Consórcio não vale a pena: motivos para nunca aderir!


Consórcio não vale a pena, pois ele não pode ser considerado um investimento. Isso porque, os investimentos proporcionam um rendimento para o investidor.

Em contrapartida, quem adquire um consórcio paga uma taxa de administração por ele. Ou seja, ao invés de ganhar, a pessoa está perdendo dinheiro.

Apesar de falarmos o porque os consórcios não valem a pena, esse texto não deve ser considerado como uma recomendação de que você deve ou não fazer um consórcio.

O que é um consórcio?

O consórcio é uma espécie de união de pessoas com o objetivo de juntar uma reserva financeira que será aplicada na compra de um bem, que pode ser, por exemplo, um veículo ou um imóvel. 

Apesar de ser oferecido como uma opção de investimento, é importante destacar que ele não é um investimento.

Com os investimentos, os investidores ganham dinheiro. Já no consórcio, eles perdem dinheiro.

De fato, a única forma de lucrar com os consórcios, é se tornando sócio de uma empresa que oferece esse tipo de serviço, como os bancos.

Consórcio não vale a pena

Supostamente, o consórcio vale a pena porque seria uma boa forma de juntar dinheiro.

Contudo, a verdade é que o consórcio rende uma rentabilidade negativa, pois você paga uma taxa de administração para a empresa que oferece esse produto financeiro para que ele possa controlar esse “investimento”.

Quando as empresas que oferecem um consórcio falam sobre ele, normalmente as pessoas imaginam que se trata de um grupo formado por algumas dezenas de pessoas.

Nesse grupo, cada um contribuiria com determinado valor que seria repassado no total para um dos participantes que fosse contemplado naquele mês.

Consórcio não vale a pena - 4 Motivos para nunca entrar em um consórcio

Porém, o que de fato ocorre é que a empresa junta centenas de pessoas pagando parcelas baixas e apenas uma pessoa é contemplada no mês. Além disso, as primeiras parcelas contam com taxa de administração entre 15 a 25%.

Já em carteiras que duram mais tempo, eles diminuem essa porcentagem para cerca de 7%, pois o interessante para eles é ficar com o dinheiro imobilizado dos clientes.

Portanto, se a sua intenção é aplicar o dinheiro em algo que realmente irá te trazer retorno positivo e contribuir para a construção do seu patrimônio, é mais vantajoso abrir sua conta em uma corretora, como a iSaEx, e investir em um dos ativos disponíveis.

4 razões porque consórcio NÃO vale a pena:

Existem diversas razões para você nunca entrar em um consórcio. Sendo que, quatro dos motivos pelos quais os consórcios não valem a pena são:

1- Sorteio

O primeiro motivo pelo qual o consórcio não compensa, é porque ele não é um investimento, ele é um sorteio.

Quando uma pessoa contrata um consórcio, ela pode receber o dinheiro em qualquer um dos meses de duração do consórcio, já que a definição de quem vai receber é feita por meio de um sorteio.

Compreender esse funcionamento é muito importante para que você saiba que o consórcio não é e nunca foi um investimento.

Se ele fosse um investimento, no final do período você iria receber mais do que aplicou. Mas, como o consórcio não é um investimento, você irá receber um valor inferior ao que você aplicou.

Consórcio não vale a pena - 4 Motivos para nunca entrar em um consórcio

Por exemplo, algumas pessoas chegam a ficar 10 anos esperando serem contemplados e no final do período eles recebem menos do que aplicaram no decorrer dos anos.

Ou seja, elas não obtém nenhum rendimento, como ocorreria se o dinheiro fosse aplicado em um ativo financeiro.

Existe ainda a possibilidade de oferecer um lance, onde você pode oferecer de 30 a 40% do valor total da carta para tentar antecipá-la.

Mas não existe uma garantia de que você vá conseguir e isso só aumenta o dinheiro que você deixou no sistema. De fato os consórcios são tão abusivos, que esse modelo só existe no Brasil.

Em resumo, o primeiro motivo pelo qual consórcio não compensa, é porque ele não é investimento.

Na prática, você tem uma rentabilidade negativa e paga uma porcentagem para os administradores. Por isso, é melhor deixar o dinheiro na poupança, já que pelo menos ela traz algum rendimento.

2- Consórcio não vale a pena e é pior que financiamento

Existe um mito de que os consórcios são melhores que os financiamentos, pois são sem juros. No entanto, pior do que as taxas de juros dos financiamentos, são as taxas de administração dos consórcios.

As instituições que emitem esse tipo de produto, podem cobrar até 15 a 25% de taxa de administração. Por exemplo, uma carta de R$ 50.000 pode ter, somente de taxa de administração, cerca de R$ 10.000.

Quanto maior o valor da carta, menor a taxa de administração já que a intenção das instituições é reter o cliente o maior tempo possível.

Isso ocorre porque as instituições lucram bastante com as pessoas que desistem do consórcio.

Elas lucram com os desistentes, pois nos primeiros meses que o cliente está pagando o consórcio, ele está pagando somente as taxas de administração.

A taxa de administração não é paga aos poucos como ocorre nos financiamentos comuns. A taxa é paga nos primeiros meses ou ela é descontada de forma progressiva.

Além disso, quando você faz um financiamento, você tem um valor fixo. Já com o consórcio ocorre reajuste no mês de aniversário.

3- Reajuste tarifário no consórcio não vale a pena

Ao venderem um consórcio, as instituições salientam que o valor da carta passa por reajuste de acordo com algum índice. Logo, você não iria perder dinheiro para a inflação, já que o valor da carta seria reajustado.

Entretanto, eles convenientemente deixam de destacar o fato de que o valor das parcelas também passa por reajustes!

Em outras palavras, você não tem uma previsão de quanto você vai pagar por mês, já que eles vão reajustar a parcela de acordo com um índice.

Sendo que, é muito provável que no final das contas você pague um valor superior à valorização do seu bem.

4- Os bens podem são alienados

Por fim, o quarto motivo pelo qual consórcio não vale a pena é o fato de que os bens são alienados.

Isso significa que mesmo que você tenha sido contemplado, aquele bem não é de fato seu até que você termine de pagar o consórcio.

Suponhamos que você tenha contratado um consórcio de imóvel e tenha sido contemplado.

Esse imóvel que você acredita que realizou o seu sonho de casa própria, na verdade não é seu. Isso porque, se você deixar de pagar as parcelas, o seu bem pode ser alienado.

Opções de investimentos

Agora que você conhece alguns dos motivos pelos quais o consórcio não vale a pena, talvez você esteja interessado em realizar investimentos de verdade, mas tenha medo de investir.

Saiba que existem diversas aplicações de renda fixa que possuem riscos baixíssimos, como, por exemplo:

1- Tesouro Direto

Os títulos do tesouro direto são considerados como as opções de ativos mais seguros do mercado, já que são garantidos pelo governo.

Eles podem ser prefixados, pós-fixados ou híbridos e desde que você mantenha seu dinheiro aplicado até o vencimento, você irá receber o rendimento acordado.

2- CDB

Os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) são uma opção para os investidores que desejam um rendimento superior ao tesouro direto, mas sem correr grandes riscos.

Esses títulos são cobertos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), a mesma instituição que protege as aplicações da poupança.

3- LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), são títulos emitidos pelos bancos.

Assim como os CDBs, elas contam com a proteção do FGC que devolve até R$ 250 mil por CPF e instituição em caso de calote. A grande vantagem desses títulos além da segurança, é a isenção de Imposto de Renda (IR).

Assista ao vídeo de Raul Sena, o Investidor Sardinha, e saiba mais sobre as desvantagens dos consórcios:

Enfim, agora que você sabe porque os consórcios NUNCA valem a pena, aproveite para aprender Como investir? Passo a passo e alternativas por menos de 100 reais

Fonte: Capital research.

Conte-nos a sua opinião...