Onde investir 10 mil reais? Conheça os melhores ativos!

Saber onde investir 10 mil reais é essencial para que você tenha bons rendimentos e consiga multiplicar o seu patrimônio.

16 de março de 2022 - por Jaíne Jehniffer


Se você tem uma certa quantia em dinheiro, é essencial investir em bons ativos. Pensando nisso, hoje eu vou ensinar onde investir 10 mil reais, mas as opções também servem para outros valores.

Onde investir 10 mil reais?

Existem muitas opções de ativos financeiros no mercado onde você pode aplicar R$ 10 mil e ter um bom rendimento.

A poupança, apesar de ser a aplicação mais conhecida entre os brasileiros, não é uma boa alternativa. Isso porque ela proporciona um rendimento tão baixo que fica abaixo da inflação.

Ou seja, mesmo investindo, você ainda perde parte do seu poder de compra. É por isso que neste texto eu vou te explicar opções de aplicações mais rentáveis que a poupança, onde você pode investir seus 10 mil reais.

Mas, antes de investir, não se esqueça de organizar as suas finanças pessoais e montar uma reserva de emergência. Enfim, algumas opções são:

1 – Ações

Em resumo, as ações são frações de uma empresa negociada na bolsa de valores.

Sendo assim, ao investir em uma empresa, você se torna sócio dela. Isso significa que você tem alguns direitos, de acordo com o tipo de ação que você comprar:

  • Ações ordinárias. Essas ações dão direito ao voto nas assembleias da empresa. Com isso, você poderá contribuir com as decisões da empresa.
  • Ações preferenciais. Dão prioridade no recebimento de dividendos. Em outras palavras, você não poderá votar, mas tem prioridade nos proventos.

Ao investir em ações, não deixe de analisar os indicadores da empresa. Além disso, a minha dica é que você invista com foco no longo prazo. Dessa forma, as chances de altos retornos são maiores.

2 – Onde investir 10 mil reais: fundos de investimento

Os fundos de investimento, de maneira geral, são uma espécie de reunião de investidores focados em investir em um ativo ou setor em específico.

O responsável por fazer as aplicações do fundo é o gestor. Logo, o investidor não precisa escolher os ativos. Sendo que os fundos podem ser focados em diversos tipos de ativos. Por exemplo:

  1. Fundos de renda fixa. Essa é uma opção sobretudo para quem quer aproveitar as vantagens dos fundos, mas não quer correr muitos riscos. No entanto, fique atento às taxas cobradas e retorno do fundo.
  2. Fundos de ações. Existem fundos de ações que seguem as mais variadas estratégias de investimento. Isso faz com que alguns sejam mais arriscados do que outros.
  3. Fundos de Índices. Este tipo de fundo investe de acordo com um índice. Ou seja, ele replica a carteira teórica do índice. Logo, o retorno é similar ao índice de referência.
  4. Fundos multimercado. Por fim, este tipo de fundo pode aplicar nos mais diversos tipos de ativos.

3 – Fundos imobiliários

A terceira dentre as opções para você aplicar R$ 10 mil são os Fundos de Investimentos Imobiliário (FIIs). Eles são focados em aplicar em imóveis ou títulos relacionados ao setor imobiliário.

Apesar de ser um tipo de fundo de investimento, eu coloquei os FIIs separados dos fundos em geral nesta lista, pois os FIIs contam com algumas particularidades e vantagens.

Por exemplo, esse tipo de fundo tem a vantagem de, no geral, distribuir dividendos de forma mensal. Com esses dividendos, você pode reinvestir e aproveitar o efeito dos juros compostos, ou usar para a sua própria subsistência.

Outra vantagem é que os dividendos dos FIIs são isentos de Imposto de Renda. Contudo, vale destacar que os FIIs fazem parte da renda variável. Isso significa que o preço de suas cotas passam por oscilações.

4 – Tesouro direto

Os títulos do tesouro direto são uma opção de renda fixa. Isso significa que desde o momento da aplicação você sabe como vai funcionar o retorno do investimento.

Uma vantagem dos títulos do tesouro é o baixo risco. A desvantagem é que o retorno pode não ser tão alto quanto outras opções de ativos para se investir 10 mil reais. Enfim, os títulos do tesouro direto podem ser:

  • Tesouro Selic. É um tipo de título pós-fixado onde a rentabilidade varia de acordo com a taxa Selic.
  • Tesouro Prefixado. Neste caso, a taxa de retorno é a mesma desde a aplicação até o vencimento.
  • Tesouro IPCA+. Este é um título híbrido. Dessa maneira, o retorno depende do IPCA mais uma taxa de juros prefixada.

5 – Onde aplicar R$ 10 mil: CDBs

Os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) são títulos emitidos por bancos. Desse modo, ao investir em CDBs, você está emprestando o seu dinheiro para o banco em troca de uma taxa de juros.

A vantagem desses títulos é que você pode ter um retorno mais alto do que os títulos do tesouro direto. Além disso, eles também possuem baixo risco.

Isso porque eles são protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que devolve até R$ 250 mil por CPF e instituição em caso de calote.

6 – LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e do Agronegócio (LCA) são títulos de renda fixa emitidos por bancos.

O intuito desses títulos é captar recursos a serem destinados aos respectivos setores imobiliário e do agronegócio. Esses títulos funcionam de forma similar aos CDBs.

Sendo assim, eles também proporcionam um bom retorno e contam com a proteção do FGC. Entretanto, as LCIs e LCAs têm ainda a vantagem de que são isentas de imposto.

7 – Empreender

Por fim, você pode ainda investir 10 mil reais na abertura do seu próprio negócio. É claro que abrir o seu próprio negócio com apenas R$ 10 mil não é fácil, mas é possível.

Para isso, não deixe de analisar o mercado, se planejar e conhecer bem a área que você irá empreender. Algumas ideias de negócios que você pode abrir são:

  • Infoprodutos;
  • Loja virtual;
  • Conteúdo digital;
  • Revenda de produtos;
  • Marketing digital.

Enfim, gostou de conferir algumas opções de ativos onde você pode investir 10 mil reais? Então aproveite para aprender também o que é P/L: o que é, como calcular e analisar o Índice Preço/Lucro?

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos