Melhores investimentos para 2023: veja como ganhar dinheiro

Descubra quais são os melhores investimentos para 2023, levando em conta o cenário político, econômico e a Selic alta.

23 de dezembro de 2022 - por Jaíne Jehniffer


A escolha dos melhores investimentos para 2023 depende de uma série de fatores. Isso porque o mercado financeiro é afetado pelo cenário econômico e político do Brasil e do mundo.

Inclusive, o ano de 2023 no Brasil será muito marcado pela pauta política. Principalmente por causa do novo governo presidencial e a renovação de grande parte do legislativo.

Sendo assim, o cenário político afeta os movimentos do mercado financeiro. Ou seja, as decisões do novo governo irão afetar o comportamento do mercado financeiro.

Inicialmente, o mercado deve observar como será a postura do novo governo: mais contido ou mais agressivo nos gastos públicos.

O mercado também vai ficar de olho na atitude do novo governo em relação ao teto de gastos e os nomes que irão fazer parte da equipe econômica.

Desse modo, o mercado observa e reage de acordo com as atitudes do governo.

Além disso, existe ainda a questão da inflação, que é um problema persistente não apenas no Brasil, mas em várias partes do mundo.

Por falar em mundo, os acontecimentos internacionais também afetam a economia e consequentemente, a bolsa brasileira. Exemplos disso é a Guerra na Ucrânia.

Enfim, alguns aspectos que devem afetar os movimentos do mercado são: incertezas sobre a política econômica do governo Lula, inflação alta, guerra na Ucrânia e etc.

Quais são os melhores e principais investimentos para 2023?

O mercado financeiro será muito pautado pela política em 2023. Um dos motivos para isso, é que o mercado irá reagir de acordo com as atitudes do novo governo.

Além disso, o mercado financeiro também será impactado pela inflação. Isso porque, com a inflação alta, a tendência é que a Selic continue alta por mais um tempo.

Sendo que a Selic alta pode ser desvantajosa para alguns tipos de investimentos, mas também abre a possibilidade de lucrar com outras aplicações.

Enfim, confira alguns ativos que podem ser uma boa opção para 2023:

1- Ações

As ações são frações de empresas negociadas na bolsa de valores. Sendo assim, ao investir em ações de certa empresa, você se torna sócio da companhia.

As ações podem ser uma boa opção para 2023, mas com foco no longo prazo.

Isso porque, dependendo de como a bolsa se movimentar, você pode comprar ações de boas empresas por um preço baixo e lucrar com elas no longo prazo.

2- Fundos imobiliários

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) são um tipo de fundo de investimento, com foco na aplicação em imóveis ou títulos relacionados ao setor imobiliário.

Assim como as ações, os fundos imobiliários são uma boa opção para o longo prazo. Contudo, eles costumam ser escolhidos, sobretudo, para quem gosta de receber proventos.

3- Fundos de investimento

Os fundos de investimento funcionam como uma reunião de investidores com foco na aplicação em um setor ou ativo em específico.

Sendo assim, existem vários tipos de fundos de investimentos, de acordo com o tipo de ativo que ele investe.

Vale a pena ficar de olho nas oportunidades que surgirem em fundos de investimento em 2023.

4- ETFs nacionais

A sigla ETF significa Exchange Traded Funds. Basicamente, é um tipo de fundo que investe nos mesmos ativos do índice de referência.

5- Renda fixa

Por fim, outra opção de investimento para 2023, são os ativos de renda fixa. Eles podem ser uma boa opção de aplicação, por causa da Selic alta.

Isso porque, com a Selic alta, os ativos de renda fixa oferecem uma rentabilidade mais alta. Sendo assim, vale a pena ficar de olho para aproveitar os ativos que oferecem as melhores opções.

Como ganhar mais com juros altos?

Com a Selic alta, os títulos de renda fixa passam a oferecer um retorno mais alto. Portanto, investir nesse tipo de ativo pode ser uma boa opção.

Sendo que existem vários tipos de títulos de renda fixa como, por exemplo:

Uma dica extra para aproveitar a alta da Selic ao investir na renda fixa, é optar por títulos atrelados ao IPCA.

Isso porque esses títulos pagam uma taxa de juros mais a inflação do período. Sendo assim, você fica protegido contra a inflação alta.

Investir no exterior será uma boa opção?

A inflação alta é um problema não apenas no Brasil, mas em várias partes do mundo. Inclusive, os EUA e vários países da Europa, estão subindo suas taxas de juros para controlar a inflação.

O problema é que a alta dos juros eleva as chances de recessão, já que os juros elevados por muito tempo derrubam o consumo, afetando a economia.

Portanto, investir no exterior é mais arriscado. Apesar disso, investir somente no Brasil não é a melhor escolha.

Enfim, fique de olho no comportamento do mercado e faça uma boa análise antes de investir tanto no Brasil, quanto no exterior.

LEIA MAIS

Política fiscal: o que é, como funciona e efeitos na economia

A melhor empresa para investir em 2023

Lula eleito – o que fazer com seus investimentos?

Selic a 13,25%: o que isso significa e o que fazer com a alta extrema?

OCDE diz que inflação é principal risco para perspectiva econômica

Política expansionista: aprenda o que é e como funciona

Política contracionista: o que é e como funciona?

Fontes: Uol, Toro investimentos e Inteligência financeira.

10 livros essenciais para entender sobre economia comportamental

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR