Mercado a termo, o que é? Como funciona, vantagens e desvantagens

O mercado a termo, também chamado de operação a termo, é uma operação de compra e venda de derivado, com vencimento em uma data futura. Neste tipo de operação, o vendedor e o comprador assumem o compromisso de realizarem a  transação na data de vencimento.

19 de abril de 2021 - por Jaíne Jehniffer


O mercado a termo é uma operação onde o comprador adquire derivados e se compromete a pagá-los em uma data futura. Sendo que, como uma forma de compensação, o vendedor cobra uma taxa de juros.

A taxa cobrada costuma ficar bem próxima da Selic, a taxa básica de juros brasileira. Já o prazo de vencimento do contrato, fica entre no mínimo 16 dias e no máximo 999 dias.

Para o vendedor, essa é uma operação vantajosa, já que existe a garantia de receber o pagamento pelos ativos e também uma taxa de juros. Mas para o comprador, existe o risco de prejuízo com a operação.

O que é mercado a termo?

O mercado a termo, também chamado de operação a termo, é uma operação de compra e venda de derivados, com vencimento em uma data futura. Neste tipo de operação, o vendedor e o comprador assumem o compromisso de realizar a transação na data de vencimento.

Ou seja, como existe um compromisso, mesmo que o comprador se arrependa de adquirir o ativo, no vencimento ele deve realizar o pagamento pelo preço anteriormente estabelecido. Sendo assim, além do valor do ativo, ele deve pagar também uma taxa de juros. 

Mercado a termo, o que é? Como funciona, vantagens e desvantagens

Suno

O valor da taxa de juros e o prazo de vencimento são combinados entre o comprador e o vendedor. Porém, é comum que a taxa de juros fique próxima à Selic e o prazo de vencimento varia entre, no mínimo, 16 dias e, no máximo, 999 dias. 

Enfim, as operações a termo são realizadas no home broker da corretora. Nesse ambiente, a B3 apresenta para os investidores todas as operações disponíveis no pregão para que o investidor possa escolher. Entretanto, esse tipo de operação não é praticada por todos os tipos de investidores, já que existe risco de prejuízo. 

Como o mercado a termo funciona?

O funcionamento do mercado a termo é parecido com uma compra a prazo com juros. Dessa maneira, o comprador adquire os ativos e, como o pagamento é feito em uma data futura, ele precisa pagar uma taxa de juros. Por exemplo, suponhamos que uma pessoa pretende comprar uma quantidade X de ações.

No entanto, ela deseja realizar o pagamento somente em uma data futura. Como o pagamento não será à vista, o vendedor estabelece uma taxa de juros sobre o preço das ações. Para ficar mais claro como o mercado a termo funciona, vamos imaginar que você foi até a Loja X comprar um sofá. Na loja você encontrou um sofá por R$ 1.500,00 à vista que fica por R$ 1.800,00 à prazo.

Mercado a termo, o que é? Como funciona, vantagens e desvantagens

Lab fin provar fia

Como você não possui todo o valor necessário para comprar à vista, decide dar R$ 200,00 de entrada e pagar o restante em 60 dias. Nessa situação, você estará pagando o valor do sofá mais uma taxa de juros, pois a compra foi a prazo. Depois que o sofá chega até a sua casa, ele passa a ser responsabilidade sua.

Logo, se ele for desconfortável ou for grande demais para a sua sala, o problema será seu. Independente do que acontecer com o sofá, você ainda terá que pagar a loja. Ou seja, mesmo que você venda o sofá, você ainda terá a responsabilidade de pagar o que deve. 

O mesmo acontece com o mercado a termo, o comprador deposita uma margem de garantia, que corresponde à um percentual do valor total, e fica com as ações, para fazer o que quiser com elas. Contudo, na data acordada, ele terá que pagar o valor das ações e os juros acumulados no período.

Tipos

As operações a termo podem ser de dois tipos:

1- Tradicional: No mercado a termo tradicional, a liquidação de contrato pode ser de três formas diferentes: venda do ativo, antecipação ou decurso de prazo. Na venda do ativo, o contrato é considerado liquidado, mas não existe abatimento dos juros.

Clear

Já na antecipação, o comprador antecipa a liquidação do contrato e se desvincula do vendedor. Por fim, no decurso do prazo, o comprador liquida o contrato somente depois do encerramento do prazo negociado.

2- Flexível: Neste caso, o comprador pode manter o contrato ativo mesmo que ele venda o derivado. Porém, ele precisa comprar outro ativo com o dinheiro dessa operação. Nesse tipo de operação a termo, as taxas são mais altas e o limite de vencimento é de 90 dias.

Mercado a termo X mercado futuro

Ambos os mercados funcionam por meio do vencimento de contratos no futuro. Contudo, eles se diferem em relação ao ajuste diário. No mercado futuro, o valor dos ativos é ajustado todos os dias de acordo com as oscilações do mercado. Dessa forma, na data de vencimento, o contrato será liquidado pelo preço do dia. 

Ativa investimentos

Por outro lado, não existem ajustes no mercado a termo. O valor combinado no momento de compra do ativo, é o preço que será cobrado no dia do vencimento. Portanto, não importa se o ativo se valorizou ou desvalorizou, o preço a ser pago é o valor anteriormente negociado. 

Temos ainda a diferença em relação à liquidação. No mercado futuro, a liquidação pode ocorrer a qualquer momento, o que possibilita operações de day trade. Em contrapartida, no mercado a termo, a liquidação ocorre no dia do vencimento.

Vantagens e desvantagens

É possível vender ativos tanto de renda variável, quanto de renda fixa. Logo, se você assumir o papel de vendedor, as operações a termo podem ser bem vantajosas.  Já que, além de receber o valor dos títulos, ainda é possível receber uma taxa de juros. Já para quem deseja comprar derivados no mercado a termo, existe a possibilidade de operar alavancado.

Mercado a termo, o que é? Como funciona, vantagens e desvantagens

Capital research

Em síntese, a alavancagem consiste em investir mais dinheiro do que você possui, dando apenas uma garantia. Desse modo, é possível aproveitar alguma oportunidade para obter altos retornos em curto prazo. No entanto, a possibilidade de alavancagem é também uma desvantagem, pois aumenta proporcionalmente os riscos da operação.

Acontece que, se você tiver errado em suas análises, o que pareceu uma oportunidade, pode ser uma forma de perder dinheiro. Neste caso, mesmo que os ativos tenham se desvalorizado e agora estejam valendo bem menos do que o valor acordado anteriormente, o comprador ainda terá que pagar o preço combinado no contrato. 

E aí, curtiu conhecer sobre o mercado a termo? Então aproveite para entender sobre o funcionamento do Mercado futuro, o que é? Como funciona, liquidações e como investir

Fontes: Investidor, Modalmais e Mais retorno

Imagens: Suno, Fretadão, Capital research, Clear, Ativa investimentos e Lab fin provar fia

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos