Agentes econômicos, o que são? Lista dos principais e relação entre eles


Os agentes econômicos são as pessoas jurídicas ou físicas que, através de suas ações, contribuem para o pleno funcionamento do sistema econômico. Dessa maneira, temos que os cinco principais são: famílias, empresas, mercado, Estado e o mundo.

Todos os agentes são importantes para o sistema econômico, sendo que eles são responsáveis por partes diferentes do sistema. Um agente pode, por exemplo, contribuir com a demanda enquanto outro é responsável pela oferta. 

Apesar de terem funções diferentes, todos os agentes econômicos interagem entre si em uma relação de interdependência. Portanto, nenhum deles consegue se desenvolver sozinho. 

O que são agentes econômicos?

Todos os tipos de sistemas econômicos têm agentes econômicos que possibilitam o funcionamento do sistema.

Sendo que, esses agentes econômicos são pessoas físicas ou jurídicas que fazem o sistema econômico funcionar por meio de suas ações.

Em outras palavras, os agentes econômicos são os sujeitos que exercem alguma influência direta ou indireta no circuito econômico nacional.

Sendo que eles têm funções econômicas diferentes em si e estabelecem entre si várias relações de índole econômica.

Sendo assim, um agente econômico pode ser pessoas, instituições ou ainda um ambiente. Ou seja, é a sua existência que possibilita a formação do mercado de capitais.

Um detalhe importante é que cada participante do sistema econômico tem sua própria função e participação, que em conjunto faz com que a economia funcione.

Agentes econômicos, o que são? Lista dos principais e relação entre eles

Uol

Eles são engrenagens do sistema econômico. Logo, eles podem ser responsáveis por partes diferentes do sistema.

Dessa forma, um agente pode ser aquele que contribui com a oferta, demanda ou ainda ser uma entidade reguladora. 

Quais são os agentes econômicos

Todos os agentes são essenciais para o funcionamento do sistema econômico. Sendo que cada um contribui com o funcionamento de certa parte do sistema.

Desse modo, temos cinco principais agentes: famílias, empresas, mercado, Estado e o mundo

1- Famílias

São considerados como famílias o agrupamento de indivíduos, que atuam no mercado como consumidores ao comprarem bens e serviços ofertados por outros agentes.

Logo, é tido como família não apenas os indivíduos com vínculo de sangue. Mas também as pessoas que têm interesses em comum.

As famílias também podem ser proprietárias de fatores de produção, como por exemplo, terra, capital e trabalho.

As famílias tem papel essencial no sistema econômico. Isso porque, o seu nível de consumo influencia de forma direta na atuação de outros agentes.

Agentes econômicos, o que são? Lista dos principais e relação entre eles

Ods

Dessa forma, as empresas, que são outro agente, estão sempre em busca de formas de impactar as famílias para que elas possam comprar mais.

Além de serem responsáveis pela demanda, as famílias também atuam como mão de obra na produção das empresas.

Ou seja, elas contribuem com outros agentes na produção de bens e serviços. Sendo que elas são as principais consumidoras desses mesmos bens e serviços.

Em resumo, a função das famílias é consumir bens e serviços e contribuir com o desenvolvimento econômico do país. É por isso que as famílias é um dos principais agentes econômicos.

2- Empresas

As empresas são as responsáveis pela produção de bens e serviços em diferentes setores. Em outras palavras, o papel das empresas é ofertar produtos e serviços para as famílias.

Desse modo, elas contribuem para o desenvolvimento econômico da nação. Para que possam produzir e viabilizar a comercialização de bens e serviços, as empresas contratam trabalhadores junto às famílias.

Logo, este agente é essencial para a manutenção do sistema econômico. Afinal de contas, para que as famílias possam consumir, elas precisam de uma fonte de renda e de produtos no mercado.

Dessa forma, as empresas pagam salários para as famílias que usam esses recursos para comprar bens e serviços das empresas.

A intenção das empresas ao empregar os fatores de produção é possibilitar sua atividade produtiva com o objetivo de maximizar os lucros.

Legado e família

Em síntese, as empresas são responsáveis pela oferta de empregos, o que proporciona dinheiro para que as famílias possam consumir os produtos ofertados pelas empresas.

Em um ambiente de livre mercado, as empresas têm maior concorrência. Logo, elas competem entre si para oferecer as melhores soluções e as melhores preços para os consumidores.

Por outro lado, existem também os monopólios que também são agentes econômicos. Porém, eles não têm a concorrência para estimular o oferecimento de melhores soluções.

Além das empresas, existem ainda as instituições financeiras que são tidas como uma agente econômico à parte. Isso porque, elas atuam na captação de poupança e na concessão de empréstimos.

3- Mercado

O mercado é o ambiente onde ocorre a relação entre as famílias e as empresas. Portanto, não se trata de uma pessoa ou entidade, mas sim de um local onde ocorre o processo de compra e venda de bens e serviços.

O mercado é regido pela lei de oferta e demanda. Isto é, a oferta de produtos das empresas em troca da demanda das famílias. 

4- Estado

O Estado, como agente econômico, tem a função de distribuir riqueza e zelar pelas necessidades coletivas.

Ele se relaciona com os demais agentes através dos ajustes e definições de mercado realizadas por seus órgãos relacionados à economia.

Tempo de politica

De maneira geral, o papel do Estado é a maximização geral do bem-estar da população. Sendo assim, ele não tem a mesma função das empresas, que é maximizar os lucros.

No entanto, muitas vezes o governo não consegue atingir seus objetivos. Enfim, o Estado atua através das instituições e entidades que direta ou indiretamente são controladas ou atuam em conjunto com o Estado.

5- Resto do Mundo

O mundo é um agente econômico porque vivemos em tempos de globalização.

Desse modo, como as relações entre os países estão cada vez mais estreitas, o papel deste agente é possibilitar o intercâmbio de bens, capitais e serviços.

Além disso, com o estreitamento das relações, as medidas tomadas em um país, acabam por influenciar os agentes do outro. 

Relações entres agentes econômicos

Os agentes econômicos têm funções diferentes dentro do sistema econômico. Entretanto, eles têm uma relação de interdependência.

Logo, um agente não consegue se desenvolver sem a contribuição de outros. Apesar de serem interdependentes, cada agente tem suas próprias características que os destaca dos demais.

Agentes econômicos, o que são? Lista dos principais e relação entre eles

Finance one

Um exemplo de relação entre os agentes, é o governo, que deve se relacionar com as empresas e manter um diálogo com as famílias, para que tenha força de atuação.

Outro exemplo é a situação onde o Estado decide aumentar os impostos das empresas e esse valor é repassado para as famílias que passarão a consumir menos.

Em síntese, os agentes econômicos são os pilares da economia, que dependem de uma relação de interdependência para se desenvolverem.

Sendo assim, cada um deles procura a maximização de seus recursos e a otimização dos lucros.

LEIA MAIS

Fontes: Mais retorno Boletim e.;  Portal; Suno; Info pedia; e, por fim; The cap.

Conte-nos a sua opinião...