Setores da bolsa de valores – Definição e lista dos principais segmentos


Os setores da bolsa de valores são divididos de acordo com os segmentos de mercado das empresas. Em outras palavras, a bolsa de valores é dividida por áreas e as empresas, ao abrirem o capital, se enquadram dentro de alguma dessas categorias.

Conhecer os setores da bolsa de valores é importante na hora de analisar as ações para investir. Isso porque, cada setor possui uma característica, que está aliada às possíveis oscilações que o setor pode sofrer. Por exemplo, o setor cíclico pode passar por mais oscilações do que o não-cíclico.

Os segmentos da bolsa também são importantes para as pessoas que gostam de diversificar os investimentos. Afinal, não basta apenas variar as empresas, é preciso diversificar também o setor.

O que são os setores da bolsa de valores

Os setores da bolsa de valores são os segmentos de mercado, onde as empresas atuam em diferentes áreas econômicas. De forma geral, as Companhias que atuam em áreas similares são enquadradas nos mesmos setores.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em outras palavras, para facilitar a identificação das empresas, a bolsa de valores estabeleceu diversos setores segundo os produtos e serviços ofertados pelas empresas. 

O estado online

Desse modo, os setores servem como uma forma de identificar de qual área é uma empresa. Essas divisões são importantes em diversos momentos, inclusive na hora de analisar uma ação para investir. 

Quais são os setores da bolsa de valores?

Os principais setores da bolsa de valores são:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

1- Bens industriais

O setor de bens industriais é um dos maiores da bolsa de valores, sendo que ele engloba outros subsetores como, por exemplo, o de construção, comércio, material de transporte e máquinas.

Algumas empresas que se enquadram nesse setor são líderes de mercado como a Weg, a Ecorodovias e a Gol.

Setores da bolsa de valores - Definição e lista dos 10 principais segmentos

Mercado

2- Consumo cíclico na bolsa de valores

A área de consumo cíclico engloba setores que são sensíveis aos ciclos econômicos, como o vestuário, utilidades domésticas, viagens e automóveis.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Esse é um dos maiores setores da bolsa de valores, pois envolve diversas atividades que são consideradas como “não essenciais”. Alguns exemplos de empresas desse setor são Magazine Luiza, Lojas Renner e CVC

3- Consumo não-cíclico

O consumo não-cíclico é aquele tido como essencial para a manutenção da vida. Dessa maneira, as empresas que fazem parte desse setor são, principalmente, as alimentos e bebidas.

Trade map

Em resumo, independente do ciclo econômico, de alta ou baixa, as pessoas vão continuar a consumir esses produtos. Os investidores que aplicam nesse tipo de ativo, normalmente, estão em busca de montar uma carteira de investimentos defensiva, contra fortes oscilações. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

4- Saúde

O setor de saúde envolve diversos outros subsetores, como os de comércio e distribuição. Algumas empresas destaque desse segmento são: Raia Drogasil, Fleury e Odontoprev.

5- Comunicações

O setor de comunicações da B3 envolve as áreas de mídia, telecomunicações e telefonia fixa. Além disso, outras áreas, como a produção e difusão de filmes também, fazem parte desse segmento. Empresas como Oi e Tim se enquadram nesta categoria. 

Setores da bolsa de valores - Definição e lista dos 10 principais segmentos

Invest news

6- Financeiro

O segmento financeiro também é um dos maiores setores da bolsa. Nele estão presentes os grandes bancos e subsetores, como de previdência e seguros. Alguns bancos que fazem parte dele, são: Itaú, Bradesco e Santander

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

7- Petróleo, Gás e Biocombustíveis

A Petrobrás é a empresa que domina esse setor da bolsa de valores. Uma curiosidade é que esse segmento não engloba nenhum subsetor. Algumas empresas que fazem parte dele, fora a Petrobrás, são: Petro Rio e Cosan.

Fleury

8- Materiais Básicos na bolsa de valores

O segmento da bolsa de materiais básicos é voltado para o fornecimento de matéria-prima para outras áreas. Esse setor possui uma alta relação com o dólar, já que muitas empresas de materiais básicos exportam. A Duralex, Unipar e Gerdau são algumas empresas dessa área da bolsa.

9- Utilidade Pública

O setor de utilidade pública é composto, principalmente, por empresas estatais. A sua área de atuação é voltado para o saneamento e energia. Algumas empresas que fazem parte desse segmento são: Sabesp, Sanepar e Taesa

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Setores da bolsa de valores - Definição e lista dos 10 principais segmentos

Veja

10- Tecnologia da informação

O segmento de tecnologia da informação não está entre os maiores setores da bolsa de valores. Porém, ele engloba subsetores como programas, computadores e equipamentos. Algumas empresas como Sinqia, Linx e Locaweb se enquadram nessa área. 

Vale a pena investir baseado nos setores da bolsa de valores?

Em síntese, para as pessoas que optam por diversificar a carteira de investimentos, a diversificação por setor é sempre levado em consideração. Isso porque, não basta apenas diversificar entre empresas que sejam do mesmo setor. 

Vamos para um exemplo prático: Suponhamos que você investiu no setor financeiro, por exemplo, no Itaú, Banco do Brasil e Santander. Com esses investimentos você terá diversificado as empresas, mas caso todo o setor financeiro tenha baixa, sua carteira pode sofrer. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Setores da bolsa de valores - Definição e lista dos 10 principais segmentos

Influu

Por isso existe a diversificação de setores. Dessa forma, ao invés de investir em três empresas do setor financeiro, você opta, por exemplo, por uma empresa de saúde, outra de consumo não-cíclico e uma da área financeira. 

Em resumo, conhecer os setores e identificar quais ações pertencem a qual setor, é uma estratégia para diversificar de verdade os investimentos. Para entender mais sobre diversificação de investimentos, veja o vídeo de Raul Sena:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

E aí, gostou de descobrir quais são os setores da bolsa de valores e como eles são importantes na hora de investir? Então aproveite também para descobrir qual é o Setor mais barato da B3 – Qual é, principais valores e características

Fontes: André Massaro e Investificar 

Imagens: Capital research, Invest news, O estado online, Mercado, Trade map, Invest news, Fleury, Veja e Influu

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conte-nos a sua opinião...