Lições de O Investidor Inteligente: 9 ensinamentos preciosos do livro


Você certamente já ouviu falar do livro O Investidor Inteligente de Benjamin Graham. Afinal de contas, este livro é considerado como a bíblia dos investidores.

Isso porque, no livro, Graham fala sobre vários aspectos importantes ao investir. Desse modo, ao ler essa obra, você tem acesso a diversas lições que podem te ajudar a investir melhor.

Caso você não tenha lido o livro ainda, a nossa lista vai servir para que você fique com vontade de ler a obra. Mas caso você já tenha lido, essa lista serve como um lembrete das principais lições de O Investidor Inteligente.

Lições de O Investidor Inteligente

O Investidor Inteligente é um livro escrito por Benjamin Graham (1894-1976). Como a obra foi publicada em 1949, algumas informações são tidas como datadas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Contudo, a essência e os ensinamentos do livro são bastante atuais. Não é atoa que este livro é considerado a bíblia dos investidores. Sendo assim, a obra conta com muitas lições valiosas, confira:

1- Investimento versus especulação

É muito comum ouvirmos que a pessoa que negocia ações é investidor. Mas a verdade é que existe uma diferença entre investimento e especulação.

No livro, Graham difere os dois termos e salienta que é muito importante não confundi-los. Graham explica que o especulador é a pessoa que toma decisões tendo como base as variações nos preços das ações.

Lições de O Investidor Inteligente: 9 ensinamentos preciosos do livro

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Sendo que essas pessoas têm foco, sobretudo, no curto prazo. Por outro lado, as pessoas que aplicam em ações de boas empresas e têm foco de longo prazo, são investidores.

Dessa maneira, a principal diferença entre os dois é que o especulador é guiado pela cotação e aplica no curto prazo. Já o investidor analisa as empresas e tem foco no longo prazo.

2- Análise os indicadores

Graham defende que o investidor deve guiar suas decisões tendo como base a análise dos indicadores da empresa. Ou seja, ao investir não tenha como base a variação dos preços.

Ao invés disso, prefira analisar os indicadores da empresa. Com isso, você aumenta as chances de investir em boas ações. Uma boa forma de fazer essa análise é por meio da análise fundamentalista.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma dica: não use a análise técnica. Esse tipo de análise é muito usada por pessoas que fazem day trade. O problema é que essa análise não indica a qualidade da empresa e tem foco no curto prazo.

A análise técnica serve basicamente para tentar prever o futuro, o que é impossível. Portanto, prefira uma análise que verifique a qualidade da empresa e tenha como foco o longo prazo.

3- Usar o Buy and hold é uma das lições de O Investidor Inteligente

O termo buy and hold pode ser traduzido como comprar e segurar. Desse modo, a intenção com o buy and hold é investir em boas ações e ficar com elas por muitos anos.

Lições de O Investidor Inteligente: 9 ensinamentos preciosos do livro

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

4- Variações do mercado

Pode ser difícil, principalmente para os investidores iniciantes, não se pautar pelas variações do mercado. Porém, tenha em mente que é normal as ações passarem por altas e baixas.

Entender isso é importante, caso contrário, você será levado pelas flutuações do mercado. Sendo que se você negociar ações com base nas flutuações, você não estará investindo, estará especulando.

5- Pense por si mesmo

Ao invés de seguir o mercado, pense por si mesmo. No livro, Graham explica as variações do mercado com a figura do Senhor Mercado.

Em resumo, o Sr. Mercado é um personagem fictício que representa o sócio de uma empresa e o comportamento do mercado como um todo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O Sr. Mercado tem um humor que varia bastante. Sendo assim, em alguns dias ele está otimista e oferece um valor alto pelas ações que você tem da empresa.

Em outros dias ele está pessimista e oferece um valor baixo. Ao investir é preciso se lembrar que o humor do Sr. Mercado varia, mas isso não muda o valor da empresa.

Portanto, ao invés de entrar na onda do Sr. Mercado, pense por si mesmo. Com isso as chances de você obter os resultados desejados aumentam.

Lições de O Investidor Inteligente: 9 ensinamentos preciosos do livro

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

6- Margem de segurança

No livro O Investidor Inteligente, Graham explica que para minimizar os riscos ao investir em ações, você deve ter uma margem de segurança.

Essa margem é a diferença entre o preço e o valor da ação. Dessa forma, para ter uma boa margem de segurança, você deve aplicar em uma ação com preço abaixo do valor intrínseco.

Um bom momento para encontrar ações deste tipo é em momentos de pessimismo exagerado. Isso porque, nesses momentos o preço não reflete o valor, logo, você pode comprar ações de alto valor com preço baixo.

7- Não seja o seu próprio inimigo

Ao investir, você deve ter uma estratégia de investimentos sólida e ser disciplinado. A estratégia serve para que você invista nos ativos certos, de acordo com os seus objetivos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Já a disciplina é essencial para que você não seja levado pela emoção. Sendo que a emoção pode te atrapalhar muito ao investir e resultar em grandes prejuízos.

Afinal de contas, a emoção pode fazer com que você seja afetado pelo efeito manada. Com isso, você pode aplicar em ativos ruins ou vender os que você tem no momento errado.

Portanto, tenha uma boa estratégia e disciplina para não ser o seu principal inimigo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

8- Conhecer o negócio é mais uma dentre as lições de O Investidor Inteligente

Não invista em algo que você não conhece. Estude tanto os indicadores da empresa, quanto o negócio em si. O que a empresa faz? De onde vem a sua receita? Qual é a sua estratégia? Como ela se posiciona em seu setor de atuação?

Você deve saber todos esses dados e outros. Afinal de contas, ao investir você se torna sócio da empresa. Além disso, depois de investir não deixe de continuar acompanhando a empresa.

9-Preço importa

Você não deve investir tendo como base a variação dos preços. Entretanto, é preciso levar em conta o preço da ação. Pode parecer contraditório, mas não é.

Acontece que algumas empresas têm um bom desempenho e uma perspectiva muito boa para o futuro. Isso faz com que ela seja precificada com um preço alto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Esse preço alto diminui a sua margem de segurança. Sendo que em alguns casos, a precificação pode ser maior que o valor intrínseco da ação.

Por isso, você não deve se deixar guiar pelas cotações. Mas deve verificar se o preço está acima do valor. Se este for o caso, essas ações podem não valer a pena.

Outras lições de O Investidor Inteligente

Além das lições acima, algumas outras lições do livro que servem como dicas para investir melhor são:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

1- O futuro não é uma projeção do passado: Não adianta usar os movimentos do mercado para tentar prever o futuro.

Apesar disso, os resultados passados de uma empresa podem servir como um indicador da solidez ou fraqueza de uma empresa.

2- Valor e preço são diferentes: O preço é o quanto você paga por uma ação. O valor é o que torna a empresa em um sucesso ou fracasso e que garante a sua sobrevivência ou não, no longo prazo.

3- Paciência: Investir no longo prazo exige paciência. Porém, com o tempo você vai ver que os juros compostos aliados ao tempo podem trazer altos retornos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

4- Educação financeira: Estudar sobre investimentos e sobre o mercado é essencial para todos os investidores.

5- Administração da empresa: Saiba quem são os gestores do negócio que você investe. Uma boa administração pode trazer ótimos resultados.

6- Diversificação: A diversificação é essencial para diluir os riscos e potencializar os resultados. Se você não sabe como diversificar corretamente, assista ao vídeo de Raul Sena, o Investidor Sardinha:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Enfim, agora que você conhece as principais lições de O Investidor Inteligente, aproveite para ler também: O homem mais rico da Babilônia: lições e ensinamentos do livro


Conte-nos a sua opinião...