O que são altcoins e como investir? Conheça as principais


As Altcoins são basicamente qualquer outra criptomoeda que não seja Bitcoin. Primeiramente, foi a Namecoin, em 2011, que surgiu com uma proposta de substituir o Bitcoin. Logo, diversas outras moedas começaram a surgir tentando inovar no mercado.

Nesse sentido, o objetivo das Altcoins é explorar novas oportunidades no mercado financeiro. Ou seja, elas traçam objetivos diferentes do Bitcoin e geram uma grande concorrência entre as criptomoedas.

Primeiramente, as primeiras moedas virtuais chegaram junto com o surgimento de um grupo da internet chamado Cyberpunks, onde o objetivo era criar um método de pagamento alternativo.

Então, começaram a surgir modelos de moedas, entre elas a Bitcoin. Depois do Bitcoin se consolidar no mercado, alguns investidores procuravam criar uma moeda virtual alternativa. Logo após, veio a Altcoin, cujo nome vem de alternative coin, ou moeda alternativa.

Diferença entre Altcoins e Bitcoin

A princípio, o Bitcoin foi a primeira criptomoeda a permitir a realização de transações financeiras online entre pares de pessoas. Ou seja, sem a presença de nenhum intermediário, como um governo ou órgão regulatório.

Assim, as Altcoins mais populares usam os mesmos blocos fundamentais de construção de Bitcoin. Apesar disso, algumas delas possuem regras que se diferem, como em política monetária embutida, com o objetivo de encorajar o uso e tratamento distinto.

Ou seja, algumas políticas como gastos mínimos e juros positivos ou negativos sobre moedas armazenadas, por exemplo, podem encorajar ou desencorajar uma compra.

Por outro lado, as políticas de mineração de moedas podem funcionar também de maneira diferente do Bitcoin, além de poderem divergir entre si também. Assim como também o número de moedas pagas por novo bloco extraído.

Essas são outras diferenças entre o Bitcoin e o Altcoin:

  • Possuem um algoritmo diferente do Bitcoin;
  • Diferença na estrutura do funcionamento difere, nem todas usam Blockchain;
  • Surgiram da ideia de trazer mais velocidade nas transações;
  • O preço de mercado entre as Altcoins é muito diferente do Bitcoin.

Quais e quantas Altcoins existem?

É muito difícil determinar o número total de Altcoins por aí. Afinal, milhares foram criadas, principalmente entre 2017 e 2018. Porém, no site CoinMarketCap, tem como consultar quantas Altcoins, aproximadamente, existem.

O site é um dos maiores agregadores de dados sobre criptomoedas. Apesar do grande volume, a maioria dessas moedas deram prejuízos para os investidores iniciais. Além de que, muitas dessas Altcoins acabam simplesmente morrendo ou podem ser até golpe.

Dessa forma, é muito difícil determinar quais Altcoins possuem futuro ou se valem a pena investir. Porém, existem ferramentas de pesquisa para te auxiliar a não cair em golpes. Uma delas é a Dead Coins, que nada mais é do que um agregador com informações sobre as altcoins, como, por exemplo, se elas faliram ou se são um golpe financeiro.

Por outro lado, muitos outros projetos deram certo. Até mesmo a ponto de tornar diversos investidores milionários. Então, é possível encontrar altcoins com retorno de investimento na cada da dezena de milhar de valorização, por exemplo. Logo, o mais importante sempre é fazer uma boa pesquisa antes de realmente escolher em qual investir.

Principais Altcoins

Estima-se que o número de altcoins seja maior que 7 mil. Logo, é difícil saber exatamente quais são as principais. Porém, existem de fato algumas que, por conta do seu destaque e desempenho, merecem atenção:

Altcoin Ethereum

A Ethereum é, sem dúvida, a mais importante. Afinal, é a maior altcoin por capitalização de mercado. Além de ser um dos projetos mais promissores desse setor. Também foi a primeira blockchain com foco em contratos inteligentes e em Aplicativos Descentralizados.

Litecoin

A Litecoin foi criada como uma atualização do Bitcoin. Assim, prometia mais velocidade para a confirmação de transações, menos taxas além de mais estabilidade. Seu objetivo sempre foi ser uma moeda de aceitação geral. Ou seja, para ser utilizada como uma moeda de troca eficiente.

Ripple (XRP)

Apesar de ter objetivos similares aos do Litecoin, o XRC veio como uma ferramenta para grandes instituições e para bancos. Por esse motivo, ela foi um sucesso e até mesmo a maior altcoin do mundo, por um tempo.

Altcoin Bitcoin Cash

Uma das versões do Bitcoin que mais fez sucesso, criando uma comunidade fiel ao protocolo e com uma boa valorização desde o início.

Tether

Revolucionou o mercado de criptomoedas, a Tether é a mais famosa stablecoin do mundo. Além disso, com lastro em dólar, essa moeda se tornou útil para liquidar diferentes contratos e transação com mais facilidade e menos atrito que o uso direto do dólar.

Altcoin Cardano

A Cardano é uma plataforma de blockchain que integra múltiplos serviços em um lugar através de contratos inteligentes e aplicativos descentralizados que rodam na sua rede. Também tem a sua própria criptomoeda ativa.

Chainlink

Sua rede funciona como uma infraestrutura para que registre dados e transações que ocorrem em diversas blockchains. Além disso, sua capacidade de operar e integrar diferentes blockchains chama a atenção.

Altcoin Stellar

A Stellar possui como principal intuito funcionar por meio de pagamento seguro, rápido e acessível, voltado principalmente para as remessas e transações internacionais.

EOS

Essa criptomoeda é capaz de criar e manter funcionando contratos inteligentes e aplicativos descentralizados. É vista no mercado como uma das principais concorrentes da Ethereum. Afinal, ambas oferecem soluções parecidas e capazes de descentralizar outros serviços financeiros por meio das suas blockchains.

Altcoin DOGECOIN

A Dogecoin é completamente diferente das demais. Sua criação é inusitada, foi uma forma de homenagear um meme da internet de um cachorro da raça Shiba Inu. 

Assim, não tinha a menor pretensão de realmente funcionar como criptomoeda competitiva no mercado. Porém, aos poucos conseguiu conquistar seu espaço no mercado das criptomoedas por conta da sua comunidade.

Agora que já conhece mais sobre as altcoins saiba mais sobre a Dogecoin: o que é, como funciona e como comprar

Fontes: CNN; Coinext; Magnetis; Como Investir e Br Investing.

Conte-nos a sua opinião...