimo de resgate. 

Como investir em letras hipotecárias

O primeiro passo para investir é analisar se esse ativo se encaixa com o seu perfil de investidor. Além disso, o investidor deve analisar se as LHs são a melhor opção de aplicação para a realização dos seus objetivos, já que o prazo de vencimento costuma ser muito prolongado.

Letra hipotecária, o que é? Como funciona, riscos e como investir

Trisul

O próximo passo é analisar as opções de Letras hipotecárias disponíveis e investir naquela que tiver as melhores condições. Nessa etapa vale a pena conferir a solidez da instituição emissora e verificar as notas emitidas pelas agências de rating.

Como as letras hipotecárias são menos conhecidas e negociadas do que outros títulos como LCI, LCA e CDB, o investidor pode ter dificuldades em encontrar LHs para investir.

Sendo assim, é mais fácil encontrar LCIs nas corretoras do que as LHs, já que as letras hipotecárias foram deixadas um pouco de lado depois que as LCIs se popularizaram.

Apesar disso, é possível encontrar esses títulos em: associações de poupança e empréstimo, sociedades de crédito imobiliário, bancos múltiplos com carteira de crédito imobiliário e companhias hipotecárias.

Além das LHs e LCIs é possível investir no setor imobiliário de outras maneiras. Descubra agora mesmo como Investir em imóveis – Formas de investir, riscos, vantagens e erros comuns

Fontes: Mais retorno, André bona, The cap e Yubb

Imagens: Modalmais, Imóvel magazine, Master imóveis, Tarjab, Madia news e Trisul

Conte-nos a sua opinião...