Maiores pagadoras de dividendos – Quais são e como montar uma carteira


As maiores pagadoras de dividendos são as companhias que mais distribuem proventos de maneira consistente ao longo dos anos. Geralmente, essas empresas são sólidas, maduras e apresentam um bom lucro, o que as permite distribuir dividendos de maneira recorrente. 

Para os investidores com foco no longo prazo que planejam montar uma carteira de dividendos, conhecer quais as empresas que mais distribuem proventos é fundamental. 

Neste texto iremos listar as empresas que historicamente mais distribuíram dividendos. No entanto, esta lista não deve ser considerada como uma recomendação de investimentos. Afinal de contas, não é indicado escolher uma empresa apenas pelo fato dela pagar bons dividendos. 

Maiores pagadoras de dividendos

As empresas que historicamente mais pagam dividendos pertencem aos setores mais estáveis e sólidos da economia.

Desse modo, o setor elétrico, financeiro e petrolífero são os melhores pagadores de dividendos. Além disso, essas empresas são bastante negociadas, o que significa que suas ações possuem uma boa liquidez

A verificação das empresas que mais pagaram dividendos entre 2017 e 2020 foi feita com base no Dividend Yield (DY). Em resumo, o DY demonstra a relação entre os dividendos pagos e o preço da ação.

Sendo assim, quanto maior o resultado do cálculo: Dividend Yield = Dividendos pagos por ação / valor unitário da ação X 100, mais vantajoso é para o investidor.

Maiores pagadoras de dividendos e como montar a carteira de dividendos

The cap

Além de indicar o quanto a empresa está pagando por ação, o DY serve também para comparar as empresas entre si. Entretanto, é preciso ter cuidado com o Dividend Yield.

Acontece que se o preço da ação de uma empresa estiver muito baixo, vai parecer que a companhia distribui mais dividendos do que na realidade distribui.

Para decidir em qual empresa investir, é importante considerar o seu histórico. Passado não é garantia de futuro, porém, um histórico consistente de distribuição de dividendos indica que a empresa historicamente apresentou lucro e estabilidade, já que os dividendos só são pagos por empresas que tiverem lucros.

Confira quais foram as maiores pagadoras de dividendos de 2020, 2019, 2018 e 2017:

2020

Em 2020, as maiores pagadoras de dividendos, com base no cálculo do Dividend Yield foram: Cyrela Realt (CYRE3), BB Seguridade (BBSE3), Petrobrás BR (BRDT3), Sid Nacional (CSNA3), Itausa (ITSA4), Qualicorp (QUAL3), MRV (MRVE3), Telefônica Brasil (VIVT4), Smiles (SMLS3), ItauUnibanco (ITUB4), Taesa (TAEE11), BR Malls Par (BRML3).

Maiores pagadoras de dividendos e como montar a carteira de dividendos

Under the radar report

Outras empresas que também pagaram bons dividendos foram: Santander BR (SANB11), CCR SA (CCRO3), Bradesco (BBDC4), Bradespar (BRAP4), Cielo (CIEL3), Klabin S/A (KLBN11), Fleury (FLRY3), Banco do Brasil (BBAS3), Btgp Pactual (BPAC11), Engie Brasil (EGIE3), Eletrobras (ELET6), B3 (B3SA3), Hypera (HYPE3), Petrobrás (PETR4), Tim Part S/A (TIMP3) e Irbbrasil Re (IRBR3). 

As 10 maiores pagadoras de dividendos em 2019

No ano de 2019, as empresas que mais pagaram dividendos foram: BR Distribuidora (BRDT3), Itaúsa (ITSA4), BB Seguridade (BBSE3), Telefônica Brasil (VIVT4), Taesa (TAEE11), Engie Brasil (EGIE3), Eletrobras (ELET6), Itaú Unibanco (ITUB4), Cemig (CMIG4) e por fim, Banco do Brasil (BBAS3). 

2018

As maiores pagadoras de dividendos em 2018 foram: Eztec (EZTC3), Transmissão Paulista (TRPL4), Braskem (BRKM5), Copasa (CSMG3), Multiplus (MPLU3), Engie Brasil (EGIE3), BB Seguridade (BBSE3), Cemig (CMIG4), Ecorodovias (ECOR3) e Bradespar (BRAP4). 

Fool

As empresas que mais pagaram dividendos em 2017

Para finalizar, as empresas que mais pagaram dividendos no ano de 2017 foram: Eztec (EZTC3), Comgas (CGAS5), SLC Agrícola (SLCE3), Ferbasa (FESA4), Magnesita (MAGG3), Cia Hering (HGTX3), Smiles (SMLS3), Multiplus MPLU3), Bradespar (BRAP4) e Tupy (TUPY3). 

Como montar uma carteira de dividendos

A primeira coisa que você deve ter em mente ao montar uma carteira de dividendos é que não basta analisar o Dividend Yield.

Isso porque as carteiras de dividendos são criadas com foco no longo prazo e o intuito é ganhar tanto com dividendos, quanto com a valorização dos ativos na carteira. Portanto, é preciso que você analise profundamente a empresa, assim você saberá se ela possui futuro. 

Investorplace

Outro ponto importante é analisar o histórico de pagamento de dividendos das empresas. O ideal é analisar pelo menos os últimos cinco anos.

O objetivo é encontrar empresas maduras e sólidas, que pagam dividendos de maneira consistente todos os anos. Dessa maneira, esse dado é importante, pois significa que a empresa possui boa geração de caixa ao longo do tempo. 

Ao montar sua carteira, considere também a diversificação de ativos. Essa diversificação deve ser feita tanto entre empresas, quanto entre setores. O intuito é diluir os riscos da carteira. Sendo assim, se algum setor ou empresa passar por baixa, a sua carteira toda não será prejudicada.

Por fim, é preciso considerar que as empresas são obrigadas a distribuir parte de seus lucros, mas a periodicidade varia bastante. Desse modo, analise se a empresa paga dividendos mensais, trimestrais, semestrais ou anuais.

Esse dado é importante, principalmente, para as pessoas que querem receber dividendos mensais. Se você quiser aprender mais sobre a possibilidade de receber dividendos todos os meses, veja o vídeo de Raul Sena:

Enfim, agora que você conhece as maiores pagadoras de dividendos e como montar uma carteira de dividendos, saiba Como declarar ações? Passo a passo, importância e quem precisa fazer.

Fontes: Rico, Capital research e Infomoney

Imagens: The cap, Under the radar report, Uschamber, Fool e Investorplace

Conte-nos a sua opinião...