Rússia ataca e começa guerra na Ucrânia: como isso influencia seus investimentos?

24 de fevereiro de 2022 - por Jaíne Jehniffer


Na madrugada do dia 23 para o dia 24 de fevereiro, a Rússia atacou a Ucrânia. Sendo que o ataque foi por água, por terra e pelo ar.

Ainda não sabemos como será o desenrolar deste conflito, mas este é o primeiro ataque de um país ao outro em busca de território nos últimos 80 anos.

Portanto, trata-se de uma situação nova, onde não sabemos ainda o que está acontecendo. Contudo, como o mundo é globalizado, sabemos que hoje em dia não existe mais conflito localizado.

Afinal de contas, os países importam produtos uns para os outros e têm relações comerciais amplas. É por isso que todos os tipos de ativos amanheceram em queda.

Nesse contexto, a pergunta que fica é: o que vai acontecer agora?

Contexto da guerra na Ucrânia

Todos nós lamentamos o que está acontecendo na Ucrânia e nos solidarizamos com todas as pessoas que estão passando por momentos tão difíceis.

No entanto, como este site é voltado para o mundo dos investimentos, temos que te contar como este conflito irá impactar os seus investimentos.

Para isso, você precisa entender primeiro como está o contexto deste conflito. Nesta madrugada, a Rússia atacou a Ucrânia.

Com isso, uma grande quantidade de pessoas está deixando Kiev, a capital da Ucrânia. Essas pessoas estão se dirigindo para a Europa para sair do meio do conflito.

Acontece que esse grande número de pessoas entrando em países europeus pode acabar desestabilizando estes países.

Ao mesmo tempo, os EUA não está em seu melhor momento para se envolver em conflitos. Já na ONU existem 2 cadeiras da China e da Rússia e eles têm o poder de veto.

Logo, qualquer medida que a ONU tomar, eles podem vetar a ONU. Com isso, a ONU está pedindo para a Rússia parar, mas Putin, presidente da Rússia, parece que não vai ceder. Portanto, este conflito pode se estender por muito tempo.

Como a guerra na Ucrânia afeta os investimentos?

A Rússia atacou a Ucrânia nesta madrugada, mas já podemos ver impactos na economia. Isso porque os países possuem relações comerciais entre si.

Por exemplo, a Alemanha é a principal importadora de gás natural da Rússia. Outro exemplo disso é o Brasil, que exporta carne para a Rússia.

Dessa maneira, qualquer medida que for tomada contra a Rússia, pode impactar vários outros países.

É preciso considerar também o papel da China neste conflito. Isso porque os líderes da Rússia e da China já tinham feito reuniões antes. Não sabemos, por exemplo, se a China vai aproveitar para invadir Taiwan.

Com todos esses entrelaçamentos, o que sabemos é que os impactos na economia mundial são imprevisíveis. Ou seja, não sabemos como o conflito irá se desenrolar, logo, não temos como saber quais os impactos ele irá trazer.

O que podemos notar neste primeiro momento é que o Bitcoin e o Ethereum tiveram uma grande queda. As bolsas de valores do mundo todo também amanheceram em queda.

Impactos no Brasil

Assim como o restante do mundo, a bolsa brasileira amanheceu em queda. Antes a bolsa e o câmbio estavam se beneficiando do fluxo estrangeiro atraído pelas commodities.

Contudo, com o início do conflito nesta madrugada, o Ibovespa caiu e o dólar subiu. Além do impacto no mercado financeiro, a inflação no Brasil que pode subir ainda mais.

Inclusive, é provável que a Petrobras tenha que fazer um novo reajuste de preços muito em breve. Então já sabe, né? A gasolina pode ficar ainda mais cara.

A guerra na Ucrânia envolve ainda o preço do dólar. Hoje ele já subiu e pode continuar subindo. Isso porque, com o conflito, os investidores tendem a focarem em ativos mais seguros.

Além disso, é possível que com a incerteza sobre o desenrolar do conflito, as pessoas possam resgatar suas aplicações antes do carnaval, já que a bolsa brasileira fecha por alguns dias.

Sendo assim, as pessoas podem resgatar suas aplicações, pois não sabem como estará o mercado depois do feriadão de carnaval no Brasil.

Existe ainda o fato de que a Rússia e a Ucrânia são grandes exportadoras de commodities agrícolas tais como trigo, milho e petróleo. Logo, as empresas que exportam essas commodities podem ser diretamente afetadas pelo conflito.

Além disso, se a inflação continuar a subir, os juros também vão continuar subindo. Sendo que o aumento dos juros pode trazer várias consequências para a economia brasileira.

Há uns dias eu fiz um texto aqui no site explicando algumas das consequências da Selic alta. Recomendo que você leia este texto. Basta clicar AQUI.

Enfim, já podemos ver alguns impactos da guerra na Ucrânia no Brasil, tais como a alta do dólar e a queda da Bolsa. Mas ainda não temos certeza de quais serão todas as consequências do conflito.

Como se proteger?

Com as criptomoedas e as bolsas do mundo todo em queda, surge a pergunta: como proteger a carteira de investimentos?

Sinto muito ter que te dizer isso, mas, tratando-se de bolsa de valores, não tem como se proteger disso. Isso significa que durante os conflitos, vão ocorrer muitas oscilações na carteira.

No curto prazo, as oscilações vão refletir o que estiver acontecendo no mercado e com a guerra da Ucrânia. Até porque, as empresas estão em uma situação delicada.

Por exemplo, se os EUA aplicarem uma sanção na Rússia, as empresas norte-americanas que exportam para a Rússia, não poderiam mais exportar. De fato, é uma situação bem complicada.

Essa situação pode se agravar muito e resultar em um dos piores conflitos da história da humanidade. É claro que todos esperamos que isso não aconteça, mas pode acontecer e a bolsa reflete essa possibilidade.

Como eu disse, não tem como você se proteger das oscilações na bolsa. Contudo, você pode montar uma proteção parcial de carteira. Os grandes investidores costumam recorrer ao ouro para isso.

Isso porque o ouro tem as características de uma boa reserva de valor. Sendo que as características de uma reserva de valor são:

  1. Preservação do valor ao longo do tempo;
  2. Ser escasso e difícil de ser encontrado;
  3. Possuir liquidez;
  4. Não se deteriorar com o passar do tempo.

Raul Sena, o Investidor Sardinha, pretende continuar com a sua estratégia de investimentos. Isso envolve uma boa diversificação em diferentes classes de ativos, no Brasil e no exterior.

Para saber mais sobre o posicionamento do Raul, assista ao vídeo:

Enfim, agora que você sabe como a Guerra na Ucrânia afeta os investimentos, leia também: 8 empresas da bolsa com mais de 100 anos

Fonte: Roteiro de Raul Sena.

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil