Como investir em dólar – Por que investir no exterior, opções e riscos


Em momentos de crise econômica ou turbulência política, a dúvida sobre como investir em dólar se torna constante. Isso porque, esse tipo de investimento é uma maneira de preservar o patrimônio. 

Portanto, investir em dólar pode ser considerado como uma forma de criar uma reserva de valor. Dessa maneira, mesmo que o Brasil entre em uma crise política ou econômica, parte do patrimônio estará protegido.

Apesar de também estar sujeito ao cenário econômico dos Estados Unidos, a moeda norte-americana ainda é mais forte do que a brasileira. Por isso, ela é uma boa opção de proteção de patrimônio.

Por que investir em dólar?

Investir no exterior é uma opção para as pessoas que desejam proteger seu patrimônio da inflação. Acontece que, com a alta dos preços, o dinheiro de um país vai perdendo o poder de compra. Em outras palavras, a inflação faz com que a moeda perca o valor. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

É claro que a moeda norte-americana também pode se desvalorizar, porém, o dólar é considerado como uma moeda mais forte do que o real. Logo, investir em dólar se torna uma opção interessante. 

como investir em dólar

Uol

Esse tipo de investimento é tido como uma reserva de valor. Isso significa que se a situação econômica no Brasil ficar horrível, a pessoa ainda terá os investimentos no exterior intactos.

Em resumo, investir em dólar é uma forma de proteger parte do seu patrimônio contra o aumento da inflação aqui no Brasil. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Outro motivo para investir em dólar é a diversificação de investimentos. Uma carteira diversificada possui menos riscos de prejuízo ao investidor.

Como investir em dólar

Existem diversas maneiras possíveis de se investir no exterior:

1- Conta no exterior

A primeira opção é abrir uma conta em uma corretora no exterior. Abrir uma conta nos Estados Unidos não é ilegal, mas é burocrático. Primeiramente, você deve pesquisar e escolher uma corretora confiável. 

Veja

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Depois disso você precisa se informar sobre os documentos necessários para abrir a conta e fazer o envio de todos. Por fim, através de uma instituição financeira, autorizada pelo Banco Central do Brasil, você faz a transferência do dinheiro

Essa transferência tem alguns custos, como o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), que é de 0,38% em cima do valor a ser enviado. A instituição financeira também pode cobrar algumas taxas. 

2- Como investir em dólar por meio de fundos cambiais

Os fundos cambiais são uma forma simples de investir em dólar. A grande vantagem é que não possui toda a burocracia da opção de investir através de uma corretora no exterior. Tudo o que o investidor precisa fazer é comprar cotas dos fundos.

Os fundos de investimentos funcionam como uma reunião de pessoas com o objetivo de investir juntos em algo. Essas pessoas são chamadas de cotistas e não possuem poder de decisão. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
como investir em dólar

Agência Brasil

Quem decide onde o dinheiro será aplicado, com base nas diretrizes preestabelecidas do fundo, é o gestor. Em outras palavras, o gestor é um profissional responsável por analisar o mercado e fazer os melhores investimentos. 

Porém, esse tipo de investimento tem o custo da taxa de administração. A porcentagem dessa taxa varia dependendo do fundo, mas a maioria dos fundos que acompanham o dólar, praticam a taxa de 1%, ao ano.

3- Fundo multimercado

O funcionamento do fundo multimercado é similar ao fundo cambial. O que os difere são as aplicações. Enquanto os fundos cambiais seguem uma moeda estrangeira, os fundos multimercados podem fazer outras aplicações.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Dessa maneira, eles podem investir em dólar e ações do exterior. 

Diário do Nordeste

4- Minicontrato de dólar

Os minicontratos de dólar são outra maneira de investir na moeda norte americana. Eles são oferecidos por corretoras e são considerados como investimentos de renda variável.

Dessa maneira, ao optar por esse tipo de aplicação, o investidor precisa acompanhar as oscilações do mercado e decidir qual o melhor momento de resgate. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

5- Comprar dólar

Comprar dólar, na verdade, não é um investimento. O conceito de investimento é algo que traz um retorno financeiro. Logo, deixar a moeda parada em casa não traz nenhum retorno, na verdade, você corre o risco de ser roubado. 

como investir em dólar

Isto é dinheiro

Além disso, comprar dinheiro físico custa caro, já que a cotação do dólar turismo é mais alta do que a do dólar comercial. O dólar turismo – o único que é possível comprar – é vendido em instituições financeiras e casas de câmbio.

Logo, por ser vendido por instituições que precisam de lucros, eles custam mais caro. Enfim, comprar dólar físico é recomendado apenas se você for viajar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

6- ETF

Os Exchange Traded Fund são mais uma forma de como investir em dólar. Em síntese, os ETFs acompanham algum índice econômico. Eles podem acompanhar índices diversos, entre eles, índices internacionais como o S&P500.

Riscos

Assim como os demais investimentos, investir em dólar possui alguns riscos. Por ser considerado uma aplicação de renda variável, investir na moeda norte-americana traz o risco das variações de mercado. 

Ou seja, esse não é o tipo de investimento em renda fixa, que tem uma margem de garantia de retorno. Ao investir no dólar, você pode sim perder dinheiro. Entretanto, quanto maiores os riscos, maiores as chances de altos retornos. 

como investir em dólar

Ativa investimentos

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em resumo, investir em dólar é recomendado, principalmente, para investidores experientes e que pretendem proteger o seu patrimônio ou diversificar a carteira. 

Você quer começar a investir em dólar no exterior mais está com pouco dinheiro? Então, veja o vídeo de Raul Sena e descubra como solucionar esse problema:

Enfim, agora que você sabe tudo sobre os tipos de investimentos no exterior, aprenda também como aplicar a técnica de investimentos Value investing – O que é, como funciona e formas de aplicar a estratégia

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes: Magnetis, Suno e Btg Pactual digital

Imagens: Remessa online, Uol, Veja, Agência Brasil, Diário do Nordeste, DCI, Isto é dinheiro e Ativa investimentos


Conte-nos a sua opinião...