O que é IFCN B3: saiba como funciona o índice financeiro da B3


Existem muitos índices que ajudam os investidores a escolher as melhores ações. Mas você sabe qual índice é melhor para cada situação? Um dos principais índices do mercado de ações é o Índice Bovespa.

O Ibovespa representa o desempenho das ações das empresas mais negociadas da B3. Como ele é o principal índice da B3, ele é o que os investidores mais acompanham.

Porém, ele não é o único índice que pode te ajudar. Na verdade, dependendo do setor que você quer investir, os indicadores setoriais podem ser muito úteis. Um exemplo disso é o IFCN, um índice do setor financeiro.

O que é IFCN?

O IFCN é um Índice Financeiro da B3 ou Índice BM&FBovespa. Em resumo, ele mede o comportamento médio das ações mais negociadas e com maior representatividade do setor financeiro na B3.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em outras palavras, a sua carteira teórica é composta por ativos de maior negociabilidade e representatividade do setor financeiro da bolsa.

Desse modo, o seu intuito é medir a performance das empresas que fazem parte da sua carteira teórica. Um detalhe importante sobre o IFCN, é que ele é um índice de retorno total.

Isso significa que ele reflete tanto as oscilações de preços das ações que fazem parte da sua carteira, quanto a distribuição de dividendos.

O que é IFCN B3: saiba como funciona o índice financeiro da B3

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Dessa forma, ele demonstra o impacto que a distribuição de dividendos causa no retorno do índice. Além disso, o IFCN é calculado em tempo real.

Sendo assim, ele leva em conta as cotações das ações da sua carteira teórica de forma instantânea. Se você quer investir em empresas do setor financeiro, usar o IFCN pode ser uma boa.

É claro que você não deve investir tendo como base apenas este indicador. Entretanto, como ele é focado no setor financeiro, ele pode servir como um parâmetro desse setor.

O setor financeiro

A bolsa de valores é composta por setores de acordo com as atividades das empresas e os critérios de classificação da B3. Nesse sentido, os setores da bolsa são os grupos onde as empresas de capital aberto se encaixam.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Para definir em qual setor uma empresa pertence, a B3 leva em conta os produtos e serviços que a companhia oferece. Mas, são considerados apenas os produtos e serviços que resultam em maior faturamento para as empresas.

O que é IFCN B3: saiba como funciona o índice financeiro da B3

O setor financeiro em específico, é composto por empresas como bancos, corretoras e seguradoras. Sendo que as categorias do setor financeiro são:

  • Holding diversificadas;
  • Exploração de imóveis;
  • Intermediários financeiros;
  • Securitizadoras de recebíveis;
  • Previdência e seguros;
  • Serviços financeiros diversos.

IFCN versus Ibovespa

O Ibovespa é o principal índice da bolsa brasileira. Ele é o resultado da performance das ações com maior negociabilidade e representatividade da B3.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A semelhança entre o IFCN e o Ibovespa, é que ambos representam o desempenho médio das ações mais negociadas na bolsa.

O que é IFCN B3: saiba como funciona o índice financeiro da B3

Contudo, eles são diferentes em relação à composição da carteira. Enquanto o IFCN considera apenas as ações do setor financeiro, o Ibovespa engloba todos os setores da B3.

Portanto, o Ibovespa pode ser usado como um termômetro do desempenho do mercado de ações como um todo. Já o IFCN serve para verificar o desempenho apenas das empresas do setor financeiro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Composição do índice

O IFCN é composto por ações e units que fazem parte das categorias de intermediários financeiros, previdência e seguros e seguros financeiros diversos.

Além disso, para fazer parte da composição do índice, a ação deve estar entre os 99% mais negociados no período das 3 carteiras anteriores.

Outro critério para fazer parte do índice financeiro é ter presença de 95% em pregão desde o início das negociações e no período de vigência das 3 carteiras anteriores.

Por fim, essas ações não podem ser penny stock, isto é, serem negociadas por menos de R$ 1,00. Além desses critérios de inclusão, temos ainda os critérios de exclusão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Dessa maneira, não podem participar do IFCN os BDRs e ações de empresas em recuperação judicial ou extrajudicial.

Também não podem participar as companhias em regime especial de administração temporária e intervenção. Enfim, algumas das ações que fazem parte do IFCN são:

Como investir no IFCN da B3?

O IFCN não é um ativo, logo, não é possível investir diretamente nele. Ele serve principalmente como um indicador a ser usado ao escolher ações no setor financeiro. Apesar disso, existem duas formas de investir usando o IFCN:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
  1. Investir nas ações que fazem parte do índice;
  2. Comprar um ETF que use o IFCN.

Na primeira alternativa, é preciso consultar quais ações fazem parte da carteira do IFCN. Depois disso, basta comprar os mesmos ativos na mesma proporção.

Apesar de parecer uma boa estratégia investir nas mesmas ações do IFCN, o fato é que essa não é uma boa opção. Isso porque, neste caso, você não consideraria o seu perfil de investidor e a qualidade das ações.

A outra forma de investir no IFCN é por meio de ETFs. Em síntese, os Exchange Traded Funds (ETFs), são fundos que replicam um índice.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Essa é uma opção bem prática para investir no IFCN. Afinal de contas, o gestor será o responsável por replicar o índice e obter um retorno parecido com o IFCN.

Enfim, agora que você sabe o que é IFCN da B3, leia também: O que é circuit breaker: como funciona e histórico na Bovespa


Conte-nos a sua opinião...